A educação pelo trabalho na saúde: conexões entre formação e práticas nos serviços de saúde

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v17i00.15039

Palavras-chave:

Formação profissional, Educação pelo trabalho na saúde, Atenção primária à saúde, Educação médica

Resumo

O artigo busca refletir sobre a educação pelo trabalho em saúde como um processo político-educacional amplo e crítico diante da concretude do Sistema Único de Saúde (SUS), além de discutir a centralidade do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) no interior do movimento pela reformulação das graduações da saúde no Brasil. Trata-se de estudo de natureza teórico-conceitual realizado a partir de análise documental sobre a história e bases dos programas ministeriais voltados à educação pelo trabalho na saúde e suas contribuições trazidas ao longo das últimas duas décadas. É possível reconhecer que o PET-Saúde tem fomentado a valorização da formação pelo trabalho a partir da sua composição junto aos serviços de saúde, estimulando parcerias e arranjos com secretarias e serviços que vão muito além dos muros da universidade, potencializando uma formação concatenada aos preceitos do SUS e com as necessidades de saúde da população brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victória Ângela Adami Bravo,

Mestre em Saúde Coletiva pela Faculdade de Medicina de Botucatu/UNESP (2014). Assessora na avaliação dos Programas PRO-PET do Ministério da Saúde, vinculados ao Departamento de Gestão da Educação na Saúde (2013-2015).

Tiago Rocha Pinto, Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Umuarama, Uberlândia – MG

Professor Adjunto do Departamento de Saúde Coletiva.

Eliana Goldfarb Cyrino, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), Rubião Júnior, Botucatu – SP

Professora Assistente do Departamento de Saúde Pública.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. Programa Especial de Treinamento: Manual de Orientações Básicas - PET. Brasil. 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/PETmanual.pdf. Acesso em: 07 jun. 2018

BRASIL. Portaria nº 198 GM/MS, de 13 de fevereiro de 2004. Institui a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde como estratégia do Sistema Único de Saúde para a formação e o desenvolvimento de trabalhadores para o setor e dá outras providências. Diário Oficial da União. 2004.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 11.180, de 23 de setembro de 2005. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=332 leisetembro2005&category_slug=pet-programa-de-educacao-tutorial&Itemid=30192. Acesso em: 13 jul. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Manual de Orientações – PET. 2006 Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12228&Itemid=486/. Acesso em: 03 maio 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Portaria Interministerial nº 1.507, de 22 de junho de 2007. Institui o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde – PET-Saúde. Brasília: 2007.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria Nº 421, de 3 de março de 2010. Institui o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET Saúde) e dá outras providências. Diário Oficial da União, 3 mar 2010.

BRASIL Ministério da Educação. Secretaria de Educação Superior. Portaria nº 976, de 27 de julho de 2010 -– dispõe sobre o Programa de Educação Tutorial – PET.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Edital nº 13, de 28 de setembro de 2015. Seleção para o Programa de Educação Pelo Trabalho Para a Saúde: PET-Saúde/GraduaSUS - 2016/2017. Diário Oficial da União. 29 Set. 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde (MS). Edital n°24, de 15 de dezembro de 2011. Seleção de projetos de instituições de educação superior para participação no Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde articulado ao Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde. Diário Oficial da União, 16 dez. 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Edital no 10, 23 de julho 2018. Seleção para o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde PET-Saúde/Interprofissionalidade - 2019/2019. Diário Oficial da União, edição 141, seção 3, página 78. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Edital nº 14, de 08 de março de 2013. Seleção para o Programa de Educação Pelo Trabalho Para a Saúde/Rede de Atenção à Saúde 2013/2015. Diário Oficial da União. 11 Mar 2013.

BRASIL. Ministério da Educação, Sistema de Gerenciamento de Bolsas. Perguntas Frequentes – PET. Disponível em: http:/ /sigpet.mec.gov.br/principal/perguntas-frequentes. Acesso em: 07 jun. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Folder pró-saúde PET-Saúde. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/folder/pro_ saude_pet_saude.pdf. Acesso em: 07 jun. 2018.

CARDOSO, M. L. M. et al. A Política Nacional de Educação Permanente em Saúde nas Escolas de Saúde Pública: reflexões a partir da prática. Ciênc. saúde coletiva [online], vol.22, n.5, p.1489-1500, 2017.

CARVALHO, S. B. O.; DUARTE, L. R.; GUERRERO, J. M. A. Parceria na educação e trabalho em uma unidade básica de saúde como cenário de aprendizagem/ aprendizagem. Trab. educ. saúde [online], vol.13, n.1, p.123-144, 2015.

CECCIM, R. B.; CYRINO, E. G. O sistema de saúde e as práticas educativas na formação dos estudantes da área. In: CECCIM, Ricardo Burg.; CYRINO, Eliana Goldfarb (Orgs.) Formação profissional em saúde e protagonismo dos estudantes: percursos na formação pelo trabalho. Porto Alegre: Rede UNIDA, 2017.

