O perfil de docentes para o Ensino Tutorial de cursos de medicina: um processo orientador para a construção de problemas da realidade local

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v16i1.13591

Palavras-chave:

Docentes de medicina, Educação médica, Tutoria.

Resumo

Os cursos de Medicina possuem em suas diretrizes curriculares a proposta de implementar um ensino baseado na comunidade em que a instituição se encontra inserida. Objetiva-se conhecer o perfil dos docentes do Ensino Tutorial de um curso da Medicina. Trata-se de um estudo descritivo, quantitativo, prospectivo, realizado com os docentes do módulo de ensino tutorial nos semestres 2018.2 e 2019.1 do curso de Medicina de uma instituição pública, sendo que 50% dos docentes estão entre 5 e 10 anos de carreira docente. Todos encontravam-se com experiência no ensino tutorial. A maioria (57%) encontrava-se há pelo menos 2 anos sem capacitação voltada para ensino tutorial. Os docentes participantes eram dos mais diversos cursos. A maioria (57%) respondeu estarem próximos ou muito próximos da realidade local antes do ensino tutorial. Mesmo após sua inserção no ensino tutorial, 43% dos docentes relataram pouca proximidade. Todos os docentes responderam que possuíam conhecimento razoável sobre os temas discutidos na tutoria. 29% consideraram-se pouco próximos da etapa de intervenção realizada pelos discentes no ensino tutorial. 83% relataram que consideravam razoável o aprendizado sobre os temas discutidos. Foram abordados os mais variados temas no ensino tutorial: doenças transmissíveis e não transmissíveis, doenças parasitárias, e problemas ambientais e sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Namibia Pereira Pasklan, Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Pinheiro – MA

Graduada em Enfermagem - UFMA, mestre em Enfermagem - UFMA, e Doutora em Saúde Coletiva - UFMA. Professora Adjunto do Curso de Medicina da Universidade Federal do Maranhão - Pinheiro.

Referências

ANDRADE, M. R. S.; SILVA, C. R. L. D.; SILVA, A. Formação em saúde: experiências e pesquisas nos cenários de prática, orientação teórica e pedagógica. Edifurb, 2011.

AYRES, J. R. C. M. et al. Humanidades como disciplina da graduação em Medicina. Rev. bras. educ. med., Rio de Janeiro, v. 37, n. 3, p. 455-463, set. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-55022013000300019&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 out 2019.

BOLLELA, V. R. et al. Educação baseada na comunidade para as profissões da saúde: aprendendo com a experiência brasileira. Ribeirão Preto, SP: FUNPEC-Editora, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Enfermagem, Medicina e Nutrição. Diário oficial da União, Brasília, DF, 03 out. 2001a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/ces1133.pdf. Acesso em: 14 out 2019.

BRASIL. Diretrizes Curriculares para o Curso de Medicina. Diário oficial da União, Brasília, DF, 09 nov. 2001b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES04.pdf. Acesso em: 14 out 2019.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Medicina. Resolução nº 3, de 20 de junho de 2014. Diário oficial da União, Brasília, DF, 23 jun. 2014. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=15874-rces003-14&category_slug=junho-2014-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 14 out 2019.

FONSECA, A. S.; IDE, C. C.; PETERLINE, F. L. Delineamento para a construção de um projeto pedagógico do curso de Medicina: relato de experiência. O Mundo da Saúde, São Paulo, v. 37, n. 1, p. 84-88, 2013. Disponível em: http://www.saocamilo-sp.br/pdf/mundo_saude/101/8.pdf. Acesso em: 14 out 2019.

HADDAD, A. E. O Departamento de Gestão da Educação na Saúde frente aos desafios para a consolidação do Sistema Único de Saúde. In: AMÂNCIA, F. O.; PACHECO, S. P. Mestrado profissional em gestão do trabalho e da educação na saúde: ação e reflexões. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz; p. 15-19, 2009.

PEREIRA, O. P.; ALMEIDA, T. M. C. Medical education according to a resistance pedagogy. Interface - Comunic., Saúde, Educ., v. 9, n. 16, p. 69-79, 2005.

Publicado

19/06/2020

Como Citar

PASKLAN, A. N. P. O perfil de docentes para o Ensino Tutorial de cursos de medicina: um processo orientador para a construção de problemas da realidade local. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 16, n. 1, p. 133–141, 2020. DOI: 10.26673/tes.v16i1.13591. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/13591. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos - Área da Educação