A extensão universitária como lócus de formação do estagiário/terapeuta em fonoaudiologia para o atendimento de sujeitos com transtorno do espectro autista (TEA)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v15i2.13162

Palavras-chave:

Autismo, Extensão, Fonoaudiologia, Formação.

Resumo

O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de estagiários/terapeutas em um projeto de extensão universitária de atendimento fonoaudiológico para sujeitos com diagnóstico de TEA. Os dados foram gerados a partir da resposta de um questionário semiestruturado em que participaram dois acadêmicos. Dentre as principais reflexões dos acadêmicos participantes, se pode observar que a frustração com relação à prática terapêutica para pessoas sem oralidade e diagnóstico de TEA foi um relato recorrente. A percepção do distanciamento entre teoria e prática e a angústia do atendimento clínico para um Outro que não responde às expectativas do estagiário/terapeuta também foi ressaltada pelos acadêmicos. Assim, se conclui que a extensão, enquanto lócus de formação, deve levar em conta a subjetividade do estagiário/terapeuta, para que ele possa ser amparado em outras esferas para além daquela do conhecimento teórico-prático, mas também como lugar de escuta essencial para sua trajetória profissional futura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lais Oliva Donida, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Fonoaudióloga. Mestre em Linguística. Doutoranda em Linguística - UFSC. Especializando em Educação Inclusiva - UDESC.

Dayane Stephanie Potgurski, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Campus Reitor Davi Ferreira Lima, Florianópolis – Santa Catarina – Brasil.

Graduanda em Fonoaudiologia pela UFSC.

Vitor Martins Guesser, UFSC

Fonoaudiólogo.

Maria Eduarda Martins de Oliveira, UFSC

Graduanda em Fonoaudiologia pela UFSC.

Referências

ARANTES, Lúcia. Sobre os efeitos do interacionismo no diagnóstico de linguagem. Cad.Est.Ling., Campinas, n. 47, v. 1 e v. 2, pp. 151-157, jan./dez. 2005. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8637279/5001. Acesso em 28 nov. 2019.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BERBERIAN, Ana Paula; SANTANA, Ana Paula (Orgs.). Fonoaudiologia em contextos grupais: referenciais teóricos e práticos. São Paulo: Plexus; 2012.

BORTOLINI, Maristela Helena Zimmer; OTANI, Nilo; MELO, Pedro Antônio de (Orgs.). A Educação superior em Santa Catarina. Editora UFSC, Florianópolis, 2018. 738 p. Disponível em: http://150.162.1.90:8080/pergamumweb/vinculos/000001/00000134.pdf. Acesso em: 26 nov. 2019.

CARVALHO, Fabíola Gomide Baquero; SÍVERES, Luiz. A dinâmica motivacional no processo de ensino e aprendizagem na extensão universitária. p. 37-70. In: SÍVERES, Luiz (Org.). A Extensão universitária como um princípio de aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013. 272 p. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000232083. Acesso em: 26 nov. 2019.

COSTA, Aline Aparecida Cezar; BAIOTTO, Cléia Rozani; GARCES, Solange Beatriz Billlig. Aprendizagem: O olhar da extensão. p 61-80. In: SÍVERES, Luiz (Org.). A Extensão universitária como um princípio de aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013. 272 p. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000232083. Acesso em: 26 nov. 2019.

FRANCISCO, Thiago Henrique Almino. Apresentação. p. 13-16. In: BORTOLINI, Maristela Helena Zimmer; OTANI, Nilo; MELO, Pedro Antônio de (Orgs.). A Educação superior em Santa Catarina. Editora UFSC, Florianópolis, 2018. 738 p. Disponível em: http://150.162.1.90:8080/pergamumweb/vinculos/000001/00000134.pdf. Acesso em 26 nov. 2019.

FACCI, Marilda Gonçalves Dias. A periodização do desenvolvimento psicológico individual na perspectiva de Leontiev, Elkonin e Vigotski. Cad. CEDES, Campinas, v. 24, n. 62, p. 64-81, apr. 2004 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622004000100005&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 27 nov. 2019.

