Socializando um instrumento de autoavaliação de aulas remotas na pós-graduação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v17i00.15548

Palavras-chave:

Coronavírus, Pós-graduação, Ensino remoto, Percepção discente, COVID-19

Resumo

Este artigo visa compartilhar um questionário utilizado para avaliar, por meio das percepções dos discentes, o ensino remoto ofertado no primeiro semestre da pandemia COVID-19, em dois de Programas de Pós-Graduação da área da educação. O questionário foi elaborado com os alunos, para a instituição de um clima favorável à avaliação. Sua versão final, foi disponibilizada por meio do Google Forms, com questões abertas e fechadas, tratando de: (a) caracterização do discente; (b) adesão ao isolamento; (c) infraestrutura da residência; (d) problemas e dificuldades; (e) situações enfrentadas, destacando as de saúde mental e/ou emocionais; e (f) aspectos positivos e a serem aprimorados. O questionário, enviado a 86 alunos, de 26/06/2020 a 12/07/2020, teve adesão de 65% deles. Os resultados permitiram à universidade a tomada de decisões visando favorecer o ensino e apoiar os alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria do Carmo Meirelles Toledo Cruz, Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), São Paulo – SP

Professora do Mestrado Acadêmico em Educação, Professora do Mestrado Profissional em Formação de Gestores Educacionais e Administradora Pública. Doutorado em Administração Pública e Governo (FGV).

Vanda Mendes Ribeiro, Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), São Paulo – SP

Professora do Programa de Pós- Graduação em Educação e do Programa de Pós-Graduação Formação de Gestores Educacionais. Membro da Rede de Estudos sobre Implementação de Políticas Públicas Educacionais (REIPPE). Doutorado em Educação (USP).

Rafael Lima Medeiros Ferreira, Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), São Paulo – SP

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação. Bolsista CAPES.

Simone da Silva Rodrigues, Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), São Paulo – SP

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Educação. Bolsista CAPES.

Referências

ARRUDA, E. P. Educação remota emergencial: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19. Revista de Educação a Distância, Minas Gerais, v. 7, n. 1, 2020.

CHAER, G.; DINIZ, R. R. P.; RIBEIRO, E. A. A técnica do questionário na pesquisa educacional. Evidência, Araxá, v. 7, n. 7, p. 251-266, 2011.

COLEMARX. COLETIVO DE ESTUDOS EM MARXISMO E EDUCAÇÃO. Em defesa da educação pública comprometida com a igualdade social: porque os trabalhadores não devem aceitar aulas remotas. Rio de Janeiro: UFRJ, 2020. Disponível em: http://www.colemarx.com.br/wpcontent/uploads/2020/04/Colemarx-texto-cr%C3%ADtico-EaD-2.pdf. Acesso em: 03 set. 2020.

DURSO, S. O.; RUSSO, P. T. Impactos da Covid- 19 em programas stricto sensu da área de negócios: possibilidades para o ensino à distância? In: USP INTERNACIONAL CONFERENCE IN ACCOUNTING: ACCOUNTING AS A GOVERNANCE MECHANISM, 20., 2020, São Paulo. Anais […]. São Paulo, SP: USP,2020. p. 1-5.

FERNANDES, D. Limitações e potencialidades da avaliação educacional. Lisboa, 2007.

FITZPATRICK, J.; CHRISTIE, C.; MARK, M. M. Evaluation in action: Interviews with expert evaluators. London: Sage, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GOMES, V. T. S. et al. A pandemia da covid-19: repercussões do ensino remoto na formação médica. Rev. bras. educ. med., Brasília, v. 44, n. 4, e114, 2020.

HILL, M. M.; HILL, A. B. A construção de um questionário. Lisboa: Dinâmica, 1998.

JOYE, C. R.; MOREIRA, M. M.; ROCHA, S. S. D. Distance Education or Emergency Remote Educational Activity: in search of the missing link of school education in times of COVID-19. Research, Society and Development, v. 9, n. 7, p. 1-29, e521974299, 2020.

LÖWY, M. “Gripezinha” o neofascista Bolsonaro diante da epidemia. In: Quarentena: reflexões sobre a pandemia e depois. 1. ed. Bauru: Canal 6,2020. p. 147-151.

MANHÃES, F.; MUSIAL, N. T. K.; GUINDANI, R. A. Do ensino presencial ao EAD: Um estudo sobre percepção de justiça acadêmica durante a pandemia do COVID-19. In: CONGRESSO UFSC DE CONTROLADORIA E FINANÇAS, 10., 2020, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis, SC: UFSC, 2020. p. 1-12.

PIMENTEL, F. S. C. et al. Atividades na pós-graduação utilizando as ferramentas digitais no contexto da crise da covid 19: análise qualitativa descritiva. Em Rede, Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 276-293, 2020.

SOUZA, C.; GATTI, B. Avaliação de instituição de ensino superior e autoavaliação educacional. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Brasil). In: SEMINÁRIOS REGIONAIS SOBRE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E COMISSÕES PRÓPRIAS DE AVALIAÇÃO (CPA), 2015, Brasília. Anais [...]. Organizado por Claudia Maffini Griboski e Stela Maria Meneghel. Brasília, DF: Inep, 2015. p. 30-37.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS (UFSCAR). Programa de Pós-Graduação em Educação (campus Sorocaba). Relatório técnico-científico de pesquisa: Condições e dinâmica cotidiana e educativa na RMS (Região Metropolitana de Sorocaba/SP) durante o afastamento social provocado pelo coronavírus. Sorocaba, maio 2020.

VERCELLI, L. C. A. Aulas remotas em tempos de Covid-19: a percepção de discentes de um programa de mestrado profissional em educação. Revista @mbienteeducação, São Paulo, v. 13, n. 2, p. 47-60, maio/ago. 2020.

Publicado

10/03/2021

Como Citar

CRUZ, M. do C. M. T.; RIBEIRO, V. M.; FERREIRA, R. L. M.; RODRIGUES, S. da S. Socializando um instrumento de autoavaliação de aulas remotas na pós-graduação. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 17, n. 00, p. e021018, 2021. DOI: 10.26673/tes.v17i00.15548. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/15548. Acesso em: 25 out. 2021.