Formação e profissionalização docente: uma perspectiva de mudança

Autores

  • Jose Jailton Ribeiro Secretaria Municipal de educação RN - Faculdade Mauricio de Nassau

DOI:

https://doi.org/10.26673/rtes.v13.n2.jul-dez.2017.9600

Palavras-chave:

Formação docente. Centro de formação. Formação teórico-prática articulada na formação inicial e Educação continuada.

Resumo

O presente artigo tem como escopo identificar e analisar algumas peculiaridades a respeito da formação e profissionalização de suas práticas docentes. Pretendemos também investigar pressupostos a questão da formação continuada no Brasil, fazer uma explanação a despeito das práticas já utilizadas em épocas anteriores com as atuais e elucidar a importância em se ter uma formação continuada para os docentes. Identificar o perfil que anteriormente era legado ao profissional da educação como um serviço sacerdotal, imposto pela Igreja, analisar o modelo atual de docente no processo de sua formação, interligado principalmente com as novas práticas e diretrizes pedagógicas fundamentando o processo histórico da profissionalização do docente, procurou-se esboçar um perfil ideal de professor, posteriormente a décadas com diversas mudanças sociais ocorridas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANFOPE. Documentos finais de encontros. 1983-92.

BERNARDO, M. V. C. O surgimento e a trajetória da formação do professor secundário nas universidades estaduais paulistas. In: BERNARDO, M.V. C. (org.). Formação do professor: Atualizando o debate. São Paulo: Educ, 1989.

BIDERMAN M. T. C. Dicionário didático de português. São Paulo, Ática, 1998.

CANDAU, V. M. (Coord.). Novos rumos da licenciatura: pesquisa. Brasília: Inep/PUC-RJ, 1987.

CARVALHO, A. M. P. de. Identidade profissional do pedagogo: introduzindo o debate. In: Estudos e documentos (FE-USP), São Paulo, v. 36, 1996.

CUNHA, A. M. O. As concepções das crianças, adolescentes e adultos sobre as doenças infecciosas. São Paulo: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação. 2000. (Dissertação de Mestrado).

ESCUDERO, J. M.; BOTIA, B. Inovação e formação centrada na escola. Uma perspectiva da realidade espanhola. In: AMIGUINHO, A.; CANÁRIO, R. (Orgs.). Escolas e mudança: o papel dos Centros de Formação. Lisboa: Educa, 1994.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários á prática docente. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

GARRIDO, E.; FUSARI, M. F. R.; MOURA, M. O.; PIMENTA, S. G. Projeto USP-Ayres/FE-USP/Fapesp: A pesquisa colaborativa, a formação do professor reflexivo: investigativo e a construção coletiva de saberes e práticas pela equipe escolar. IN: Anais do IX Endipe – Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino. Águas de Lindóia, vol. 1, 1998, p. 48-49.

KULLOK, M. G. B. As exigências para formação do professor da atualidade. São Paulo: Edufal, 1998.

LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e pedagogos, para quê? São Paulo: Cortez, 1998.

LIBÂNEO, J. C. Adeus professor, adeus professora? In: Novas exigências educacionais e profissão docente. São Paulo: Cortez, 1998.

LIBÂNEO, J. C. Prefácio. In: LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e pedagogos, para quê? São Paulo: Cortez, 1998.

LIBÂNEO, J. C. Que destino os educadores darão à pedagogia?. In: PIMENTA, S. G. (Coord.). Pedagogia, ciência da educação? São Paulo: Cortez, 1996.

LIBÂNEO, J. C. Didática. São Paulo: Cortez, 1999.

LÜDKE, M. Avaliação institucional: formação de docentes para o ensino fundamental e médio (As licenciaturas). In: Cadernos CRUB, n. 4. Brasília, set. 1994.

MIZUKAMI, M. G. N. et al. Escola e aprendizagem da docência. São Carlos: Edufscar, 2002.

PARO, V. Administração escolar. São Paulo: Cortez, 1988.

PIMENTA, S. G. O pedagogo na escola pública. São Paulo: Loyola, 1988.

PIMENTA, S. G. Panorama atual da didática no quadro das ciências da educação: Educação, pedagogia e didática. In: PIMENTA, S. G. (Coord.). Pedagogia, ciência da educação? São Paulo: Cortez, 1996.

PIMENTA, S. G. Para uma re-significação da didática: Ciências da educação, pedagogia e didática, uma revisão conceitual, uma síntese provisória. In: PIMENTA, S. G. (Org.). Didática e formação de professores: percursos e perspectivas no Brasil e em Portugal. São Paulo: Cortez, 1997.

PIMENTA, S. G. Formação de professores: saberes e identidade da docência. In: PIMENTA, S. G. (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999.

RAMALHO, B. L. et al. Formar o professor, profissionalizar o ensino: perspectivas e desafios. 2 ed. Porto alegre: Sulina, 2008.

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Relatório Final da Comissão Especial para desenvolvimento de estudos sobre a formação dos profissionais da Educação no Estado de São Paulo (Conselho Estadual de Educação/SP). In: Revista de Educação, n. 10. São Paulo: Apeoesp, abr. 1999.

SEVERINO, A. J. Minuta do documento norteador para elaboração das diretrizes curriculares dos cursos de licenciatura (Segunda versão). In: Documento apresentado ao GT-Licenciaturas da SESu- MEC, 1999. Não publicado.

SEVERINO, A. J. (Coord.). Documento norteador para elaboração das diretrizes curriculares para os cursos de formação de professores. SESu/MEC, set. 1999.

SILVA, C. S. B. Curso de pedagogia no Brasil: história e identidade. Campinas: Autores Associados, 1999.

SILVA, J. R.; CELESTINO A. Supervisão da educação: do autoritarismo ingênuo à vontade coletiva. São Paulo: Loyola, 1985.

Downloads

Publicado

22/11/2017

Como Citar

RIBEIRO, J. J. Formação e profissionalização docente: uma perspectiva de mudança. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 13, n. 2, p. 242–259, 2017. DOI: 10.26673/rtes.v13.n2.jul-dez.2017.9600. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/9600. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos - Área da Educação