Os desafios da educação médica e os atravessamentos da pandemia COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v19i00.18230

Palavras-chave:

pandemia COVID-19, Educação médica, Diretrizes curriculares nacionais

Resumo

Frente repercussões derivadas da Pandemia COVID-19, identificam-se suas marcas à educação médica, posto que profissionais da saúde se viram convocados a atuar em situação de imprevisibilidade inimaginável. Este estudo objetivou analisar como a pandemia repercute na formação médica na visão de profissionais referência nesta área. Trata-se de estudo de abordagem qualitativa, de cunho exploratório, realizado com rodas de conversa, em 2020, utilizando Google Meet, com roteiro semiestruturado. Os dados foram analisados em categorias: Desafios da prática pedagógica e Formação médica e a multidimensionalidade da gestão. A investigação aponta a necessidade de repensar os Projetos Pedagógicos a partir dos vazios evidenciados pela pandemia. Reforça a importância da articulação teoria prática não atendida pelo uso exclusivo das tecnologias e a importância do engajamento dos atores do curso em ação coletiva sensível à imprevisibilidade da vida e realidade da saúde pública no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliana Goldfarb Cyrino, Universidade Estadual Paulista

Professora Titular do Departamento de Saúde Pública.

Maisa Beltrame Pedroso, Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul

Nutricionista.

Mara Regina Leme de Sordi, Universidade de Campinas

Professora Associada do Departamento de Estudos e Práticas Culturais.

Maria Antonia Ramos Azevedo, Universidade Estadual Paulista

Professora Associada do Departamento de Educação.

Marta Quintanilha Gomes, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Professora Adjunta do Departamento de Educação e Humanidades.

Referências

ANDIFES. Relatório de atividades das instituições federais de ensino superior no ano letivo de 2020. Disponível em: https://www.andifes.org.br/wp-content/uploads/2021/08/Acesse-o-Relatorio-de-Atividades-das-Instituicoes-Federais-de-Ensino-Superior-no-ano-letivo-de-2020.pdf. Acesso em: 17 dez. 2022.

BARBOSA, M. A., PAIVA, K. C., MENDONÇA, J. R. Papel social e competências gerenciais do professor do ensino superior: aproximações entre os construtos e perspectivas de pesquisa. Organizações & Sociedade, v. 25, n. 84, p. 100-121, 2018.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BLANCO, M. C., CASTRO, A. B. El muestreo en la investigación cualitativa. NURE Investigación, Madrid, v. 27, 2007. Disponível em: http://www.nureinvestigacion.es/OJS/index.php/nure/article/view/340. Acesso em: 17 dez. 2022.

BONDIA, J. L. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, n. 19, p. 20-28, 2002.

BOUSQUAT, A. et al. Pandemia de Covid-19: o SUS mais necessário do que nunca. Revista USP, São Paulo, n. 128, p. 13-26. jan./fev./mar. 2021.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES n. 3, 20 de junho de 2014. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina e dá outras providências. Brasília, DF: Conselho Nacional de Educação. 2014.

CAMPOS, C. J., SAIDEL, M. G. Amostragem em investigações qualitativas: conceitos e aplicações ao campo da saúde. Revista Pesquisa Qualitativa, 2022, v. 10, n. 25, p. 404–424. Disponível em: https://doi.org/10.33361/RPQ.2022.v.10.n.25.545. Acesso em: 17 dez. 2022.

CARNEIRO, F. F., KREFTA, N. M., FOLGADO, C. A. R. A práxis da ecologia de saberes: entrevista de Boaventura de Sousa Santos. Tempus – Actas de Saúde Coletiva, Brasília, DF, v. 8, n. 2, p. 331-338, 2014.

CUNHA, C. Os futuros da educação: aprendendo a solidarizar-se. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, n. 52, p. 49-50, 2021.

DAUMAS, R. P. et. al. O papel da atenção primária no enfrentamento da Covid-19. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 36, n. 6, 2020.

FERNANDES, A. P., ISIDORIO, A. R., MOREIRA, E. F. Ensino remoto em meio à pandemia do covid-19: panorama do uso de tecnologias. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIAS; ENCONTRO DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 2020, São Carlos, SP. Anais [...]. São Carlos, SP: [s. n.], 2020. Disponível em: https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1757. Acesso em: 17 dez. 2022.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987. 17. ed.

GOMES, M. Q. A construção de projetos pedagógicos na formação de profissionais da saúde. Interdisciplinary Journal of Health Education. v. 1, n. 1, p. 13-22, 2016.

HARARI, Y. N. Notas sobre a pandemia: e breves lições para o mundo pós-coronavírus. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

GUSSO, H. L. et al. Ensino Superior em tempos de pandemia: diretrizes à gestão universitária. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 41, 2020.

HENRIQUES, C. M., VASCONCELOS, W. Crises dentro da crise: respostas, incertezas e desencontros no combate à pandemia da Covid-19 no Brasil. Estud. av., São Paulo, v. 34, n. 99, 2020.

MORIN, E. Ciência com consciência. 5. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2002.

NEZ, E., FERNANDES, C. M., WOICOLESCO, V. G. Currículo e práticas na educação superior no contexto da pandemia da COVID-19. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 8, n. 00, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.20396/riesup.v8i00.8663809. Acesso em: 17 dez. 2022.

PINHO, P. S. et. al. Trabalho remoto docente e saúde: repercussões das novas exigências em razão da pandemia da covid-19. Trabalho, Educação e Saúde, v. 19, 2021.

PERINI-SANTOS, E. Quando duas crises se encontram: a pandemia e o negacionismo científico. O Le Monde Diplomatique Brasil. 2021. Disponivel em https://diplomatique.org.br/quando-duas-crises-se-encontram-a-pandemia-e-o-negacionismo-cientifico/. Acesso em: 06 maio 2022

PRESSLEY, T. Factors contributing to teacher burnout during covid-19. Educational Researcher, v. 50, n. 5, p. 325-327, 2021.

REIS FILHO, P. Subjetividade e Entrevistas com Especialistas. Artigos Técnicos. Laboratório de Cenários da Agência UFRJ de Inovação. v. 31, 2019. Disponível em: http://www.inovacao.ufrj.br/images/vol_31_subjetividade_entrevistas_especialistas_2019. Acesso em: 05 maio 2022.

SARAMAGO, J. Cadernos de Lanzarote. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

SANTOS, B. S. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social. São Paulo: Boitempo, 2007.

SANTOS, B.S. A cruel pedagogia do vírus (Pandemia Capital). São Paulo: Boitempo, 2020.

SOUSA, A. P.; COIMBRA, L. J. A educação e as novas tecnologias de informação e comunicação no contexto da pandemia do novo coronavírus: o professor "R" e o esvaziamento do ato de ensinar. Revista Pedagogia Cotidiano Ressignificado, v. 1, n. 4, p. 53-72, 2020.

VARELLA, R. A pandemia de Covid-19 e os limites da Ciência. Physis: Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 32, n. 1, 2022.

Publicado

30/12/2023

Como Citar

CYRINO, E. G.; PEDROSO, M. B.; DE SORDI, M. R. L.; AZEVEDO, M. A. R.; GOMES, M. Q. Os desafios da educação médica e os atravessamentos da pandemia COVID-19. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 19, n. 00, p. e023013, 2023. DOI: 10.26673/tes.v19i00.18230. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/18230. Acesso em: 16 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos - Áreas da Educação e Saúde

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)