Formação-ação em promoção e vigilância em saúde, ambiente e trabalho

Interdisciplinaridade no uso de portfólio reflexivo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v18i00.16473

Palavras-chave:

Formação profissional em saúde, Práticas interdisciplinares, Saúde e ambiente, Saúde coletiva, Métodos pedagógicos

Resumo

Analisa os portfólios reflexivos elaborados pelos educandos do curso de especialização Promoção e Vigilância em Saúde, Ambiente e Trabalho como instrumento pedagógico e avaliativo e a sua contribuição na formação interdisciplinar em saúde. Realizou-se análise do discurso do sujeito coletivo a partir de questionário e portfólios de 41 educandos egressos. A experiência dos portfólios demonstrou a singularidade na reflexão dos educandos, relacionadas às diversas temáticas interdisciplinares desenvolvidas em um processo pedagógico ativo da relação teoria-prática, com perspectiva emancipatória e transformadora da realidade social. O portfólio se apresentou como dispositivo pedagógico promotor da relação entre educador(a)-educando(a), cuja complexidade exige a construção de um pensamento crítico-reflexivo, direcionado para uma prática em saúde libertadora. O resultado do uso desse instrumento pedagógico produz efeitos substanciais no processo de ensino-aprendizagem dos educandos ressaltando a interdisciplinaridade como uma questão estruturadora que integra as inter-relações e interações de diferentes saberes e conhecimentos na formação em saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Marilia Correia Cavalcanti, Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ/IAM), Recife – PE – Brasil.

Departamento de Saúde Coletiva. Laboratório de Saúde Ambiente e Trabalho. Mestranda em Saúde Pública.

Idê Gomes Dantas Gurgel, Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ/IAM), Recife – PE – Brasil

Pesquisadora. Departamento de Saúde Coletiva/Laboratório de Saúde Ambiente e Trabalho. Doutorado em saúde pública (FIOCRUZ/IAM).

Aline do Monte Gurgel, Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ/IAM), Recife – PE – Brasil

Pesquisadora. Departamento de Saúde Coletiva. Laboratório de Saúde Ambiente e Trabalho. Doutorado em saúde pública (FIOCRUZ/IAM).

André Luiz Dutra Fenner, Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), Brasília – DF – Brasil

Pesquisador. Programa de Promoção da Saúde, Ambiente e Trabalho (PSAT). Doutorado em Desenvolvimento e Políticas Públicas (CEAM/UnB).

Gislei Siqueira Knierim, Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), Brasília – DF – Brasil

Pesquisadora Colaboradora. Programa de Promoção da Saúde, Ambiente e Trabalho (PSAT). Doutoranda em Agroecologia e Desenvolvimento Territorial (UFRPE).

Virgínia da Silva Corrêa, Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), Brasília – DF – Brasil

Pesquisadora Colaboradora. Programa de Promoção da Saúde, Ambiente e Trabalho (PSAT). Mestrado Profissional em Políticas Públicas em Saúde (EFG).

Mariana Olívia Santana dos Santos, Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ/IAM), Recife – PE – Brasil

Pesquisadora. Departamento de Saúde Coletiva. Laboratório de Saúde Ambiente e Trabalho. Doutorado em saúde pública (FIOCRUZ/IAM).

Referências

ALMEIDA FILHO, N. Transdisciplinaridade e Saúde Coletiva. Ciência & Saúde Coletiva, v. 2, n. 1-2, p. 5-20, 1997. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/ZvbpZyt8VYHSQT4jbcWzbHw/?format=html. Acesso em: 19 jun. 2022.

ALVARENGA, G. M. Portfólio: O que é e a que serve? Olho Mágico, v. 8, n. 1, p. 19-21, 2001. Disponível em http://www.ccs.uel.br/olhomagico/v8n1/portfol.htm. Acesso em: 10 fev. 2022.

ABREU, V. C. et al. Educação permanente em saúde e sua implicância na saúde do trabalhador. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 2, n. 4, p. 2351-2364. 2019. Disponível em: https://brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/1709/0. Acesso em: 10 fev. 2022.

BLANCO, A. Desarrollo y evaluación de competências em educación superior. Madrid: NARCEA S.A., 2009.

BORDENAVE, J. D.; PEREIRA, A. M. Estratégias de ensino-aprendizagem. 33. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

BRASIL. Resolução n. 3, de 20 de junho de 2014. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina e dá outras providências. Brasília, DF: Presidencia da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, 2014. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/acesso-a-informacao/acoes-e-programas/pnsp/legislacao/resolucoes/rces003_14.pdf/view. Acesso em: 12 jan. 2022.

CANAVARRO, A.; MARTINS, C.; ROCHA, I. Avaliação na formação de professores: Alguns pontos para discussão. EIEM EM/SPCE, 2007.

