Pierre Bourdieu e o desvelamento da articulação do mundo social

Autores

  • Flavia Wegrzyn Martinez UENP – Universidade Estadual do Norte do Paraná. Centro de Ciências Humanas e da Educação. Jacarezinho – PR
  • Susana Soares Tozetto UEPG – Universidade Estadual de Ponta Grossa. Departamento de Educação. Ponta Grossa – PR

Palavras-chave:

Bourdieu. Campo. Habitus. Educação.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar reflexões sobre as contribuições para a Educação, na perspectiva da Teoria Sociológica de Pierre Bourdieu, compreendida como um campo de luta e combate; especialmente sobre os conceitos de campo e habitus, que permitem apreender os engendramentos que permeiam o mundo social, e de escola, como um campo onde não existe neutralidade.

Biografia do Autor

Flavia Wegrzyn Martinez, UENP – Universidade Estadual do Norte do Paraná. Centro de Ciências Humanas e da Educação. Jacarezinho – PR

Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa- UEPG. Pesquisadora sobre Trabalho Docente - GEPTRADO/UEPG.Professora da Universidade Estadual do Norte do Paraná -  UENP -  CCHE - Colegiado de Biologia - Campus Jacarezinho - PR Coordenadora de Estágio Supervisionado Não Obrigatório.

Susana Soares Tozetto, UEPG – Universidade Estadual de Ponta Grossa. Departamento de Educação. Ponta Grossa – PR

Professora adjunta da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Departamento de Educação, do Programa de Pós Graduação (Mestrado/Doutorado), e líder do grupo de pesquisa sobre o trabalho docente (GEPTRADO).Brasil.

Downloads

Publicado

19/12/2016