O papel do feedback corretivo na sala de aula de português como língua estrangeira

Bárbara Battistelli Rauber

Resumo


As línguas são, de modo geral, aprendidas na relação com os outros e para os outros, em diferentes ambientes que influenciam a aprendizagem de segunda língua (L2). Uma das influências mais importantes do ambiente linguístico é que fornece aos alunos informação sobre a incorreção de seus enunciados (ORTEGA, 2009). Este processo é referido como Corretive Feedback (LYSTER; RANTA, 1997, RUSSEL; SPADA, 2006), que é um fenômeno complexo que possui diferentes funções na instrução L2 formal. O objetivo do presente estudo foi investigar os tipos de CF oral em salas de aula L2 portuguesas e analisar como os alunos responderam ao CF fornecido pelos professores. Os dados apresentados foram obtidos por meio da observação de aulas em um curso elementar e intermediário de um curso de português oferecido em uma universidade americana privada. Os resultados deste estudo mostram que a elicitação, a correção explícita e o feedback metalinguístico são os principais tipos de CF utilizados pelos professores observados.

Palavras-chave


Aquisição de segunda língua. Feedback corretivo. Português como língua estrangeira

Texto completo:

PDF (English)

Referências


CHAUDRON, C. A descriptive model of discourse in the corrective treatment of learners’ errors. Language Learning, Ann Arbor, v. 27, n. 1, p. 29-46, 1977.

ELLIS, R.; BASTURKMEN, H.; LOEWEN, S. Learner uptake in communicative ESL lessons. Language Learning, Ann Arbor, v. 51, n. 2, p. 281-318, 2001.

GASS, S. M. Input, interaction, and the second language learner. Mahwah, NJ: Lawrence Erlbaum Associates, 1997.

JOUET-PASTRÉ, C. M. C. et al. Ponto de Encontro: portuguese as a world language. Upper Saddle River, NJ: Pearson/Prentice Hall, 2013.

LOEWEN, S. The role of feedback. In: GASS, S. M.; MACKEY, A. (Org.). The Routledge handbook of second language acquisition. London, New York: Routledge, 2012, p. 24-40.

LYSTER, R.; MORI, H. Interactional feedback and instructional counterbalance. Studies in Second Language Acquisition, Cambridge, v. 28, n. 2, p. 269-300, 2006.

LYSTER, R.; RANTA, L. Corrective feedback and learner uptake: negotiation of form in communicative classrooms. Studies in Second Language Acquisition, Cambridge, v. 19, n. 1, p. 37-66, 1997.

LYSTER, R.; SAITO, K.; SATO, M. Oral corrective feedback in second language classrooms. Language Teaching, Cambridge, v. 46, n. 1, p. 1-40, 2013.

ORTEGA, L. Understanding second language acquisition. London: Hodder Education, 2009.

RUSSEL, J.; SPADA, N. The effectiveness of corrective feedback for the acquisition of L2 grammar: a meta-analysis research. In: NORRIS, J. M.; ORTEGA, L. (Org.). Synthesizing research on language learning and teaching. Amsterdam: Benjamins, 2006, p. 133-164.




DOI: https://doi.org/10.29051/rel.v3.n1.jan-jun.2017.9015



Direitos autorais 2017 Revista EntreLínguas



Rev. EntreLínguas, Araraquara, SP, Brasil. e-ISSN: 2447-3529, ISSN: 2447-4045

DOI Prefix: 10.02951/rel

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.