O pensamento político de Oliveira Vianna

Estigmas limitadores de análise de suas obras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v11i00.14723

Palavras-chave:

Autoritarismo instrumental, Oliveira Vianna, Pensamento político brasileiro, Liberalismo inautêntico

Resumo

No Brasil, é comum autores com visões contrárias à atualidade serem descartados e esquecidos nas estantes de bibliotecas, prática que causa um grande mal para a formação das novas gerações da intelectualidade brasileira. Oliveira Vianna é um exemplo desse preconceito literário, visto que suas obras são caracterizadas como “racistas”, “autoritárias”, “fascistas”, entre outros adjetivos utilizados por aqueles que não conhecem com profundidade seus escritos, refletindo assim em limitadores da análise de suas contribuições para o entendimento da formação social brasileira. O artigo pretende-se compreender três pontos: o racismo, o autoritarismo instrumental e a crítica ao liberalismo presente nas obras do autor.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Tadeu de Oliveira Rocha, Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), Sorocaba – SP – Brasil

Mestrando no programa de Pós-Graduação em Educação. Membro do Grupo de Estudo e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil (HISTEDBR).

Referências

ANTOS, W. G. Ordem burguesa e liberalismo político. São Paulo: Duas cidades, 1978.

BASTOS, E. Oliveira Vianna e a Sociologia no Brasil (Um Debate sobre a Formação do Povo). In: MORAES, J.; BASTOS, É. (org.). O Pensamento de Oliveira Vianna. Campinas, SP: Ed. Unicamp, 1993.

BOBBIO, N. Teoria Geral da Política. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

CARVALHO, J. M. Introdução a Populações meridionais do Brasil. In: SANTIAGO, S. (org.). Intérpretes do Brasil. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2002

CARVALHO, J. M. As duas cabeças de Oliveira Vianna. In: AXT, G.; SCHULER, F. (org.). Intérpretes do Brasil: Cultura e identidade. Porto Alegre: Artes e ofícios, 2011.

GIMENEZ, D. M. et al. Notas à contribuição de Oliveira Vianna ao pensamento social brasileiro. Texto para discussão, Campinas, n. 337, p. 1-15, maio 2018. Disponível em: https://www.eco.unicamp.br/images/arquivos/artigos/3628/TD337.pdf. Acesso em: 6 nov. 2020.

HANNA, F. T. V. Caio Prado Jr. e Oliveira Vianna: interpretações do Brasil e projetos políticos para a modernização brasileira. AKRÓPOLIS, Umuarama, v. 11, n. 1, p. 27-34, jan./mar. 2003. Disponível em: https://revistas.unipar.br/index.php/akropolis/article/view/327. Acesso em: 6 nov. 2020.

IANNI, O. Formas de pensamento. In: BASTOS, E. R.; MORAES, J. Q. (org.). O pensamento de Oliveira Vianna. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1993.

LYNCH, C. E. C. Por que pensamento e não teoria? A imaginação político-social brasileira e o fantasma da condição periférica (1880-1970). Rio de Janeiro: Dado, 2013.

LYNCH, C. E. C. Um conservadorismo estatista: Nacionalismo, democracia cristã e crítica do neoliberalismo na obra de Oliveira Vianna. Revista Política Hoje, v. 27, ed. esp., p. 10-24, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/politicahoje/article/view/236435/29091. Acesso em: 6 nov. 2020.

MOREIRA, M. S. A imitação e o pensamento político brasileiro: Uma análise das obras de Oliveira Vianna e de Guerreiro Ramos. Teoria & Pesquisa, Minas Gerais, v. 25, n. 3, p. 174-197, nov. 2016. Disponível em: https://www.teoriaepesquisa.ufscar.br/index.php/tp/article/view/542. Acesso em: 6 nov. 2020.

PAIVA, V. Oliveira Vianna: Nacionalismo ou racismo? Síntese, v. 3, n. 6, p. 57-84, jan. 1976. Disponível em: http://www.faje.edu.br/periodicos/index.php/Sintese/article/view/2597/2799. Acesso em: 5 nov. 2020.

SAVIANI, D.; DUARTE, N. A formação humana na perspectiva histórico-ontológica. Revista Brasileira de Educação, v. 15, n. 45, p. 422-590, set./dez. 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/yXjXQvzWfhSp5VNhX6KqKLh/?format=pdf. Acesso em: 12 out. 2020.

SCHWARZ, R. As ideias fora do lugar. São Paulo: Estudos Cebrap, 1973.

SILVA, F. X. A formação do Brasil moderno em dois tempos: Uma análise comparada do pensamento de Oliveira Vianna e Hélio Jaguaribe. 2013. 181 f. Tese (Doutorado em Sociologia) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, 2013. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/281322. Acesso em: 05 nov. 2020.

SILVA, R. Autoritarismo instrumental ou estatismo autoritário? Considerações sobre o pensamento de Oliveira Vianna. ENCONTRO ABCP, 12., 2002, Niterói. Anais [...]. Niterói, RJ, 2002.

SILVA, R. Liberalismo e democracia na Sociologia Política de Oliveira Vianna. Sociologias, Porto Alegre, ano 10, n. 20, p. 238-269, jul./dez. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/soc/n20/a11n20.pdf. Acesso em: 6 nov. 2020.

VIANNA, F. J. O. Populações Meridionais do Brasil. 4. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1938.

VIANNA, F. J. O. O Idealismo da Constituição. 2. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1939.

VIANNA, F. J. O. Problemas de Política Objetiva. 3. ed. Rio de Janeiro: Record Cultural, 1974a.

VIANNA, F. J. O. Instituições Políticas Brasileiras. 3. ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 1974b.

Publicado

30/06/2022

Como Citar

ROCHA, D. T. de O. O pensamento político de Oliveira Vianna: Estigmas limitadores de análise de suas obras. Revista Sem Aspas , [S. l.], v. 11, n. 00, p. e022009, 2022. DOI: 10.29373/sas.v11i00.14723. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/14723. Acesso em: 4 out. 2022.