GÓES, Thales Roges Vanderlei de; et al. Extensão universitária: perfil do discente de Fonoaudiologia de uma universidade pública. Distúrbios da Comunicação, v. 30, n. 3, p. 429-439, set. 2018. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/dic/article/view/35226/26626. Acesso em: 26 nov. 2019.

GONZATTI, Sonia Elisa Marchi; DULLIUS, Maria Madalena; QUARTIERI, Marli Teresinha. O potencial da extensão para a formação profissional. p: 223-244. In: SÍVERES, Luiz (Org.). A Extensão universitária como um princípio de aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013. 272 p. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000232083. Acesso em: 26 nov. 2019.

KOEHNTOPP, Paulo Ivo; HERDT, Sebastião Salésio. Prefácio. p. 7-9. In: BORTOLINI, Maristela Helena Zimmer; OTANI, Nilo; MELO, Pedro Antônio de (Orgs.). A Educação superior em Santa Catarina. Editora UFSC, Florianópolis, 2018. 738 p. Disponível em: http://150.162.1.90:8080/pergamumweb/vinculos/000001/00000134.pdf. Acesso em: 26 nov. 2019.

MANCHUR, Josiane; SURIANI, Ana Lucia Affonso; CUNHA, Márcia Cristina da. A contribuição de projetos de extensão na formação profissional de graduandos de licenciaturas. Revista conexão UEPG, Ponta Grossa, PR, v. 9 n. 2 p. 334-341, 2013. Disponível em: https://www.revistas2.uepg.br/index.php/conexao/article/view/5522. Acesso em 26 nov. 2019.

MENEGON, Rodrigues. et al. A importância dos projetos de extensão no processo de formação inicial de professores de educação física. 14ª Jornada do Núcleo de Ensino, UNESP-Marília. 2015. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/Eventos/2015/jornadadonucleo/a-importancia-dos-projetos-de-extensao.pdf. Acesso em: 26 nov. 2019.

MILLAN, Ana Elisa; POSTALLI, Lidia Maria Marson. Ensino de Habilidades Rudimentares de Leitura para Alunos com Autismo. Revista Brasileira de Educação Especial, Bauru, v. 25, n. 1, p. 133-154, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s1413-65382519000100009. Acesso em: 26 nov. 2019.

PORTO, Vanessa Fernandes de Almeida. A extensão universitária e a formação profissional em cursos de graduação em saúde. Orientadora: Josineide Francisco Sampaio. 2017. 70 f. Dissertação (Mestrado em Ensino na Saúde) – Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2017. Disponível em: http://www.repositorio.ufal.br/bitstream/riufal/1786/1/A%20extens%C3%A3o%20universit%C3%A1ria%20e%20a%20forma%C3%A7%C3%A3o%20profissional%20em%20cursos%20de%20gradua%C3%A7%C3%A3o%20em%20sa%C3%BAde.pdf. Acesso em 26 nov. 2019.

SOUSA, Sônia Margarida Gomes. Prefácio. p. 11-14. In: SÍVERES, Luiz (Org.). A Extensão universitária como um princípio de aprendizagem. Brasília: Liber Livro, 2013. 272 p. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000232083. Acesso em: 26 nov. 2019.

SIGNOR, Rita. Terapia fonoaudiológica em grupo voltada à linguagem escrita: uma perspectiva dialógica. RBLA, Belo Horizonte, v. 12, n. 3, p. 585-605, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbla/v12n3/a08v12n3. Acesso em 29 nov. 2019.

VIGOTSKI, Lev Semionovich. Lev Semionovich Vygotsky. Ivan Ivic; Edgar Pereira Coelho (org.) Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010. 140 p.

Publicado

30/07/2019

Como Citar

DONIDA, L. O.; POTGURSKI, D. S.; GUESSER, V. M.; OLIVEIRA, M. E. M. de. A extensão universitária como lócus de formação do estagiário/terapeuta em fonoaudiologia para o atendimento de sujeitos com transtorno do espectro autista (TEA). Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 15, n. 2, p. 248–262, 2019. DOI: 10.26673/tes.v15i2.13162. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/13162. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos - Área da Educação