ANIQUILAÇÃO SIMBÓLICA: A AUSÊNCIA DO IMPENSADO

SYMBOLIC ANNIHILATION: THE ABSENCE OF THE UNTHOUGHT

Autores

  • João Carlos Cattelan Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Palavras-chave:

Discurso. Anúncio. Paternidade. Cuidado. Esquecimento.

Resumo

Objetivo, com este artigo, alcançar duas metas simultâneas: uma se refere ao trabalho de demonstração do que designo com o sintagma aniquilação simbólica; postulo que o conceito recobre “conteúdos” que, embora pudessem fazer parte do discurso, são rechaçados para fora das margens de uma formação discursiva. A outra é relativa à análise de anúncios publicitários de produtos para o cuidado de bebês, de cuja cenografia o pai é eliminado, tornando-se silêncio, ausência e impensado. Por meio da confluência das duas problemáticas, busco construir algumas reflexões sobre consequências que podem derivar da separação sectária e tendenciosa que a ideologia define, destinando à mulher o lugar unilateral de cuidado do bebê e ao homem lugar algum: esquecimento.

Downloads

Publicado

21/06/2022

Edição

Seção

Artigos