CARDOSO, D. S. A. et al. Aprendizagem Reflexiva: O uso do portfólio coletivo. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 39, n. 3, p. 442–449, set. 2015. Disponível em https://www.scielo.br/j/rbem/a/ZkMYH8xjn3QCfhVS3F7XtzR/abstract/?lang=pt. Acesso em: 10 fev. 2022.

CECCIM, R. B.; CARVALHO, Y. M. Formação e Educação em Saúde: Aprendizados com a Saúde Coletiva. 2. ed. São Paulo: [s.n.], 2006.

CECCIM, R. B.; FEUERWERKER, L. C. M. O quadrilátero da formação para a área da saúde: Ensino, gestão, atenção e controle social. Physis: Revista de Saúde Coletiva, v. 14, n. 1, p. 65, jun. 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/physis/a/GtNSGFwY4hzh9G9cGgDjqMp/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 05 dez. 2021.

COSTA, G. D. et al. O aprender fazendo: Representações sociais de estudantes da saúde sobre o portfólio reflexivo como método de ensino, aprendizagem e avaliação. Interface, v. 8, n. 50, p. 771-783, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/gQ6xrqvPKhwdDZK83tqH63t/abstract/?lang=pt. Acesso em: 12 mar. 2022.

COTTA, R. M. M. et al. O portfólio como ferramenta de aprendizagem significativa: Construindo competências para formar profissionais-cidadãos comprometidos com o Sistema Único de Saúde. Angewandte Chemie International Edition, v. 6, n. 11, p. 951-952, 2012. Disponível em: https://www.cidui.org/revistacidui/index.php/cidui/article/view/203. Acesso em: 17 dez. 2021.

COTTA, R. M. M. et al. Portfólios crítico-reflexivos: Uma proposta pedagógica centrada nas competências cognitivas e metacognitivas. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v. 19, n. 54, p. 573-588, set. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/T4LDVm3fZKsV9rWQGVmPZVC/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 14 set. 2021.

COTTA, R. M. M. et al. Portfólio reflexivo: Uma proposta de ensino e aprendizagem orientada por competências. Ciência & Saúde Coletiva, v. 18, n. 6, p. 1847-1856, jun. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/PjrxJcRbF7ZdfgNKt8N9THt/abstract/?lang=pt. acesso em 10 dez 2021.

COTTA, R. M. M.; MENDONÇA, É. T.; COSTA, G. D. Portfólios reflexivos: Construindo competências para o trabalho no Sistema Único de Saúde. Revista Panamericana de Salud Pública, v. 30, n. 5, p. 415-421, 2011. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/rpsp/2011.v30n5/415-421/pt/. Acesso em: 23 out. 2021.

CORDEIRO; F. N. C. S.; SILVA, J. A. C. Portfólio reflexivo: Ferramenta inovadora de avaliação formativa na educação em saúde. REAS, São Paulo, v. 31, e1203, 2019. Disponível em: https://acervomais.com.br/index.php/saude/article/view/1203. Acesso em: 12 fev. 2022.

FENNER, A. L. D. et al. Formação-ação: Uma contribuição para promoção de Territórios Saudáveis e Sustentáveis (TSS). In: BRASIL. Territórios Sustentáveis e Saudáveis: Experiências de Saúde Ambiental Territorializadas. Brasília, DF: FUNASA, 2021. v. 2. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/sites/portal.fiocruz.br/files/documentos/tss_-_volume_2.pdf. Acesso em: 20 jan. 2022.

FERRAZ, A. P. C. M; BELHOT, R. V. Taxonomia de Bloom: Revisão teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais. Gestão & Produção, v. 17, n. 2, p. 421-431, 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/j/gp/a/bRkFgcJqbGCDp3HjQqFdqBm/abstract/?lang=pt. Acesso em: 02 mar. 2022.

FERREIRA, M. C. I.; BUENO, A. L. G. O portfólio como avaliação na educação superior: Uma experiência de sucesso em um curso de pedagogia. In: SANTOS, C. R. (org.) Avaliação Educacional: Um olhar reflexivo sobre a sua prática. São Paulo: Editora Avercamp, 2005.

FREIRE P. Pedagogia do Oprimido. 78. ed. São Paulo: Paz e Terra; 2019a.

FREIRE P. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 68. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2019b.

FREIRE, P. Educação e Mudança. 12. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

FUENTES-ROJAS, M. O portfólio como uma estratégia de aprendizagem na formação dos profissionais de saúde. Revista Temas em Educação e Saúde, v. 13, n. 1, p. 59-73, jun. 2017. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/9607. Acesso em: 22 nov. 2021.

LEFÈVRE, F.; LEFÈVRE, A. M. C. Discurso do sujeito coletivo: Representações sociais e intervenções comunicativas. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, v. 23, n. 2, p. 502-507, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tce/a/wMKm98rhDgn7zsfvxnCqRvF/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 16 nov. 2021.