CECCIM, R. B.; FEUERWERKER, L. C. O quadrilátero da formação para a área da Saúde: Ensino, Gestão, Atenção e Controle Social. Revista de Saúde Coletiva, v.14, n.1, p.41-65, 2004.

CYRINO E. G. et al. O Programa Mais Médicos e a formação no e para o SUS: por que a mudança? Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro, v. 19, n. 1, p. 5-6, 2015a.

CYRINO, E. G. et al.. Há pesquisa sobre ensino na saúde no Brasil?. ABCS Health Sciences, v. 40, p. 146-156, 2015b.

CUNHA, M. I. A Avaliação da aprendizagem no ensino superior. Avaliação. Rev. Rede Avaliação Instituc. Educ. Superior, Campinas, v. 4, n.14, p. 7-13, 1999.

FREITAS, L. C. Interações Possíveis entre a Área de Currículo e a Didática: o Caso da Avaliação. Pro-Posições, v.9, n. 3 (27) p.28- 42, 1998.

FREITAS, L. C. A luta por uma pedagogia do meio: revisando o conceito. In: Pistrak. M. M. A escola comuna. SP: Expressão Popular, 2009.

GOMES, A. P.; REGO, S. Transformação da Educação Médica: É Possível Formar um Novo Médico a partir de Mudanças no Método de Ensino-Aprendizagem? Revista Brasileira de Educação Médica. v. 35, n.4, p.557-566, 2011.

GUSMAO, R. C.; CECCIM, R. B.; DRACHLER, M. L. Tematizar o impacto na educação pelo trabalho em saúde: abrir gavetas, enunciar perguntas, escrever. Interface (Botucatu), Botucatu, v. 19, supl. 1, p. 695-707, 2015.

HADDAD, A. E. et al. Pró-Saúde e PET-Saúde: a construção da política brasileira de reorientação da formação profissional em saúde. Rev Bras Educ Med. [online]. v.36 (supl1), p.3-4, 2012.

LEITE, P. H. N. et al. Programas de educação pelo trabalho e tutorial: diferentes enfoques dos grupos ‘PET’ no Brasil. Medicina (Ribeirão Preto). v.49, n.4, p.381-387, 2016.

NEVES, M. C. D. et al. Reinventando a graduação – Os grupos do Programa de Educação Tutorial (PET) da UEM. Maringá: Massoni, 2005.

OLIVEIRA, M. L. et al. PET-Saúde: (In)formar e Fazer como Processo de Aprendizagem em Serviços de Saúde. Rev Bras Educ Med. [online]; v.36 (1, Supl. 2): p.105-111, 2012.

PEREIRA, I. D. et al. Princípios pedagógicos e relações entre teoria e prática na formação de agentes comunitários de saúde. Trab. Educ. Saúde, Rio de Janeiro, v. 14 n. 2, p. 377-397, 2016.

PISTRAK, M. (1924) Fundamentos da escola do Trabalho: uma pedagogia social. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1981.

PISTRAK, M. (Org.) A escola-comuna. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

PISTRAK, M. Ensaio sobre a escola politécnica. 1.ed. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

RAMOS, M. Educação pelo Trabalho: possibilidades, limites e perspectivas da formação profissional. Saúde e Sociedade, v.18, supl.2, p.55-59, 2009.

RIBEIRO, E. C. O.; MOTTA, J. I. J. Educação Permanente como estratégia na reorganização dos serviços. Divulg. Saúde Debate, v.12, p.33-44, 1996.

SILVA, A. L. F. et al. Saúde e educação pelo trabalho: reflexões acerca do PET-Saúde como proposta de formação para o Sistema Único de Saúde. Interface (Botucatu), Botucatu, v. 19, supl. 1, p. 975-984, 2015.

TRAGTENBERG, M. Pistrak: uma pedagogia socialista. In: PISTRAK, Moisey

M. Fundamentos da Escola do Trabalho. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1981. p.7-25.

SAVIANI, D. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses dobre a educação política. Campinas. Ed. Autores Associados, 2006. p 66-76.

SORDI, M. R. L. et al. Olhares avaliativos informais: o PET-Saúde - Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde - em tela. Interface (Botucatu), v.19, suppl.1, p.687-689. 1414-3283, 2015.

TOSTA, R. M. et al. Programa de educação tutorial (PET): uma alternativa para a melhoria da graduação. Psicol. Am. Lat., México, n. 8, 2006.

Publicado

28/06/2021

Como Citar

BRAVO, V. Ângela A.; PINTO, T. R.; CYRINO, E. G. A educação pelo trabalho na saúde: conexões entre formação e práticas nos serviços de saúde. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 17, n. 00, p. e021013, 2021. DOI: 10.26673/tes.v17i00.15039. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/15039. Acesso em: 6 dez. 2021.