Reflexões sobre a concordância de número em Sintagmas Nominais (SNs) complexos no Português de Angola (PA)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29051/el.v7iesp.6.15373

Palavras-chave:

Número gramatical, Concordância nominal no PA, Ensino do português

Resumo

Neste trabalho, procuramos descrever o fenômeno da concordância de número em sintagmas nominais (SNs) complexos que desempenham a função sintática de objeto direto da frase, em estudantes angolanos, bilíngues com L1 português e L2 bantu, ou vice-versa. Pretendemos avaliar também o tratamento dado ao fenômeno da concordância no SN, do ponto de vista do ensino e aprendizagem. O estudo baseia-se nas teorias de variação linguística e de ensino aprendizagem de línguas, por oferecerem explicações para a ocorrência de desvios na aquisição de línguas não-maternas. O tipo de pesquisa é misto. Os dados analisados indicam que os estudantes angolanos utilizam um mecanismo de concordância misto em SNs que têm a sua esquerda palavras nucleares de categorias funcionais como artigos definido, numerais e quantificadores. Nestes casos, o plural é marcado nesses elementos e não no nome. Ademais, o fato de nos documentos normativos do processo de ensino e aprendizagem do Português não considerarem aspectos do contato do Português com as línguas bantu faladas em Angola dificulta a apropriação correta dos mecanismos de concordância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hermenegildo Pinto, Escola Superior Pedagógica do Bié (ESP-Bié), Cuíto – Angola

Docente de Língua Inglesa e Portuguesa no Departamento de Ciências da Educação. Mestrado em Linguística Geral e Portuguesa (UP-PORTUGAL) – Portugal e Doutorando em Ciências da Linguagem (UP-PORTUGAL) – Portugal.

Jeremias Pessela, Escola Superior Pedagógica do Bié (ESP-Bié), Cuíto – Angola

Docente de Língua Portuguesa no Departamento de Ciências da Educação. Doutorado em Linguística (UEVORA) – Portugal.

Referências

ADRIANO, P. S. A crise Normativa do Português em Angola: cliticalização e regência verbal: que atitude normativa para o professor e o revisor? Luanda: Mayamba, 2015.

GONÇALVES, P. O Português em África. In: RAPOSO, E.P. et al. (org.). Gramática do Português. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2013. p. 157-178.

GREENBERG, J.H. Universals of language. Cambridge: The MIT Press,1996.

HAGEMEIJER, T.O Português em contato em África. In: MARTINS, A.M.; CARRILLO, E.

(org.). Manual de Linguística Portuguesa. De Gruyter, 2009. p. 50-53.

INVERNO, L. Contact-induced restructuring of Portuguese morphosyntax in interior Angola: Evidence from Dundo (Lunda Norte). 2009. 476 f. Dissertação (Doutorado) – Doutoramento em Letras: Línguas e Literaturas Modernas, Universidade de Coimbra (UC), Coimbra, 2009.

KATAMBA, F. Bantu nominal morphology. In: DEREK, N.; GERARD, Ph (org.) The Bantu Languages Routledge Languages Family. Series 4. London: Taylor and Francis Routledge, 2003. p. 101-103.

MAGALHÃES, O; COSTA, F.; SILVA, L. Língua portuguesa 10ª classe. Porto: Porto Editora, 2005.

MAGALHÃES, O; COSTA, F.; SILVA, L. Língua portuguesa 11ª classe. Porto: Porto Editora, 2008.

PESSELA, J. D. Sobre a Concordância de Número no SN no PA-Variante do Português de Cuito-Bié. 2020. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade do Porto, Porto, 2020.

PINTO. H. K. C. S.O.S Umbundu: de L1 a L 0. Abordagem da Situação Sociolinguística. 1. ed. Chișinău: Novas Edições Académicas, 2021. 108 p. ISBN-13: 978-620-3-46847-2.

PRADA, E. Mecanismos de coesão linguística. Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, 2006. Disponível em: https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/mecanismos-de-coesao-linguuistica/17021. Acesso em: 10 jul. 2021.

ZAU, D. G. D. A Língua Portuguesa em Angola: Um contributo para o estudo da sua nacionalização. 2011. Tese (doutorado em Linguística) – Universidade da Beira Interior (UBI), Covilhã, Portugal, 2011.

ZAU, D. G. D. et al. 2013. Em torno da consagração de uma variante angolana do português: subsídios para uma reflexão. Limite, Cáceres (Espanha), n. 7, p. 159-180, 2013.

Publicado

28/12/2021

Como Citar

PINTO, H.; PESSELA, J. Reflexões sobre a concordância de número em Sintagmas Nominais (SNs) complexos no Português de Angola (PA). Revista EntreLinguas, Araraquara, v. 7, n. esp.6, p. e021137, 2021. DOI: 10.29051/el.v7iesp.6.15373. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/entrelinguas/article/view/15373. Acesso em: 20 maio. 2022.