Os aspectos culturais na elaboração de material didático para o ensino de língua de herança: estudo de caso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29051/rel.v4.n1.2018.10993

Palavras-chave:

Língua de herança, Imigração italiana, Pedagogia pós-método.

Resumo

Neste artigo são apresentadas as principais contribuições de um estudo sobre o papel da cultura na elaboração de materiais didáticos em contexto de ensino de italiano como língua de herança. Como base teórica foram utilizados os pressupostos da Pedagogia Pós-Método, bem como os conceitos de cultura, identidade e língua de herança. Os resultados apontam, em primeiro lugar, que histórias de vida de membros da comunidade podem se constituir como uma rica matéria-prima para elaboração de material didático e, em segundo lugar, que o próprio ato de colher narrativas orais na língua de herança contribui para que a própria comunidade se envolva no planejamento de ações para a revitalização linguística e cultural de que são herdeiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosângela Maria Laurindo Fornasier, Universidade de São Paulo - USP/SP

Graduada em Letras pela Unesp (Assis/SP) em 1999.

Mestra em Língua, Literatura e Cultura Italianas pela USP/SP em 18/01/2018.

Doutoranda em Língua, Literatura e Cultura Italianas pela USP/SP, com ingresso em 22/01/2018.

Departemento de Letras Modernas da USP/SP

Fernanda Landucci Ortale, Universidade de São Paulo - USP/SP Docente do Departamento de Letras Modernas

Livre-docente em Língua Literatura e Cultura Italianas pelas USP/SP

Docente do Departamento de Letras Modernas da USP/SP

Vinicio Corrias, Universidade de São Paulo - USP/SP Departamento de Letras Modernas

Doutorando pela USP/SP na área de Língua, Literatura e Cultura Italianas.

Referências

ALMEIDA FILHO, J. C. P. Dimensões comunicativas no ensino de línguas. 3 ed. Campinas: Pontes, 2002.

BAUMAN, Z. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2005.

BORGES PEREIRA, J. B. Italianos no mundo rural. 2 ed. São Paulo: Edusp, 2002.

BORNETO, C. S. C’era una volta il metodo: tendenze attuali nella didattica delle lingue straniere. Roma: Carocci Editore, 1998.

CASTRO, G. M. Pedrinhas Paulista: memória e invenção. 2002. 184 f. Tese (Doutorado em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

FORNASIER, R. M. L. A produção de material didático para o ensino de italiano como língua de herança na perspectiva Pós-Método. 202 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

GIDDENS, A. The consequences of modernity. Stanford: Stanford University Press, 1990.

HALL, E. The Silent Language. New York: Anchor Books, 1990.

HALL, S. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. 8 ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2003.

HALL, S. Representation: cultural representation and signifying practices. London: Sages Publications Inc., 1997.

KUMARAVADIVELU, B. Language teacher education for a global society: a modular model for knowing, analyzing, recognizing, doing and seeing. New York-London: Routledge, 2012.

KUMARAVADIVELU, B. Understanding language teaching: from method to postmethod. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 2006.

KUMARAVADIVELU, B. Beyond Methods: macrostrategies for Language Teaching. New Haven: Yale University Press, 2003.

KUMARAVADIVELU, B. Towards a postmethod pedagogy. TESOL Quarterly. Inverno 2001, v. 35, n. 4, p. 537-560, 2001.

LEFFA, V. J. Língua estrangeira. Ensino de aprendizagem. Pelotas: Educat, 2016.

MEIHY, J.C.; HOLANDA, F. História oral: como fazer, como pensar. Editora Contexto: São Paulo, 2015.

MENDES, E. Vidas em português: perspectivas culturais e identitárias em contexto de português língua de herança. Platô, Cidade da Praia (Cabo Verde), v.1, p. 20-31, 2012.

ORTALE, F. L. A formação de uma professora de italiano como língua de herança: o Pós-Método como caminho para uma prática docente de autoria. 2016. 163 f. Tese (Livre-Docência em Língua Italiana) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

ORTALE, F. L.; CORRIAS, V.; FORNASIER, R. M. L. Desafios no ensino da língua de herança: o italiano em Pedrinhas Paulista. Revista Letras Raras, Campina Grande, v. 6, n. 2, p. 72-86, 2017.

SAMOVAR L. A.; PORTER, R. E.; MCDANIEL E. R. Intercultural Communication: a Reader. 13 ed. Stamford: Wadsworth Gengage Learning, 2010.

SCALZO, R. A. L’approccio comunicativo. Oltre la competenza comunicativa. In: BORNETO, C. S. C’era una volta il metodo: tendenze attuali nella didattica delle lingue straniere. Roma: Carocci Editore, 1998. p. 140-171.

SOARES, S. M. de C. Português Língua de Herança: da Teoria à Prática. 2012. 120 f. Dissertação (Maestrado em Letras) – Faculdade de Letras, Universidade do Porto, Porto, 2012.

SOBRERO, A.; MIGLIETTA, A. Introduzione alla linguistica italiana. Roma-Bari: Laterza, 2005.

SOUZA A.; BARRADAS O. Português como Língua de Herança: Políticas Linguísticas na Inglaterra. Revista SIPLE, Brasília, maio 2013, ed. 6, ano 4, n.1, 2013.

Downloads

Publicado

17/01/2018

Como Citar

LAURINDO FORNASIER, R. M.; LANDUCCI ORTALE, F.; CORRIAS, V. Os aspectos culturais na elaboração de material didático para o ensino de língua de herança: estudo de caso. Revista EntreLinguas, Araraquara, v. 4, n. 1, p. 81–96, 2018. DOI: 10.29051/rel.v4.n1.2018.10993. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/entrelinguas/article/view/10993. Acesso em: 19 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos