Formas de atuação do fisioterapeuta em primeiros socorros nas modalidades desportivas: uma revisão da literatura brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v15i1.12271

Palavras-chave:

Esporte, Fisioterapia, Primeiros Socorros.

Resumo

Os primeiros socorros são os atendimentos prestados às vítimas de qualquer acidente ou mal súbito antes da chegada do médico, da ambulância ou de qualquer profissional qualificado da área de saúde. O presente estudo tem como objetivo identificar a forma de atuação do fisioterapeuta em primeiros socorros no esporte. Trata-se de uma revisão de literatura, em que foram utilizados 2 livros e 8 artigos científicos obtidos nas bases de dados LILACS, MEDLINE e SciELO, no período compreendido entre janeiro e março de 2018. Os resultados demonstraram que o fisioterapeuta atua nos primeiros socorros desportivos por meio da realização do método PRICE. Porém, torna-se necessário a realização de novos estudos que enfatizem esse tema, para que assim possamos contar com maior aporte teórico. A maioria dos estudos analisados relatou o papel da fisioterapia mais voltado para a realização de medidas preventivas e para a reabilitação propriamente dita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suelena Ponte da Silva, Centro Universitário INTA (UNINTA), Sobral – CE

Especialista em Saúde Pública e Saúde da Família pelo  Centro Universitário INTA (UNINTA)

Stela Lopes Soares, Faculdade Novo Tempo (FNT), Tianguá – CE

Coordenadora do Curso de Fisioterapia da Faculdade Novo Tempo - FNT. 

Especialista em Saúde da Família pela Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA

Especialista em Docência no Ensino na Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS

Especialista em Gerontologia pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada- iNTA

Especialista em Fisiologia do Esforço e Biomecânica do Movimento pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada- iNTA

Mestre em Ensino na Saúde pela Universidade Estadual do Ceara- UECE

Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física Escolar - GEPEFE.

Professora do curso de Educação Física do Centro Universitário INTA- UNINTA.

 

Paulo Adriano Schwingel, Universidade de Pernambuco (UPE), Petrolina – PE

Graduado em Educação Física na Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Mestre e Doutor em Medicina e Saúde (PPgMS) na Faculdade de Medicina da Bahia (FMB) da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

 Professor Adjunto no Colegiado de Nutrição.

Professor Permanente e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores e Práticas Interdisciplinares (PPGFPPI) da Universidade de Pernambuco (UPE).

 Professor Permanente no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PPGCS) da UPE Campus Santo Amaro.

Professor Colaborador no Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (PPGQVS) da UFRGS, e participa como especialista convidado no Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Líder do Grupo de Pesquisas em Desempenho Humano, pesquisando no Laboratório de Pesquisas em Desempenho Humano (LAPEDH).

 

Referências

ALMEIDA, P. S. M.; SCOTTA, A. P.; PIMENTEL, B. de M.; BATISTA JUNIOR, S.; SAMPAIO, Y. R. Incidência de lesão musculoesquelética em jogadores de futebol. Rev. Bras. Med. Esporte. v. 19, n. 2, Mar/abr, 2013.

DIAS, P. F. F.; SCHNEIDER, C. Apostila II de fisiopatologia. Escola de Massoterapia SOGAB, 2014. Disponível em: www.sogab.com.br/apostilafisiopatologia2.pdf. Acessado em: 26 jan. 2019.

FERNADES, T. L.; PEDRINELLI, A.; HERNANDEZ, A. J. Lesão muscular - fisiopatologia, diagnóstico, tratamento e apresentação clínica. Rev. bras. ortop., São Paulo, v. 46, n. 3, 2011.

GARCIA, J. L.; DALANO, C. L.; BORRAGINE, S. de O. F.; BRITO, C. A. F. Atividade física intencional e sua influencia na qualidade de vida: desafios para o profissional de Educação Física. Efdesportes, v. 14, n. 137, out., 2009.

NASCIMENTO, H. B.; TAKANASHI, S. Y. L. Lesões mais incidentes no futebol e a atuação da fisioterapia. Goiás, 2012. Disponível em: http://www.fisioterapia.com/public/files/artigo/artigo06_2.pdf. Acessado em: 10 fev. 2019.

NEGRÃO, S. S. Introdução à fisioterapia desportiva. 2002. Disponível em: http://www.personalfit.com.br/artigos.asp?artigo=246. Acesso em: 25 fev. 2019.

OLIVEIRA, B. M. Trauma - atendimento pré-hospitalar. São Paulo (SP): Atheneu, 2002.

PASTERNAK, J. Manual de primeiros socorros. São Paulo, SP: Ática, 2006.

SANTACRUZ, A. Conheça as lesões mais comuns em cada modalidade esportiva. 2012. Disponível em: http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/vida/noticia/2012/06/conheca-as-lesoes-mais-comuns-em-cada-modalidade-esportiva-3806182.html. Acessado em: 16 fev. 2019.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. São Paulo: Cortez, 122 p., 2008.

SEVERINO, A. J. Pesquisa educacional: da consistência epistemológica ao compromisso ético. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, [S.l.], p. 900-916, jun. 2019. ISSN 1982-5587. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12445. Acesso em: 12 july 2019. doi: https://doi.org/10.21723/riaee.v14i3.12445.

SILVA, D. P.; BRITO, R. C.; SANDOVAL, R. A. Inserção do fisioterapeuta em uma equipe de primeiros socorros. Efdesportes.com. v. 13, n. 129, fev. 2009. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd129/insercao-do-fisioterapeuta-em-uma-equipe-de-primeiros-socorros.htm. Acessado em: 12 fev. 2019.

Downloads

Publicado

08/07/2019

Como Citar

SILVA, S. P. da; SOARES, S. L.; SCHWINGEL, P. A. Formas de atuação do fisioterapeuta em primeiros socorros nas modalidades desportivas: uma revisão da literatura brasileira. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 15, n. 1, p. 18–23, 2019. DOI: 10.26673/tes.v15i1.12271. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/12271. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos - Área da Educação