Elaboração e aplicação do jogo de tabuleiro ‘caminhando pelo sus’: relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v15i1.12092

Palavras-chave:

Metodologia do ensino, Metodologia inovadora, Saúde pública, Tecnologia e didática.

Resumo

O Programa de Iniciação à Docência (PID) da UFCSPA visa o desenvolvimento de metodologias ativas de ensino-aprendizagem, integrando docentes e discentes. Na área da saúde, estudos contestam os modelos pedagógicos tradicionais, uma vez que tornam o sujeito passivo em relação ao conhecimento. O objetivo deste artigo é relatar a experiência de desenvolvimento de um jogo de tabuleiro denominado ‘Caminhando pelo SUS’, para ser utilizado como ferramenta de aprendizagem. O jogo contém um tabuleiro, 55 cartões, 4 pinos e um manual de respostas e seu objetivo é chegar à última casa do tabuleiro. Para avançarem no jogo, os participantes deverão responder corretamente perguntas relacionadas à temática proposta. O conteúdo demonstrou ser abordado de forma inédita e descontraída a partir da aplicação do jogo, além de desenvolver no aluno uma postura autônoma e proativa em sala de aula ao centrá-lo como protagonista na construção e compartilhamento de seu conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Raffo Wachholz, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Porto Alegre - RS.

Graduando em Psicologia pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

Bolsista PID/UFCSPA (2016 - 2018).

Robson Miguel Arrosi, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Porto Alegre – RS.

Graduando em Psicologia pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

Graduando em Engenharia Civil pelo Centro Universitário Ritter dos Reis.

Bolsista PID/UFCSPA (2016 - 2017).

Clarissa De Antoni, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Porto Alegre – RS.

Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Professora Associada I do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

Referências

BORGES, Tiago Silva; ALENCAR, Gidélia. Metodologias ativas na promoção da formação crítica do estudante: o uso das metodologias ativas como recurso didático na formação crítica do estudante do ensino superior. Cairu em Revista, Salvador, v. 3, n. 4, p. 119-143, jul./ago., 2014.

LOZZA, Rodrigo; RINALDI, Giullia Paula. O uso dos jogos para a aprendizagem no ensino superior. Caderno PAIC, v. 18, n. 1, p. 575-592, 2017.

MITRE, Sandra Minardi; SIQUEIRA-BATISTA, Rodrigo; GIRARDI-DE-MENDONÇA, José Márcio; MORAIS-PINTO, Neila Maria de; MEIRELLES, Cynthia de Almeida Brandão; PINTO-PORTO, Cláudia; MOREIRA, Tânia; HOFFMANN, Leandro Marcial Amaral. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Revista Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 13, n. 2, p. 2133-2144, dez. 2008.

PANOSSO, Mariana Gomide; SOUZA, Silvia Regina de; HAYDU, Verônica Bender. Características atribuídas a jogos educativos: uma interpretação Analítico-Comportamental. Revista Psicologia Escolar e Educacional, Maringá, v. 19, n. 2, p. 233-242, ago. 2015.

UFCSPA. Programa de Iniciação à Docência. Disponível em: https://www.ufcspa.edu.br/index.php/bolsas-academicas/pid-iniciacao-a-docencia. Acesso em: 12 dez. 2018.

Downloads

Publicado

08/07/2019

Como Citar

WACHHOLZ, G. R.; ARROSI, R. M.; DE ANTONI, C. Elaboração e aplicação do jogo de tabuleiro ‘caminhando pelo sus’: relato de experiência. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 15, n. 1, p. 159–168, 2019. DOI: 10.26673/tes.v15i1.12092. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/12092. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Relatos de Experiência