O jogo semântico do verbo llevar: uma análise de manchetes de sites em língua espanhola

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29051/el.v6i2.13306

Palavras-chave:

Semântica, Verbo llevar, Metáfora e metonímia.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo discutir as categorias semânticas do verbo llevar a partir de frases retiradas de jornais eletrônicos. Apresentados com diferentes sentidos, as frases destacadas para a análise deste trabalho apresentam sentidos metafóricos com significados diferentes para distintos contextos. Para tanto, os textos foram analisados fundamentando-se na aplicação das categorias semânticas cultural, gramatical e conceitual, segundo a abordagem de Moura (2006) e Lakoff e Johnson (1980; 2002). Ao final do estudo, percebeu-se que as variações semânticas decorrentes da utilização do verbo llevar variam de acordo com o contexto de uso, bem como os sentidos possibilitados nas construções sintáticas ultrapassam um nível superficial de compreensão do interlocutor: a polissemia do verbo e o contexto de seu proferimento interferem na sua realização e nos sentidos proferidos.

Biografia do Autor

Ana Maria Bonk, Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Chapecó – SC

Professora de espanhol. Doutoranda em Linguística (UFSC).

Referências

ABC DESVILLA. Cómo llevar una minifalda con estilo. 2017. Disponível em: https://sevilla.abc.es/estilo/bulevarsur/noticias/moda/minifalda-estilo/. Acesso em: 20 jul. 2020.

ABC EL RECREO. El hombre que lleva 46 años sin afeitarse el bigote. 2016. Disponível em: https://www.abc.es/recreo/abci-hombre-lleva-46-anos-sin-afeitarse-bigote-201608191107_noticia.html. Acesso em: 20 jul. 2020.

ABC GENTE & ESTILO. La hermana de Cristiano Ronaldo lleva dos años sin pagar la comunidad. 2017. Disponível em: https://www.abc.es/estilo/gente/abci-hermana-cristiano-ronaldo-lleva-anos-sin-pagar-comunidad-201703231711_noticia.html. Acesso em: 15 jul. 2019.

ABRAHÃO, V. B. B. A metonímia em London London, conto de Caio Fernando Abreu. Revista do SELL, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, v.1, n.1, p.07, 2008. file:///C:/Users/ALEXAN~1/AppData/Local/Temp/11-54-1-PB.pdf. Acesso em: 23 jan. 2019.

AM NOTICIAS. Se burlan de él por ver joyas siendo barrendero... Se lleva una sorpresa. 2016. Disponível em: https://www.am.com.mx/noticias/Se-burlan-de-el-por-ver-joyas-siendo-barrendero...-Se-lleva-una-sorpresa-20161206-0065.html. Acesso em: 15 jul. 2019.

BARROS, E. M. Nova gramática da língua portuguesa. São Paulo: Atlas, 1985.

BASSO, R. M. Semântica. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2009.

BERNATCOLL. España lleva bigote y conduce un 600. Catalunya lleva minifalda y se siente bien. 2013. Disponível em: https://fcbarcelonaroom.wordpress.com/2013/12/12/espana-lleva-bigote-y-conduce-un-600-catalunya-lleva-minifalda-y-se-siente-bien/. Acesso em: 20 jul. 2020.

CACCIARI, C. Why do we speak metaphorically? In: GIBBS, R. Figurative language and thought. Reino Unido: Oxford University Press, 1998.

CÂMARA JÚNIOR, J. M. Dicionário de filologia e gramática: referente à língua portuguesa. 3. ed. São Paulo: J. Ozon, 1968.

CARVALHO, S. N. A metáfora conceitual: uma visão cognitivista. Disponível em: http://www.filologia.org.br/viicnlf/anais/caderno12-04.html. Acesso em: 19 jun. 2019.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metáforas da vida cotidiana. Coordenação de tradução: Mara Sophia Zanotto. São Paulo: Mercado das Letras, 2002.

LAKOFF, G.; JOHNSON, M. Metaphors we live by. Chicago/London: The University of Chicago Press, 1980. p. 3-34.

MOISÉS, M. Dicionário de termos literários. 12. ed. rev. e ampl. São Paulo: Cultrix, 2004.

MOURA, H. M. M. Polissemia e indeterminação semântica. Apresentação. DELTA, São Paulo, v. 18, n. esp., p. X-XVI, 2002.

MOURA, H. M. M. Significação e contexto: uma introdução a questões de semântica e pragmática. 3. ed. Florianópolis: Insular, 2006.

MOURA, H. M. M. Substantivos contáveis e incontáveis: uma porta de entrada para a semântica. In: GONÇALVES, A.; GÓIS, M. (org.). Ciências da linguagem: o fazer científico. 1. ed. Campinas: Mercado de Letras, 2014. v. 2, p. 33-66.

SILVA, M. As metáforas cognitivas estruturais definidoras do conceito de linguagem e a sua consequência na construção do ponto de vista em que o objeto-linguagem será construído. Confluência, Rio de Janeiro, n. 54, p. 113-138, jul. 2018. ISSN 2317-4153. Disponível em: http://llp.bibliopolis.info/confluencia/rc/index.php/rc/article/view/249. Acesso em: 12 set. 2019.

ULLMANN, S. Semântica: uma introdução à ciência do significado. Trad. J. A. Osório Mateus. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1970.

YO QUIERO SER FUTBOLISTA. Por Que Luis Enrique Lleva Gafas De Sol En Los Entrenamientos? 2014. Disponível em: http://www.yoquieroserfutbolista.com/por-que-luis-enrique-lleva-gafas-de-sol-en-los-entrenamientos/. Acesso em: 15 jul. 2019.

Publicado

26/08/2020

Edição

Seção

Artigos