Crime ou desordem de acumulação de animais? O papel das redes sociais no entendimento dos acontecimentos de Santo Tirso

Autores

Palavras-chave:

Desordem de acumulação de animais, Santo Tirso, Análise de contéudo, Redes sociais, direitos dos animais

Resumo

Na madrugada de 19 de Julho (2020). em Santo Tirso (Portugal), um fogo florestal atingiu dois abrigos ilegais para animais de companhia. Meia centena morreu. Foram resgatados com vida 110 nào-humanos. As informações veiculadas pelos media indicam a possibilidade de estarmos perante um caso de acumulação de animais. Tendo por base as publicações de Facebook relacionadas com o incidente de duas das maiores organizações portuguesas defensoras da causa animal, procurámos perceber como é que as mesmas e os seus seguidores reagiram ao acontecimento. A análise foi feita com base na técnica de análise de contéudo. Os resultados sugerem que tanto as organizações em causa como os seus seguidores percepcionaram o acontecimento como um acto criminoso. Apesar das informações disponíveis, a possibilidade de estarmos perante a “desordem de acumulação de animais” nunca foi mencionada nas publicações dos murais analisados e surge apenas tuna vez no comentário de um dos seus seguidores.

Downloads

Publicado

05/01/2021