O jogo San San como recurso didático de apoio nas discussões sobre nutrientes reguladores no ensino fundamental

Autores

  • Bárbara Della Antonia
  • Rodrigo Iwata Fujiwara
  • Rosebelly Nunes Marques

DOI:

https://doi.org/10.26673/rtes.v13.n2.jul-dez.2017.10679

Palavras-chave:

Recursos didáticos. Atividades lúdicas. Nutrientes reguladores. Saúde. Jogos didáticos.

Resumo

As atividades lúdicas são utilizadas no processo de ensino aprendizagem das diferentes áreas do conhecimento, por promoverem o aprendizado de forma espontânea e divertida. Para a área de Ciências agrárias, a qual é uma área multidisciplinar de estudos que pode ser abordada desde o ensino básico até o ensino superior, há a necessidade de estudos que visem à elaboração de recursos didáticos. Dessa forma, este estudo objetivou o desenvolvimento de um jogo didático na área de ciências agrárias voltado para o ensino fundamental, cuja estratégia é auxiliar na compreensão dos conteúdos relacionados à composição química de alimentos, com foco em nutrientes reguladores. O jogo SAN SAN foi aplicado e avaliado com alunos do ensino fundamental de uma escola pública, trazendo ao final do processo, resultados positivos no sentido da motivação para estudo do tema, envolvimentos dos alunos nas aulas e contribuição com um recurso didático efetivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: ciências naturais. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998.

BRITO, W. A. T. Modelo de recomendação de jogos baseado em seleção de conteúdo no ensino da matemática. 2014. 237 f. Dissertação (mestrado em informática) – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2014.

COZZOLINO, S. M. F. Biodisponibilidade de nutrientes. 3 ed. Barueri, SP: Manole, 2009.

DOHME, V. Atividades lúdicas na educação: o caminho de tijolos amarelos no aprendizado. Petrópolis: Vozes, 2003.

LEHNINGER, A. L. Princípios de bioquímica. São Paulo: Sarvier, 1991.

LUCKESI, C. C. Ludicidade e atividades lúdicas: uma abordagem a partir da experiência interna. Ludicidade: o que é mesmo isso, p. 22-60, 2005.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: E. P. U., 2012.

MARINHO, E. O. C. Ciências Agrárias: o que é. Disponível em:http://proficiencia.org.br/ rubrique.php3?id_rubrique=43. Acesso em: 09 dez. 2016.

MIRANDA, A. F. S. Jogos pedagógicos no processo de ensino e aprendizagem em química na modalidade educação de jovens e adultos. 2015. 126 f. Dissertação (Mestrado em educação em ciências e matemática) – Universidade Federal de Goiás. Goiânia, 2015.

MORATORI, P. B. Por que utilizar jogos educativos no processo de ensino aprendizagem? Trabalho de conclusão da disciplina introdução à informática na educação, no Mestrado de Informática aplicada à Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

NEVES, A. M. et al. Quídescoberta: o uso do lúdico no processo de ensino aprendizagem de química. Anais do IX Congresso de Iniciação Científica do IFRN. 2013.

PEREIRA JR, E. V.; MARQUES, R. N.; CHAGAS, I. H. Jogos didáticos: uma metodologia facilitadora no ensino de Ciências agrárias. Anais - V Jornada das Licenciaturas da USP/IX Semana da Licenciatura em Ciências Exatas - SeLic: A Universidade Pública na Formação de Professores: ensino, pesquisa e extensão. São Carlos, 2014.

POZO, J. I. A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

SANTANA, E. M. Influência de atividades lúdicas na aprendizagem de conceitos químicos. Anais do Seminário Nacional de Educação profissional e tecnologia. Belo Horizonte, 2008.

SANTOS, O. K. C.; BELMINO, J. F. B. Recursos didáticos: uma melhoria na qualidade da aprendizagem. Disponível em: http://editorarealize.com.br/revistas/fiped/trabalhos/Trabalho_ Comunicacao_oral_idinscrito__fde094c18ce8ce27adf61aedf31dd2d6.pdf. Acesso em: 09 dez. 2016.

SÃO PAULO. Secretaria da Educação. Proposta curricular do Estado de São Paulo para o ensino de ciências para o ensino fundamental Ciclo II. São Paulo: SE, 2008.

SOUZA, S. E. O uso de recursos didáticos no ensino escolar. In: I Encontro de Pesquisa em Educação, IV Jornada de Prática de Ensino, XIII Semana de Pedagogia da UEM: “Infância e Práticas Educativas”. Arq Mudi. 2007.

Downloads

Publicado

22/11/2017

Como Citar

ANTONIA, B. D.; FUJIWARA, R. I.; MARQUES, R. N. O jogo San San como recurso didático de apoio nas discussões sobre nutrientes reguladores no ensino fundamental. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 13, n. 2, p. 301–316, 2017. DOI: 10.26673/rtes.v13.n2.jul-dez.2017.10679. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/10679. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos - Área da Educação

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)