Psicologia ambiental e problemas ambientais: uma revisão de literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30715/doxa.v22i1.13735

Palavras-chave:

Psicologia ambiental, Comportamento ambiental, Problemas ambientais.

Resumo

O presente trabalho discutiu as contribuições da Psicologia Ambiental para as pautas ambientais da atualidade a partir de uma revisão de literatura. Os comportamentos humanos são a base dos problemas vivenciados nesse âmbito. Logo, a psicologia tem papel fundamental em parceria com a educação ambiental para apresentar estratégias de conscientização e modificação do comportamento ambiental. A revisão de literatura realizada aconteceu a partir da Plataforma do Periódicos CAPES com artigos publicados nos últimos 10 anos com os descritores “Psicologia Ambiental” e ‘Problemas Ambientais”. Entre os 126 artigos encontrados, 12 artigos foram selecionados para compor a discussão teórica da pesquisa. Os artigos trataram de temas como permacultura, comportamentos pró-ambientais e percepção ambiental.

Biografia do Autor

Isaac Pereira Oliveira, Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém – PA

Professor Associado 1 do Programa de Pós-graduação em Ciência e Meio Ambiente. Doutorado em Química (UFPA).

Davi do Socorro Barros Brasil, Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém – PA

Mestrando do Programa de Pós-graduação em Ciência e Meio Ambiente.

Referências

AFONSO, T. ZANON, M. A. G., LOCATELLI, R. L.; AFONSO, B. P. D. Consciência Ambiental, Comportamento Pró-Ambiental e Qualidade de Gerenciamento de Resíduos em Serviços de Saúde. Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, v. 5, n. 3, 2016. Disponível em: http://www.revistageas.org.br/ojs/index.php/geas/article/view/631. Acesso em: 28 out. 2019.

AMERICAN PSYCHOLOGICAL ASSOCIATION. A report by the american psychological association’s task force on the interface between psychology and global climate change. 2009 Disponível em: https://www.apa.org/science/about/publications/climate-change.pdf. Acesso em: 22 nov. 2019.

BECK, C. G.; PEREIRA, R. C. F. Preocupação ambiental e consumo consciente: os meus, os seus e os nossos interesses. Revista GeAS, v. 1, n. 2, p. 53-79, 2012.

BOMFIM, Z. A. C.; FERREIRA, F. Sustentabilidade Ambiental: visão antropocêntrica ou biocêntrica? Ambientalmente sustentable, v. 1, p. 37-51, 2010.

CEZAR, C.E. F. S.; ALFINITO, S. A permacultura como inovação social para o desenvolvimento sustentável e adoção do decrescimento. Revista humanidade e inovação, Palmas, v. 5, n. 6, p. 86-102, 2018.

CHIERRITO-ARRUDA, E. et al. Comportamento pró-ambiental e reciclagem: revisão de literatura e apontamentos para as políticas públicas. Ambient. soc., São Paulo, v. 21, e02093, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2018000100324&lng=pt&nrm=iso. Acessos em: 22 nov. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1809-4422asoc0209r3vu18l4ao

CORTÊS, P. L.; MORETTI, S. L. A. Consumo verde: um estudo transcultural sobre crenças, preocupações e atitudes ambientais. Revista Brasileira de Marketing, v. 12, n. 3, p. 45-76, 2013.

CRUZ, L. A. G.; IGLESIAS, F. Comunicação pró-ambiental. 307. Psico, Porto Alegre, v. 48, n. 4, p. 306-316, 2017.

CRUZ, F. C. F.; SILVA, M. F. S.; ANDRADE, I. M. Percepção socioambiental dos alunos de ensino fundamental de uma escola municipal de Caxingó, Piauí, Brasil. Holos, Ceará, v. 4, 2016.

DA SILVA, A. M.; MEIRELES, F. R. S.; REBOUÇAS, S. M. D. P.; ABREU, M. C. S. Comportamentos ambientalmente responsáveis e sua relação com a educação ambiental. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 4, n. 1 p. 1-16, 2015.

DEUS, E. G. S. Q.; AFONSO, B. P. D.; AFONSO, T. Consciência ambiental, atitudes e intenção de uso das sacolas plásticas não-recicláveis. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 3, n. 1, p. 71-87, 2014.

DINIZ, R. F. Permacultura como um estilo de vida sustentável: o olhar da psicologia ambiental. Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis, Florianópolis, v. 13, n. 2, p. 106-118, jun. 2016. ISSN 1807-1384. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/interthesis /article/view/1807-1384.2016v13n2p106.

