Saúde mental infantil: tendências atuais

Joseane de Souza, Elisângela Moreira Careta Galindo, Ana Maria Pimenta Carvalho

Resumo


Muitas pesquisas têm demonstrado a prevalência de transtornos psicopatológicos na infância. Estinva-se uma porcentagem de 23,2% para tais problemas sendo que 10% são considerados casos moderados e severos (requerendo assistência especializada). Tais dados sugerem que os profissionais de saúde devem ter conhecimento básico de Psicologia do Desenvolvimento para identificar aspectos saudáveis da criança e diferenciá-los de desordens mentais. O presente artigo tem como objetivos: apresentar um breve histórico sobre o estudo da saúde mental infantil e apontar as tendências teóricas atuais que buscam compreender os transtornos mentais infantis sob a ótica interacionista, que inclui os conceitos de resiliência e vulnerabilidade.


Palavras-chave


desenvolvimento; saúde mental; resiliência;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26673/tes.v4i0.9910



Temas em Educ. e Saúde, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN 2526-3471, ISSN 1517-7947

Prefixo DOI: 10.26673/rtes

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.