LUZ, M. T. Complexidade do campo da saúde coletiva: Multidisciplinaridade, interdisciplinaridade, e transdisciplinaridade de saberes e práticas – análise sócio-histórica de uma trajetória paradigmática. Saúde e Sociedade, v. 18, n. 2, p. 304-311, jun. 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sausoc/a/MkLhKMvH4KqDSJNgSG48VqG/abstract/?lang=pt. Acesso em: 24 out. 2021.

MEIRELLES, B. H. S.; ERDMANN, A. L. A questão das disciplinas e da interdisciplinaridade como processo educativo na área da saúde. Texto & contexto enferm, v. 8, n. 1, p. 165, 1999. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-475496. Acesso em: 24 out. 2022.

MINAYO, M. C. S. Disciplinaridade, interdisciplinaridade e complexidade. Disciplinarity, interdisciplinarityandcomplexity. Emancipacao, v. 10, n. 2, p. 435-442, jul. 2010. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=3628985. Acesso em: 15 fev. 2022.

MORIM, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2018.

PASSOS, E.; CARVALHO, Y. M. A formação para o SUS abrindo caminhos para a produção do comum. Saúde e Sociedade, v. 24, n. 1, p. 92-101, abr./jun. 2015. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/sausoc/2015.v24suppl1/92-101/. Acesso em: 21 out. 2021.

POSSOLLI, G. E.; GUBERT, R. Portfólio como ferramenta metodológica e avaliativa. In: Metodologias para a produção do conhecimento: Da concepção à prática. 2015. n. 376, p. 119-142.

SÁ-CHAVES, I. Portfólios reflexivos: Estratégias de formação e de supervisão. Aveiro: UA Editora, 2009. v. 1.

SILVA, R. F.; SÁ-CHAVES, I. Formação reflexiva: Representações dos professores acerca do uso de portfólio reflexivo na formação de médicos e enfermeiros. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v. 12, n. 27, p. 721-734, dez. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/vmnzXzn5hTwK5kqZkWhDYNj/abstract/?lang=pt. Acesso em: 21 nov. 2021.

SANTOS, R. B. et al. Portfólio reflexivo como instrumento de avaliação e autoavaliação no processo de ensino aprendizagem: Vivência do programa de pós-graduação stricto sensu, mestrado em enfermagem da Universidade do Estado do Pará e Universidade Federal do Amazonas. Research, Society and Development, v. 10, n. 4, e4610413295, 2021. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/13295. Acesso em: 05 abr. 2022.

STELET, B. P. et al. Portfólio Reflexivo: Subsídios filosóficos para uma práxis narrativa no ensino médico. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v. 21, n. 60, p. 165-176, out. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/icse/a/KMjBkSkxFFtbMZxggDP9cRL/abstract/?lang=pt. Acesso em: 25 nov. 2021.

TANJI, S. As potencialidades e fragilidades do portfólio reflexivo na visão dos estudantes de enfermagem. Rev. enferm. UERJ, v. 16, n. 3, p. 392-398, 2008. Disponível em: https://biblat.unam.mx/pt/revista/revista-enfermagem-uerj/articulo/as-potencialidades-e-fragilidades-do-portfolio-reflexivo-na-visao-dos-estudantes-de-enfermagem. Acesso em: 25 nov. 2021.

VEIGA SIMÃO, M. O “Portfolio” como instrumento na auto-regulação da aprendizagem: Uma experiência no ensino superior pós-graduado. Porto: Porto Editora, 2005.

VILLAS BOAS, B. M. F. O portfólio no curso de pedagogia: Ampliando o diálogo entre professor e aluno. Educação & Sociedade, v. 26, n. 90, p. 291-306, abr. 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/H3QJcSDMz5DKpgDmDN4rdtv/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 25 nov. 2021.

WEYH, L. F.; NEHRING, C. M.; WEYH, C. B. A educação problematizadora de Paulo Freire no processo de ensino-aprendizagem com as novas tecnologias. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 7, p. 44497–44507, jul. 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/12858. Acesso em: 20 fev. 2022.

WINOGRAD, P.; PARIS, S.; BRIDGET, C. Improving the assessment of literacy. West Sussex, v. 45, n. 2, p. 108-116, out. 1991. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/20200821. Acesso em: 13 maio 2022.

Publicado

30/11/2022

Como Citar

CAVALCANTI, A. M. C.; GURGEL, I. G. D.; GURGEL, A. do M.; FENNER, A. L. D.; KNIERIM, G. S.; CORRÊA, V. da S.; SANTOS, M. O. S. dos. Formação-ação em promoção e vigilância em saúde, ambiente e trabalho: Interdisciplinaridade no uso de portfólio reflexivo. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 18, n. 00, p. e022011, 2022. DOI: 10.26673/tes.v18i00.16473. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/16473. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos - Áreas da Educação e Saúde