Percepção e conhecimento de profissionais de unidades básicas da saúde sobre acessibilidade das pessoas com deficiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v17i00.14251

Palavras-chave:

Pessoas com deficiência, Estratégia saúde da família, Acesso aos serviços de saúde, Assistência integral à saúde

Resumo

O objetivo deste estudo é avaliar a percepção e o conhecimento dos profissionais de Unidades Básicas de Saúde (UBSs) sobre a acessibilidade das Pessoas com Deficiência (PcD) e sua assistência nos serviços. A pesquisa é um estudo transversal, quanti-qualitativo em que foi realizada entrevista semiestruturada com 30 questões. Com base nas entrevistas de 53 participantes, identificou-se que quase metade alegou não conhecer a legislação sobre os direitos das PcD, 44% relataram ter alguma dificuldade ou dúvida sobre o atendimento da PcD, 45,3% afirmaram que não havia distinção no acolhimento da PcD aos demais usuários e apenas 37,7% afirmaram que a PcD tinha prioridade no acolhimento. Concluiu-se, portanto, que o conhecimento dos profissionais das UBSs sobre acessibilidade e assistência da PcD nos serviços de saúde precisa ser aprimorado, para que o cuidado seja resolutivo, de forma a valorizar a autonomia e independência das PcD.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Martins Grassi Sedlmaier, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas – BA

Graduanda no curso de Medicina no Centro de Formação em Ciências da Saúde.

Denise Machado Mourão, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas – BA

Professora Adjunta no Centro de Formação em Ciências da Saúde. Doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos (UFV).

Cristiane Gomes Ferreira, Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Teixeira de Freitas – BA

Professora Assistente no Departamento de Educação. Mestrado em Educação e Contemporaneidade (UNEB).

Carla Ladeira Gomes da Silveira, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Teixeira de Freitas – BA

Graduanda no curso de Medicina no Centro de Formação em Ciências da Saúde.

Grasiely Faccin Borges, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Itabuna – BA

Professora Adjunta da Pós-Graduação em Saúde, Ambiente e Biodiversidade. Doutorado em Ciências do Desporto (UC) – Portugal.

Referências

ALBUQUERQUE, M. S. V. et al. Acessibilidade aos serviços de saúde: uma análise a partir da Atenção Básica em Pernambuco. Saúde em debate, v. 38, n. esp., p. 182-194, out. 2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR 9050: acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. 3. ed. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Normas Técnicas, 2015.

BEZERRA, T. V.; SILVA, M. A.; MAIA, E. R. Acesso da pessoa com deficiência à atenção primária no Brasil: limites e possibilidades. Cadernos de Cultura e Ciência, v. 2, n. 14, p. 65-74, dez. 2015.

BOWONIUK WIEGAND, B.; LEAL DE MEIRELLES, J. M. Saúde das pessoas com deficiência no Brasil: uma revisão integrativa na perspectiva bioética. Revista Latinoamericana de Bioética, v. 19, n. 2, p. 29-44, dez. 2019.

BRASIL. Casa Civil. Lei n. 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, p. 2, 07 jul. 2015. PL 7699/2006

BRASIL. Decreto n. 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei n. 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e o art. 18 da Lei n. 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Brasília, DF, 23 dez. 2005. Disponível em:

BRASIL. Decreto n. 7.612, de 17 de novembro de 2011. Institui o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência - Plano Viver sem Limite. Brasília, DF, 18 nov. 2011. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7612.htm. Acesso em: 09 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n. 793, de 24 de abril de 2012. Institui a Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência no âmbito do Sistema Único de Saúde. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 25 abr. 2012. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2012/prt0793_24_04_2012.html. Acesso em: 09 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, p. 68, 22 set. 2017. Disponível em: https://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/19308123/do1-2017-09-22-portaria-n-2-436-de-21-de-setembro-de-2017-19308031. Acesso em: 09 ago. 2020.

CAMPOS, M. F.; SOUZA, L. A. P.; MENDES, V. L. F. A rede de cuidados do Sistema Único de Saúde à saúde das pessoas com deficiência. Interface, Botucatu, v. 19, n. 52, p. 207-210, jan./mar. 2015.

CASTRO, S. S. et al. Acessibilidade aos serviços de saúde por pessoas com deficiência. Revista de Saúde Pública, v. 45, n. 1, p. 99-105, fev. 2011.

COSTA, K. N. F. M. Modelo de comunicação verbal com o cego: desenvolvimento e validação em consulta de enfermagem. 2009. 131 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) – Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.

