O estágio de docência nas representações de estudantes de saúde coletiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v17i00.14742

Palavras-chave:

Estágio docência, Formação docente, Mestrado de saúde coletiva, Representações sociais

Resumo

Este artigo traz achados de uma pesquisa descritiva de abordagem qualitativa, cujo objetivo foi desvelar as representações de estudantes do mestrado de Saúde Coletiva de uma universidade pública da Bahia sobre estágio de docência. Os dados produzidos mediante entrevistas semiestruturadas contaram com a participação de doze pós-graduandos, sendo analisados com inspiração na técnica Análise de Conteúdo, na modalidade temática. Os resultados sinalizam que os mestrandos de Saúde Coletiva consideram o estágio de docência uma atividade curricular imprescindível para a formação de professores universitários. Notou-se certa identidade no referido grupo, a qual foi entendida pela interação, coerência interna e pelo consenso, o que possibilita a existência de representações variadas do citado estágio. Sugerimos que, nos programas stricto sensu, seja discutido o verdadeiro lugar do estágio de docência na pós-graduação que, a nosso ver, transcende a formação de pesquisadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elci Nilma Bastos Freitas, Secretaria da Educação do Estado (SEC), Feira de Santana – BA

Coordenadora Pedagógica do Colégio Estadual Agostinho Fróes da Mota. Mestrado em Educação (UEFS).

Marinalva Lopes Ribeiro, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Feira de Santana – BA

Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação. Pós-Doutorado em Educação (UNISINOS).

Referências

ABRIC, J. C. Les représentations sociales: aspects théoriques. In: ABRIC, J. C. (Org.). Pratiques sociales et représentations. 2. ed. Paris: Presses Universitaires de France, 1997. p.11-37.

ALVES-MAZZOTTI, A. J. Representações sociais: aspectos teóricos e aplicações à educação. Revista Múltiplas Leituras. v.1, n. 1, p. 18-43, jan./jun. 2008. DOI: http://dx.doi.org/10.15603/1982-8993/ml.v1n1p18-43

ANADÓN, M.; MACHADO, P. Reflexões teórico-metodológicas sobre as representações sociais. Salvador: EDUNEB, 2003.

ARRUDA, A. Representações sociais: dinâmicas e redes. In: SOUSA, C. P. et. al. Angela Arruda e as representações sociais: estudos selecionados. Curitiba: Champagnat; São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2014. p. 39-66.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Trad. L. A. Reto e A. Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011.

BIANCHINI, L. C.; ERRAM, C. A.; PINHEIRO, E. V. Aprender e ensinar: o estágio de docência na graduação. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 18., 2016, Cuiabá. Anais [...]. Cuiabá, MT: Universidade Federal de Mato Grosso, ago. 2016. Disponível em: https://www.ufmt.br/endipe2016/downloads/233_10135_37878.pdf. Acesso em: 16 jan. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Federal de Educação. Parecer n. 292/1962, de 14 de novembro de 1962. Brasília, DF: MEC/CFE, 1962.

BRASIL. Ministério da Educação. Ofício Circular n. 28, de 12 de nov. 1999. Brasília, DF: MEC, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria n. 76, de 19 de abril de 2010. Aprova o novo Regulamento do Programa de Demanda Social. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, p. 31-32, 19 abr. 2010.

CASTRO, M. A. C. D. Abrindo espaço no cotidiano para o estágio supervisionado uma questão do olhar e da relação: na formação inicial e em serviço. 2000. 230 f. Tese (Doutorado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2000.

COSTA, E. A. S. Formação do professor para a educação superior: contribuições do estágio de docência. In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO – E-BOOKS, 17., 2014, Fortaleza. Anais [...]. Didática e Prática de Ensino na relação com a formação de professores. Fortaleza: XVII ENDIPE, 2014. (Livro 02)

DOISE, W. Attitudes et représentations sociales. In: JODELET, D. (Org.). Les representations sociales. Paris: D.U.F., 1989.

FEITOSA, J. P. A. Construindo o estágio de docência na Pós-Graduação em Química. Revista Química Nova, São Paulo, v. 25, n. 1, p.153-158, jan./fev. 2002.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 25. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

GHEDIN, E.; OLIVEIRA, E. S.; ALMEIDA, W. A. Estágio com pesquisa. São Paulo: Cortez, 2015.

GOUVÊA, F. C. F. A institucionalização da pós-graduação no Brasil: o primeiro decênio da CAPES (1951-1961). Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 9, n. 17, 31 jul. 2012.

JODELET, D. (Org.) Representações sociais. Rio de Janeiro: UERJ, 2001.

LIMA, J. O. G.; LEITE, L. R. O estágio de docência como instrumento formativo do pós-graduando: um relato de experiência. Rev. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, v. 100, n. 256, p. 753-767, set./dez. 2019.

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 9. ed. revista e aprimorada. São Paulo: Hucitec, 2006.

MOSCOVICI, S. Representações sociais: investigações em psicologia social. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2005.

NÓVOA, A. O passado e o presente dos professores. In: NÓVOA, A. (Org.). Profissão professor. 2. ed. Porto: Porto Editora, 1995.

OLIVEIRA; S. R.; DELUCA, G. Aprender e ensinar: o dueto do estágio docente. Cad. EBAPE.BR, v Rio de Janeiro, 15, n. 4, out./dez. 2017.

OLIVEIRA, C. C.; VASCONCELLOS, M. M. M. Estágio de docência na promoção da formação do docente da educação superior. In: REUNIÃO CIENTÍFICA REGIONAL DA SUL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, 11., 2016, Curitiba. Anais [...]. Curitiba, PR: ANPED/UFPR, 2016.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 11. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e Docência. 7. ed. São Paulo. Cortez Editora, 2012.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poíesis, v. 3, n. 3-4, p. 5-24, 2005.

RISTOFF, D. Universidade em foco: reflexões sobre a educação superior. Florianópolis: Insular, 1999.

SOUZA, G. A. P. O estágio docência na pós-graduação: relatos de uma professora do magistério superior. Scientia Naturalis, v. 1, n. 5, p. 140-147, 2019.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2006.

ZABALZA, M. A. O estágio e as práticas em contextos profissionais na formação universitária. São Paulo: Cortez, 2014.

Publicado

20/04/2021

Como Citar

BASTOS FREITAS, E. N.; LOPES RIBEIRO, M. O estágio de docência nas representações de estudantes de saúde coletiva. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 17, n. 00, p. e021006, 2021. DOI: 10.26673/tes.v17i00.14742. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/14742. Acesso em: 24 out. 2021.