O ensino de Português como Língua Estrangeira: reflexões a partir da produção escrita de alunos chineses

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29051/el.v7iesp.6.15401

Palavras-chave:

Português como língua estrangeira, Produção textual, Desempenho comunicativo

Resumo

Quando se aborda, particularmente, o ensino de Português para chineses, levanta-se uma discussão sobre as metodologias e abordagens utilizadas devido ao fato de o mandarim ser uma língua muito distinta do Português. Por um lado, defende-se ainda de maneira muito significativa que o ensino de português nesse contexto seja prioritariamente baseado em ensino de gramática. Por outro lado, tal foco destoa do padrão de domínio linguístico que se espera dos aprendizes de português como língua estrangeira nos exames do CAPLE (Portugal) e no CELPE-BRAS (Brasil). Diante disso, o objetivo do presente artigo é discutir essas questões a partir de exemplos de textos escritos por alunos chineses em uma universidade de Macau, China. A partir da análise das produções textuais, foi possível constatar que a prática de ensino voltada não somente à normatização gramatical permite que os alunos compreendam e produzam textos em que o desempenho comunicativo seja alcançado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiane Macedo Costa, Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau (MUST), Macau – China

Professora Assistente. 

Referências

ABAURRE, M. L. M.; ABAURRE, M. B. M. Produção de texto - interlocução e gêneros. 1. ed. São Paulo: Moderna, 2007.

BARBOSA, A. V. O papel da consciência (meta)linguística no ensino da língua portuguesa a alunos chineses. Letras & Letras, Uberlândia, v. 31/2, p. 111-127, jul./dez. 2015. ISSN 1980-5799. DOI: 10.14393/LL62-v31n2a2015-6. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/letraseletras/article/view/31348/17643 Acesso em 20 jul. 2021.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira. Documento base do exame Celpe-Bras. Brasília, DF: INEP, 2020. 130 p. ISBN 978-65-5801-006-7. Disponível em: https://download.inep.gov.br/publicacoes/institucionais/avaliacoes_e_exames_da_educacao_basica/documento_base_do_exame_celpe_bras.pdf Acesso em 30 jul. 2021.

CHRISTIANO, C. C. A prática do Ensino do Português como Língua Estrangeira. Macau: Centro Pedagógico e Científico da Língua Portuguesa/ Instituto Politécnico de Macau, 2017. 294 p. ISBN: 978-99965-2-166-9.

CONSELHO DA EUROPA. Quadro Europeu comum de referência para as línguas: aprendizagem, ensino, avaliação. 1. ed. Lisboa: Edições Asa, 2001. Disponível em: http://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Basico/Documentos/quadro_europeu_comum_referencia.pdf Acesso em 03, ago. 2021.

KONG, N. Establishing a comprehensive English teaching pattern combining the Communicative Teaching Method and the Grammar - Translation Method. English Language Teaching, v. 4, n. 1, mar. 2011. ISSN 1916-4742. e-ISSN 1916-4750. Disponível em: https://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ1080388.pdf. Acesso em: 05 ago. 2021.

LOPES, I. P.; YIXING, X. Áreas críticas do Português para chineses: gramática de desvios (análises e explicações). Macau, China: Instituto Politécnico de Macau, 2018. 351 p. ISBN 978-99965-2-199-7.

MAI, R. Aprender Português na China. O Curso de Licenciatura em Língua e Cultura Portuguesas da Universidade de Estudos Internacionais de Xangai: Estudo de Caso. 2006. 180 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Portugueses) – Universidade de Aveiro, Aveiro, 2006.

PASCOAL, J. L.; OLIVEIRA, T. B. Exames de Português B2 – preparação e modelos. Editora Lidel. Lisboa: Porto, 2012.

QIAORONG, Y. De práticas sociais a gêneros do discurso: uma proposta para o ensino de português para falantes de outras línguas. 2008. 130 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Instituto de Letras. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

ROSA, A. A. C. O desafio de se ensinar Português para falantes de outras línguas: análise linguístico-discursiva de um livro didático para o ensino de PLE. Anais do SIELP, Uberlândia, v. 2, n. 1, 2012. ISSN 2237-8758. Disponível em: https://www.ileel.ufu.br/anaisdosielp/wp-content/uploads/2014/06/volume_2_artigo_016.pdf. Acesso em: 20 jun. 2021.

SHANG, X.; TEIXEIRA; SILVA, R. Imaginários sobre gramática no contexto universitário chinês de ensino de português como língua não materna. In: QIAORONG, Y.; ALBUQUERQUE, F. D. (org.). O ensino do português na China: parâmetros e perspectivas. Natal: EDUFRN, 2019. p. 239–308.

SILVA, V. L. T. Competência comunicativa em Língua Portuguesa (Que conceito é esse?). Soletras, Rio de Janeiro, v. 8, supl. 2004. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/soletras/article/download/4498/3297 Acesso em 10 ago.2021.

SOUZA NETO, M. J. CELPE-BRAS e CAPLE: A proficiência em português como língua não materna em paralaxe. 2018. 123 f. Dissertação (Mestrado em Língua e Cultura) – Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura, Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2018.

YIXING, X. Ensino de Português na Universidade de Estudos Internacionais de Xangai. In: QIAORONG, Y.; ALBUQUERQUE, F. D. (org.). O Ensino de Português na China: parâmetros e perspectivas. Natal: EDUFRN, 2019. p. 141–161.

ZHANG, Y. Pragmática aplicada ao ensino de português como L2 na China. In: QIAORONG, Y.; ALBUQUERQUE, F. D. (org.). O Ensino de Português na China: parâmetros e perspectivas. Natal: EDUFRN, 2019. p. 309-328.

ZHILIANG, Y. Reforçar o intercâmbio e a cooperação para promover um melhor desenvolvimento do ensino da língua portuguesa na China. In: QIAORONG, Y.; ALBUQUERQUE, F. D. (org.). O Ensino de Português na China: parâmetros e perspectivas. Natal: EDUFRN, 2019. p. 87-96.

Publicado

28/12/2021

Como Citar

COSTA, T. M. O ensino de Português como Língua Estrangeira: reflexões a partir da produção escrita de alunos chineses. Revista EntreLinguas, Araraquara, v. 7, n. esp.6, p. e021141, 2021. DOI: 10.29051/el.v7iesp.6.15401. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/entrelinguas/article/view/15401. Acesso em: 20 maio. 2022.