COSTA, L. S. M. Educação médica e atenção integral à saúde da pessoa com deficiência. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 35, n. 3, p. 301-302, jul./set. 2011.

CRUZ, R. et al. Acessibilidade para pessoas com deficiência na atenção básica de saúde em Três Rios, Centro Sul Fluminense. Enfermagem Brasil, v. 18, n. 1, p. 95-104, 2019.

GIL DE FRANÇA, E. et al. Dificuldades de profissionais na atenção à saúde da pessoa com surdez severa. Ciencia y enfermeira, v. 22, n. 3, p. 107-116, set. 2016. Disponível em: https://scielo.conicyt.cl/pdf/cienf/v22n3/0717-9553-cienf-22-03-00107.pdf. Acesso em: 09 ago. 2020.

GOTADO, R. G.; ALMEIDA, M. A. P. T. O Acolhimento oferecido pelos Serviços de Saúde às pessoas com Necessidades Especiais. Id on Line Revista Multidisciplinar e de Psicologia, v. 10, n. 32, p. 126-137, nov./dez. 2016. Disponível em: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/568/789. Acesso em: 09 ago. 2020.

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm. Acesso em: 09 ago. 2020.

MAGALHAES, R. C. B. P.; CARDOSO, A. P. L. B. A pessoa com deficiência e a crise das identidades na contemporaneidade. Cadernos de Pesquisa, v. 40, n. 139, p. 45-61, jan./abr. 2010.

MAIA, E. R. et al. Assistência à pessoa com deficiência: competências do agente comunitário de saúde. Revista de Enfermagem UFPE on-line, v. 3, n. 4, p. 937-944, out./dez. 2009. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/9bcc/3bb3555385bad6afeaf43ba92fc92b2dfaaf.pdf. Acesso em: 09 ago. 2020.

MOCELIN, G. et al. Melhoria do acesso e da qualidade na atenção básica em saúde: inserção da pessoa com deficiência. Cinergis, v. 18, p. 353-357, dez. 2017. DOI: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/11165/7149

OLIVEIRA, Y. C. A; CELINO, S. D. M.; COSTA, G. M. C. Comunicação como ferramenta essencial para assistência à saúde dos surdos. Physis: Revista de Saúde Coletiva, v. 25, n. 1, p. 307-320, jan./mar. 2015.

PAGLIUCA, L. M. F. et al. Acesso de idosos às unidades de Atenção Primária à Saúde. REME - Revista Mineira de Enfermagem, v. 21, n. e1021, p. 1-5, set. 2017.

PEDRAZA, D. F. et al. Acessibilidade às unidades básicas de saúde da família na perspectiva de idosos. Ciência & Saúde Coletiva, v. 23, p. 923-933, 2018.

PEREIRA, N. T. B.; MEDEIROS, R. A. A Realidade das Agências Bancárias de João Pessoa-PB: Entraves à acessibilidade para Pessoas com Deficiência. Revista de Direito Sociais e Políticas Públicas, v. 2, n. 2, p. 37-51, jul./dez. 2016.

RESENDE, A. C.; NÓBREGA, S.; MOREIRA, T. Experiência das Pessoas com Deficiência nos Serviços de Saúde: Contribuição para a Formação Profissional. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE HUMANIDADES & HUMANIZAÇÃO EM SAÚDE, São Paulo, 2014. Anais [...]. São Paulo, SP: Blucher, 2014. p. 61.

RIBEIRO, J. P. et al. Acessibilidade aos serviços de saúde na Atenção Básica do Estado de Goiás. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 17, n. 3, p. 1-11, jul./set. 2015. Disponível em: https://www.fen.ufg.br/fen_revista/v17/n3/pdf/v17n3a04.pdf. Acesso em: 09 ago. 2020.

SILVA, D. C. N. et al. Acessibilidade de portadores de deficiência física ou mobilidade reduzida na Unidade Básica de Saúde Jonas Manoel Dias em São Luís de Montes Belos – GO. Revista Faculdade Montes Belos (FMB), v. 8, n. 3, p. 36-60, nov. 2015.

Publicado

20/04/2021

Como Citar

SEDLMAIER, B. M. G.; Mourão D. M.; FERREIRA, C. G.; SILVEIRA, C. L. G. da; BORGES, G. F. Percepção e conhecimento de profissionais de unidades básicas da saúde sobre acessibilidade das pessoas com deficiência. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 17, n. 00, p. e021003, 2021. DOI: 10.26673/tes.v17i00.14251. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/14251. Acesso em: 24 out. 2021.