Acesso em: 18 out. 2019. DOI: https://doi.org/10.5007/1807-1384.2016v13n2p106

FERREIRA, Gabriella Rossetti; RIBEIRO, Paulo Rennes Marçal. A importância da afetividade na educação. DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação, [S.l.], v. 21, n. 1, p. 88-103, fev. 2019. ISSN 2594-8385. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/12003/8647. Acesso em: 18 jun. 2020. DOI: https://doi.org/10.30715/doxa.v21i1.12003

IGLESIAS, F., CALDAS, L.S., RABELO, L.A.T. Negando ou Subestimando Problemas Ambientais: Barreiras Psicológicas ao Consumo Responsável. Psico, Rio Grande do Sul, v. 45, n. 3, p. 377-386, 2014.

KUHNEN, A.; BECKER, S. M. da S. Psicologia e Meio Ambiente: Como jovens e adultos representam água de abastecimento. Psico, Rio Grande do Sul, v. 41, n. 2, 2010. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/1508. Acesso em: 28 out. 2019.

MORAES, P. R. et al. A teoria das representações sociais. Direito em foco revista online, v. 6, p. 17-30, 2014.

NODARI, R. O.; GUERRA, M. P. A agroecologia: estratégias de pesquisa e valores. Estud. av., São Paulo, v. 29, n. 83, p. 183-207, abr. 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142015000100183&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 22 nov. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142015000100010.

PÁDUA, S. M.; SÁ, L. M. O Papel da Educação Ambiental nas Mudanças Paradigmáticas da Atualidade. R. paran. Desenv., Curitiba, n. 102, p. 71-83, jan./jun. 2002. Disponível em: http://www.reasul.org.br/files/O%20PAPEL%20DA%20EDUCAÇÃO%20AMBIENTAL%20NAS%20MUDANÇAS.pdf. Acesso em: 28 out. 2019.

PINHEIRO, L. V. S. et al. Transformando o discurso em prática: uma análise dos motivos e das preocupações que influenciam o comportamento pró-ambiental. RAM, Rev. Adm. Mackenzie (Online), São Paulo, v. 12, n. 3, p. 83-113, jun. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-69712011000300005&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 28 out. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1678-69712011000300005

RAYMUNDO, L. S.; KUHNEN, A. A psicologia e a educação ambiental. Revista de Ciências Humanas, Florianópolis, v. 44, n. 2, p. 435-450, abr. 2010. ISSN 2178-4582. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/revistacfh/article/view/2178-4582.2010v44n2p435/20918. Acesso em: 06 out. 2019. DOI: https://doi.org/10.5007/2178-4582.2010v44n2p435

RIBEIRO, V. A. Percepção Ambiental de Gestores Sobre as Áreas Verdes em Instituição de Ensino Superior. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, São Paulo, v. 7, n. 2, 2018. Disponível em: http://www.revistageas.org.br/ojs/index.php/geas/article/view/717. Acesso em: 28 out. 2019.

SCHULTZ, P. W. The structure of environmental concern: concern for self, other people and the biosphere. Journal of Environmental Psychology, Thousand Oaks, CA, v. 21, n. 4, p. 327-339, 2001.

THOMPSON, C. G.; BARTON, M. A. Ecocentric and anthropocentric attitudes toward the environment. Journal of Environmental Psychology, Thousand Oaks, CA, v. 14, n. 2, p. 149-157, 1994.

VALÉRIO DO SACRAMENTO, S. R.; GALVÃO, R. A.; FREIRE, O. B. L.; MOLL BRANDÃO, M.; QUEVEDO-SILVA, F. O efeito da consciência ecológica e do framing de perda e ganho no comportamento do consumidor Revista de Administração da Unimep, São Paulo, v. 12, n. 3, p. 184-206, 2014.

WIESENFELD, Esther. A Psicologia Ambiental e as diversas realidade humanas. Psicol. USP, São Paulo, v. 16, n. 1-2, p. 53-69, 2005. Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-51772005000100008&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 15 out. 2019.

Publicado

01/06/2020

Como Citar

Oliveira, I. P., & Brasil, D. do S. B. (2020). Psicologia ambiental e problemas ambientais: uma revisão de literatura. DOXA: Revista Brasileira De Psicologia E Educação, 22(1), 108–122. https://doi.org/10.30715/doxa.v22i1.13735

Edição

Seção

Artigos