O discurso de regionalização no livro didático do Ensino Médio Learn and share in English

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29051/el.v6i2.13559

Palavras-chave:

Discurso, Regionalização, Livro didático.

Resumo

Neste artigo analisa-se o discurso de regionalização linguística e cultural no livro didático Learn and share in English. Este trabalho baseia-se teoricamente nos estudos de Albuquerque Júnior (2011), Foucault (2008a; 2008b; 2008c), nos PCNs (1998), PCNs+ (2006), DCNEB (2013), entre outros. O corpus trata-se de gêneros de discurso que trazem enunciados em que estão materializados discursos referentes à diversidade linguística e cultural da língua inglesa no cenário mundial, observando que tendências regionais prevalecem. Como categorias de análise utiliza-se o discurso, o enunciado, o sujeito e a Formação Discursiva. Foi constatado que a discursividade foi construída a favor de um ensino de inglês com foco na norma culta padrão, principalmente, britânica e norte-americana. Portanto, na sociedade contemporânea em que a Inglaterra e os Estados Unidos dominam a economia mundial, aprender inglês é um privilégio social que permite situar o aluno numa aldeia global.

Biografia do Autor

José Rosamilton de Lima, Secretaria de Estado da Educação e da Cultura, Jose da Penha – RN

Professor Permanente Nível V da Rede Estadual de Ensino. Mestrado em Letras (UERN).

Ciro Leandro Costa da Fonsêca, Educandário Raízes do Saber, Luís Gomes – RN

Coordenador Pedagógico. Doutorado em Letras (UERN).

Referências

ALBUQUERQUE JÚNIOR, D. M. A invenção do nordeste e outras artes. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental. Língua estrangeira. Brasília: Secretaria de Educação Fundamental, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. PCN+ Ensino Médio. Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: Secretaria de Educação Básica, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/linguagens02.pdf. Acesso em: 23 nov. 2018.

BRASIL. Guia de livros didáticos: PNLD 2012: língua estrangeira moderna: Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. Brasília: Secretaria de Educação Básica, 2013.

BRASIL. Guia de livros didáticos: PNLD 2015: língua estrangeira moderna: ensino médio. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. PNLD 2018: inglês – guia de livros didáticos – ensino médio. Ministério da Educação – Secretaria de Educação Básica – SEB – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Brasília, DF: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2017.

FRANCESCON, P. K; SENEFONTE, F. H. R; BARONAS, J. E. A. Variação linguística no ensino de língua inglesa. Revista Entrelinhas, São Leopoldo, v. 7, n. 2, jul.dez. 2013.

FOCAULT, M. A ordem do discurso. Aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. Trad. Laura Fraga de Almeida Sampaio. 16. ed. São Paulo, Edições Loyola, 2008a.

FOCAULT, M. Microfísica do poder. Trad. Roberto Machado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 2008b.

FOCAULT, M. A arqueologia do saber. Trad. Luiz Felipe Baeta Neves. 7. ed. Rio de Janeiro. Forense Universitária, 2008c.

LIMA, J. R de. O desafio da escola em trabalhar com a diversidade. Revista Memento, Três Corações, v. 3, n. 1, jan.jul. 2012.

MARQUES, A. Learn and share in English: língua estrangeira moderna: inglês. 1. ed. São Paulo: Ática, 2016.

SARMENTO, S. ReVEL na escola: programa nacional do livro didático de língua estrangeira. ReVEL [online], v. 14, n. 26, 2016.

Publicado

26/08/2020

Edição

Seção

Artigos