Educação libertadora segundo Antonio Gramsci e Célestin Freinet

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29373/sas.v12i00.18040

Palavras-chave:

Célestin Freinet, Antonio Gramsci, Escola moderna, Escola unitária, Método pedagógico

Resumo

Antonio Gramsci e Célestin Freinet conceberam uma educação democrática e libertadora, voltada para atender às necessidades das classes populares. Embora compartilhassem o mesmo objetivo, a escola moderna de Freinet e a escola unitária de Gramsci apresentavam metodologias distintas. Este artigo analisa e compara seus escritos, além de recorrer a outras pesquisas para destacar seus métodos pedagógicos em relação à realidade de sua aplicação. O presente estudo explora como as críticas de ambos os autores se complementam em suas propostas. Os desafios práticos, bem como a relevância de seus critérios educacionais, são abordados em consonância com a realidade histórica brasileira e suas necessidades sociais, para que a educação possa fornecer apoio efetivo. Reflete-se sobre as teorias de Gramsci e Freinet com base em seu objetivo comum de identificar na educação um caminho para uma sociedade igualitária, alcançando a libertação através do desenvolvimento do senso crítico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Loffreda Costa, Universidade de São Paulo

Graduanda em Letras – Português, DLCV, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

Waldemar Ferreira Netto, Universidade de São Paulo

Professor Titular, DLCV, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Doutorado em Linguística (USP).

Referências

COSTA, M. C. C. O Pensamento Educacional de Célestin Freinet e suas Aproximações aos Ideais do Movimento da Escola Nova. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação Escolar) – Universidade Estadual Paulista, Araraquara, SP, 2008.

FORTI, L. Liberdade de ensinar: Condição indispensável à construção de uma nova hegemonia. Revista GESTO-DEBATE, Campo Grande -MS, v. 23, n. 11, p. 226-240, 2023. DOI: 10.55028/gd.v7i01.18499 Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/gestodebate/article/view/18499. Acesso em: 26 jul. 2021.

FREINET, C. O Jornal Escolar. Tradução: Filomena Quadros Branco. Lisboa: Editora Estampa, 1974.

FREINET, C. Pedagogia do bom senso. In: LEGRAND, L. (org.) Célestin Freinet. Tradução: José Gabriel Perissé. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010a. p. 39-66.

FREINET, C. A educação do trabalho. In: LEGRAND, L. (org.) Célestin Freinet. Tradução: José Gabriel Perissé. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010b. p. 67-139.

GRAMSCI, A. Cadernos e Cartas do Cárcere (1926-1937). In: MONASTA, A. (org.) Antonio Gramsci. Tradução: Paolo Nosella. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010. p. 69-127.

KANAMARU, A. T. Autonomia, cooperativismo e autogestão em Freinet: fundamentos de uma pedagogia solidária internacional. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 40, n. 3, p. 767-781, 2014. DOI: 10.1590/S1517-97022014005000007. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/c7T9tx7LqBjsL6V7p8zK65J/?lang=pt#. Acesso em: 23 jul. 2023.

PERRUSI, A. Sobre a noção de ideologia em Gramsci: análise e contraponto. Estudos de Sociologia, Recife, 2015, v. 2, n. 21. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revsocio/article/view/235663. Acesso em: 23 jul. 2023.

SILVA, G. F.; DUTRA JÚNIOR, W.; SANTOS, W. S. A Escola sem Partido: decifra-me ou devoro-te. Revista HISTEDBR On-line, Campinas (SP), v. 23, p. 1-26, 2003. DOI: 10.20396/rho.v23i00.8670426. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8670426. Acesso em: 23 jul. 2023.

Publicado

08/07/2023

Como Citar

COSTA, J. L.; NETTO, W. F. Educação libertadora segundo Antonio Gramsci e Célestin Freinet. Revista Sem Aspas , Araraquara, v. 12, n. 00, p. e023004, 2023. DOI: 10.29373/sas.v12i00.18040. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/semaspas/article/view/18040. Acesso em: 16 jun. 2024.