Problematizando práticas de ensino e aprendizagem na plataforma Moodle: aproximações com a modalidade híbrida

Autores

  • Heloisa Brito de Albuquerque Costa USP - Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas - Departamento de Letras Modernas. São Paulo – SP

DOI:

https://doi.org/10.29051/el.v2i2.8773

Palavras-chave:

Tecnologias, Modalidades de ensino virtual, Moodle, Ensino híbrido,

Resumo

O objetivo deste artigo é realizar um estudo reflexivo-crítico das experiências de ensino realizadas na Plataforma Moodle nas disciplinas de didática do Curso de Letras Francês/Português da Universidade de São Paulo. Para isso, apresentaremos os fundamentos teóricos que embasaram este estudo, mais especificamente, as mudanças ocorridas com as Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) e a Internet e seu impacto na cultura de aprendizagem (COLL; MONEREO, 2010; KENSKI, 2008). Trazemos também o quadro geral de modalidades de ensino decorrentes dessas transformações na forma de ensinar e aprender, com destaque para a formação híbrida. (COLL; MONEREO, 2010; VALENTE, 2014; BACICH; TANZI NETO; TREVISANI, 2015). Em seguida, descreveremos as atividades do Moodle e, a partir dos dados observados, discutiremos os limites e possibilidades gerados por esse estudo em relação a outras modalidades de ensino. Por último, propomos alguns pontos que podem nortear novas ações e pesquisas na área.

Biografia do Autor

Heloisa Brito de Albuquerque Costa, USP - Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas - Departamento de Letras Modernas. São Paulo – SP

Professora Doutora da Área de Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos de Francês do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

25/10/2016

Edição

Seção

Artigos