Identidade e pluralidade cultural em livros didáticos de espanhol produzidos no Brasil e selecionados pelo PNDL – Programa Nacional do Livro Didático

Jeferson Mundim de Souza

Resumo


O presente artigo pretende promover, diante da atual realidade, na qual se configura um cenário marcado pelo rompimento de fronteiras culturais e por se entender o mundo como um universo mais unificado, refletir sobre as concepções de cultura existentes nesse contexto. O mundo cada vez mais marcado pela multiculturalidade das sociedades, pelo enfraquecimento de antigos referenciais culturais e pela multiplicação de afirmações identitárias. O ensino de línguas estrangeiras é uma oportunidade para inserir o aluno nesse universo planetário de uma aparente cultura on-line, mas que, cada vez mais, vem reforçar identidades diversas. Nesse sentido, o artigo aqui apresentado, além de promover espaço para uma discussão acerca dessas questões próprias da contemporaneidade, apresenta as análises de uma pesquisa feita com dois, dos quatro livros didáticos de espanhol, selecionados para integrarem o Programa Nacional do Livro para o Ensino Médio, delimitando a escolha às características de tempo e espaço para análise e construção desse escrito: El arte de leer Español e Síntesis: curso de língua española. Não serão apresentadas as análises totais dos livros, optando por fazer um recorte, tomando como critério algumas Unidades didáticas e atividades propostas mais direcionadas ao tema, além de poder atender as regras e brevidade desse artigo. A referida pesquisa versou sobre as seguintes questões: De que forma os manuais didáticos para o ensino- aprendizagem de espanhol produzido no Brasil contempla: a) a pluralidade cultural do mundo hispânico? ; b) a afirmação – com respeito a sua formação em comunidade e do convívio da (s) identidade (s) latina- americana(s)? ; e c) a interação – proposta a partir das estratégias de aprendizagem, com a formação identitária do aluno brasileiro? Para tanto, adotamos a metodologia da análise qualitativa e a técnica de análise de conteúdo, tomando como indicadores de análise as seguintes categorias: espaços geográficos e territórios culturais explorados nos textos; as identidades dos personagens anônimos e famosos que circulam nos livros; e as atividades didáticas relacionadas às questões culturais propostas aos alunos. A partir das análises pode- se concluir que os livros selecionados dão diferentes respostas às questões propostas para esta pesquisa. O livro Síntesis: curso de lengua española, não explora, de fato, a pluralidade cultural do mundo hispânico; tem seus personagens marcados por identidades não latino-americanas e não promovem através das atividades relacionadas a questões culturais, nenhuma interação com a formação identitária do aluno brasileiro. Ao passo que, o livro El arte de leer Español explora a multiplicidade de espaços geográficos e territórios culturais do mundo hispânico, além de trazer referenciais do Brasil e de outros lugares. Além disso, o livro prioriza identidades latino-americanas e promove, em muitas atividades, a interação com as culturas e identidades dos aprendizes brasileiros de espanhol.

Palavras-chave


Espanhol língua estrangeira; Identidade; Pluralidade cultural; Livro didático;

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Revista EntreLínguas



Rev. EntreLínguas, Araraquara, SP, Brasil. e-ISSN: 2447-3529, ISSN: 2447-4045

DOI Prefix: 10.02951/rel

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.