Avaliação de um curso on-line de estratégias de leitura em língua inglesa ministrado no início da pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29051/el.v8i00.15218

Palavras-chave:

Estratégias de leitura. leitura em língua inglesa. ensino on-line. ensino remoto. inglês com fins específicos (IFE).

Resumo

Dado o novo cenário social, gerado pela pandemia de Covid-19, no qual as práticas docentes realizam-se sob a condição de constante adaptação, o presente artigo busca analisar as atividades desenvolvidas no curso de Estratégias de Leitura em Língua Inglesa do nível básico ofertado como disciplina optativa a alunos de uma universidade multicampi, apresentar as médias finais dos estudantes para discutir seu nível de compreensão leitora e desempenho no curso, além de propor uma reflexão acerca do ensino on-line para graduandos durante o período pandêmico, em que se adotou o Ensino Remoto Emergencial (ERE) como medida alternativa de contenção de danos na educação. Com base em uma revisão bibliográfica e em uma pesquisa por meio de questionário, realizada com duzentos alunos, constata-se a necessidade de interação entre discentes e docentes durante o período de isolamento, bem como a importância do modelo de aulas síncronas para o bom aproveitamento da disciplina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luana Viana dos Santos, Universidade Estadual Paulista (UNESP), São José do Rio Preto – SP – Brasil

Mestranda em Estudos Linguisticos.

Paula Tavares Pinto, Universidade Estadual Paulista (UNESP), São José do Rio Preto – SP – Brasil

Docente vinculada ao Departamento de Letras Modernas. Doutorado em Estudos Lingüísticos.

Referências

BALDO, A. Recursos de inferência lexical em L2. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 44, n. 3, p. 60-69, jul./set. 2009. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/5765. Acesso em: 22 out. 2020.

HODGES, C. et al. The Difference Between Emergency Remote Teaching and Online Learning. EDUCAUSE Review, mar. 2020. Disponível em: https://er.educause.edu/articles/2020/3/the-difference-between-emergency-remote-teaching-and-online-learning#fn3. Acesso em: 24 jan. 2021.

CELANI, M. A. A. A retrospective view of an ESP teacher Education programme. The ESPecialist, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 233-244, 1998. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/esp/article/viewFile/9910/7364. Acesso em: 23 mar. 2021.

DUARTE, C. S.; PEDRO, K. M.; RONDINI, C. A. Pandemia da covid-19 e o Ensino Remoto Emergencial: Mudanças na Prática Pedagógica. Interfaces Científicas, Aracaju, v. 10, n. 1, p. 41-57, set. 2020. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/educacao/article/view/9085. Acesso em: 24 jan. 2021.

FINARDI, K. R.; PORCINO, M. C. Tecnologia e metodologia no ensino de Inglês: Impactos da globalização e da internacionalização. Ilha do Desterro, Florianópolis, n. 66, p. 239-282, jan./jun. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-80262014000100239. Acesso em: 25 jan. 2021.

HEEMANN, C. Inglês instrumental (ESP): O uso de estratégias de leitura em um curso online de leitura. Signo, Santa Cruz do Sul, v. 34, n. 56, p. 137-156, jan. 2009. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/signo/article/view/787. Acesso em: 14 set. 2020.

KADER, C. C. C. Teaching reading in the foreign language classroom. Vidya, Santa Maria, v. 28, n. 1, p. 105-112, jan./jun. 2008. Disponível em: https://periodicos.ufn.edu.br/index.php/VIDYA/article/viewFile/338/312. Acesso em: 29 set. 2020.

MARIANI, D. et al. Inglês no Enem é obstáculo entre alunos de escola pública e a faculdade: Análise estatística mostra que a matéria é a que mais prejudica estudantes da rede estatal. São Paulo: Folha de São Paulo, fev. 2021. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/educacao/2021/02/ingles-no-enem-e-obstaculo-entre-aluno-de-escola-publica-e-a-faculdade.shtml. Acesso em: 17 mar. 2021.

MORGADO, L. O papel do professor em contextos de ensino online: Problemas e virtualidades. Discursos, III Série, n. esp., p. 125-138, jun. 2001. Disponível em: https://repositorioaberto.uab.pt/handle/10400.2/1743. Acesso em: 15 set. 2020.

LARANJA, L. A. N. A utilização de corpora em atividades de língua inglesa voltadas para a compreensão escrita de vestibulandos. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 48, n. 2, p. 936-956, jul. 2019. Disponível em: https://revistas.gel.org.br/estudos-linguisticos/article/view/2286. Acesso em: 30 nov. 2020.

PAES LANDIM, D. R. EaD, autonomia e tecnologia: desafios e possibilidades no aprendizado de língua inglesa. Mosaico, São José do Rio Preto, v. 18, n. 1, p. 620-640, 2019. Disponível em: http://www.olhodagua.ibilce.unesp.br/index.php/revistamosaico/article/viewFile/637/573. Acesso em: 2 dez. 2020.

PINTO, P. T. et al. Estratégias de Leitura em Língua Inglesa: Nível básico. Araraquara: Letraria, 2021. 69 p. Disponível em: https://www.letraria.net/estrategias-de-leitura-em-lingua-inglesa-nivel-basico/. Acesso em 23 mar. 2021.

PINTO, P. T. Unesp oferece disciplina on-line a estudantes com inglês básico: Notícia da Folha de São Paulo aponta que disciplina é obstáculo para alunos da rede pública. São Paulo: Unesp, mar. 2021. Disponível em: https://www2.unesp.br/portal#!/noticia/36340/unesp-oferece-disciplina-online-a-estudantes-com-inglês-básico/. Acesso em: 17 mar. 2021.

Publicado

30/03/2022

Como Citar

SANTOS, L. V. dos; PINTO, P. T. Avaliação de um curso on-line de estratégias de leitura em língua inglesa ministrado no início da pandemia. Revista EntreLinguas, Araraquara, v. 8, n. 00, p. e02242, 2022. DOI: 10.29051/el.v8i00.15218. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/entrelinguas/article/view/15218. Acesso em: 4 out. 2022.