O dilema do porco-espinho: Como encarar a solidão

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v9i1.14127

Palavras-chave:

Solidão, Alteridade, Relações Humanas

Resumo

O dilema do porco-espinho: Como encarar a solidão é uma obra disposta em 192 páginas, lançada em 2018 pela Editora Planeta. Escrita por Leandro Karnal, historiador graduado pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos e doutor em História Social pela Universidade de São Paulo, professor no departamento de História pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, o manuscrito conduz o leitor à reflexão acerca do tema que ainda é um dilema para o ser humano: viver solitariamente ou coletivamente? Conviver no calor dos grupos e correr o risco de ser machucado pelos espinhos do outro ou viver isoladamente no frio da solidão, correndo o risco de destruir a “estabilidade humana”? (KARNAL, 2018, p. 12).

Biografia do Autor

Sandra Pottmeier, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis – SC

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Linguística.

Caique Fernando Fistarol, Secretaria Municipal de Educação de Blumenau (SEMED), Blumenau – SC

Coordenador de Línguas Estrangeiras – Línguas Alemã e Inglesa e do Ensino Bilíngue Municipal. Mestrado em Educação (FURB).

Marta Helena Cúrio de Caetano, Universidade Regional de Blumenau (FURB), Blumenau – SC

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação.

Lais Oliva Donida, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis – SC

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada (UFSC).

Referências

AMORIN, M. Cronotopo e exotopia. In: BRAIT, B. (org.). Bakhtin: outros conceitos-chave. 2. ed. 3. reimp. São Paulo: Contexto, 2018. p. 95-114.

BAKHTIN, M. M. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. Trad. Aurora Fononi Bernardini et al. São Paulo: Ed. da Unesp: Hucitec, 1998.

BAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal. Tradu. Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BAKHTIN, M. M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Trad. Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2017.

CORTELLA, M. S. Não se desespere: provocações filosóficas. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

FOUCAULT, M. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Trad. Raquel Ramalhete. 42. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

GEGE. Grupo de estudos dos Gêneros do Discurso. Palavras e contrapalavras: Glossariando conceitos, categorias e noções de Bakhtin. São Carlos: Pedro & João Editores, 2009.

GERALDI, J. W. Portos de Passagem. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

KARNAL, L. O dilema do porco-espinho: como encarar a solidão. 2. ed. São Paulo: Planeta do Brasil, 2018.

PRENSKY, M. Digital Natives Digital Immigrants. On the Horizon, NCB University Press, v. 9, n. 5, out. 2001. Disponível em: https://www.marcprensky.com/writing/Prensky%20-%20Digital%20Natives,%20Digital%20Immigrants%20-%20Part1.pdf. Acesso em: 2 set. 2020.

SILVEIRA, A. P. K.; ROHLING, N.; RODRIGUES, R. H.. A análise dialógica dos gêneros do discurso e os estudos do letramento: glossário para leitores iniciantes. Florianópolis: DIOESC, 2012.

Publicado

30/09/2020

Como Citar

Pottmeier, S., Fistarol, C. F., Caetano, M. H. C. de, & Donida, L. O. (2020). O dilema do porco-espinho: Como encarar a solidão. Revista Sem Aspas, 9(1), 170–178. https://doi.org/10.29373/sas.v9i1.14127

Edição

Seção

Resenha