A experiência de rodas de Terapia Comunitária Integrativa (TCI) em CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) e em ESF (Estratégia de Saúde da Família) nos municípios de Cantagalo e Nova Friburgo (RJ)

Bethania do Carmo C. da Silva, Marise Gama Corrêa Lutterbach, Selma Arão, Zoraya Pinheiro

Resumo


O presente trabalho mostra a aplicação de rodas de TCI como ferramentas da Saúde Mental no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) em parceria com Estratégia de Saúde da Família (ESF). O objetivo é estimular os pacientes portadores de transtornos mentais em interação com a comunidade, a simbolizarem emoções e sentimentos a fim de minimizarem sofrimentos e somatizações. As rodas de TCI são realizadas nos espaços do CAPS e da ESF. A divulgação é feita pelos próprios participantes e equipes multiprofissionais da rede municipal, possibilitando encaminhamento para esta atividade complementar. Em se tratando de prática aberta à comunidade, promove através do espaço público a reconstrução de identidade, resgate da autoestima, valorização de saberes, formas de manifestação que tornam possíveis o encontro singular e comunitário com as dificuldades e situações de vida vivenciadas.

Palavras-chave


Saúde; CAPS; Grupo;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26673/tes.v9i0.9585



Temas em Educ. e Saúde, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN 2526-3471, ISSN 1517-7947

Prefixo DOI: 10.26673/rtes

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.