Formação de professores de classe hospitalar em saúde mental como resultante de uma pesquisa-ação existencial

Ricardo Antonio Gonçalves Teixeira, Rodrigo Carvalho do Rego Barros, Uyara Soares Cavalcanti Teixeira, Mário José de Souza, Nelson Filice de Barros

Resumo


Este estudo elege como objetivo investigar a saúde do professor atuante em classe hospitalar na rede pública estadual de educação em Goiás. Enquanto metodologia utiliza-se a pesquisa-ação na perspectiva existencial. Como resultante da investigação de campo, foi proposto, em parceria com os atores e autores da pesquisa, um curso de formação em saúde mental com os docentes do Núcleo de Atendimento Educacional Hospitalar, valendo-se do método Problem-Based Learning (PBL), uma estratégia pedagógica de aprendizagem baseada em problemas e que elege como foco o aprendizado centrado no aluno. A participação efetiva, colaborativa e engajada de autores e atores na pesquisa trouxe, como resultado, aprofundamentos teóricos e metodológicos sobre o tema proposto, reflexão sobre as dificuldades no atendimento de casos envolvendo transtorno mental, maior conhecimento sobre doenças mentais e seus reflexos no comportamento, esclarecimentos sobre procedimentos de ação e construção de protocolos de encaminhamentos.

Palavras-chave


Classe hospitalar. Formação de professor. Saúde mental. Pesquisa-ação.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, W. F.; SOARES JÚNIOR, N. E. A noção de qualificação do trabalho nas pesquisas em educação: uma análise da produção acadêmica do GT Trabalho e Educação / ANPEd. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 24, n. 1, p. 67-83, jan-abr, 2015.

BARBIER, R. A pesquisa-ação. Brasília: Liber Livro Editora, 2002.

BARROS, A. S. S. Contribuições da educação profissional em saúde à formação para o trabalho em classes hospitalares. Cad. CEDES, Campinas, v. 27, n. 73, p. 257-278, dez. 2007.

BERBEL, N. A. N. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface: Comunicação, Saúde, Educação, v.2, n.2, 1998.

BRANCO, R. F. G. R. Capacitação de professores de Classe Hospitalar em relação professor-aluno/paciente na perspectiva balintiana. 2008. 180 f. Tese (Programa de Pós-Graduação em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia.

BRANCO, R. F. G. R. O ensino na perspectiva dos Grupos Balint: um espaço de reflexão sobre o encontro do estudante de Medicina com o seu paciente. 2001. 155 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Goiás, Goiânia.

BRASIL. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Resolução CNE/CBE nº 02 de 11 de setembro de 2001. Diário Oficial da União, n. 177, Seção 1E de 14/09/01, pp.39-40. Brasília: Imprensa Oficial.

BRASIL. Ministério da Educação. Classe hospitalar e atendimento pedagógico domiciliar: estratégias e orientações. Secretaria de Educação Especial. Brasília: MEC/SEESP, 2002.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 1.823, de 23 de agosto de 2012. Institui a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora. Brasília.

CABRAL, H. S. R.; ALMEIDA, K. V. G. Problem Based Learning: aprendizagem baseada em problemas. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia, ano 2, v. 2, Número Especial, Faculdade Leão Sampaio, jun. 2012.

FOUCAULT, M. História da loucura. São Paulo. Ed. Perspectiva, 1987.

PERRENOUD, P. A prática reflexiva no ofício de professor: profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Atmed, 2002.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo. Ed. Cortez. 1998.




DOI: https://doi.org/10.26673/rtes.v13.n2.jul-dez.2017.10680



Temas em Educ. e Saúde, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN 2526-3471, ISSN 1517-7947

Prefixo DOI: 10.26673/rtes

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.