As estratégias do “Movimento Pela Base” na construção da BNCC: consenso e privatização

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30715/doxa.v22i1.14031

Palavras-chave:

BNCC, Movimento bela base, Privatização, Terceira via, Consenso.

Resumo

Este artigo apresenta as articulações do Movimento Pela Base na condução do processo de construção da Base Nacional Comum Curricular em todo o território brasileiro. Em um contexto político e econômico influenciado pelo discurso gerencial de redução do papel do Estado, o empresariado brasileiro torna-se figura central em boa parte das recomendações de políticas para o campo educacional, resultado de uma tendência internacional de crescimento do terceiro setor sobre as ações públicas. A análise das produções científicas sobre a BNCC, considerando livros, artigos, teses e dissertações, além de documentos disponibilizados nas mídias eletrônicas nos permitiu demonstrar a capilaridade do movimento, o envolvimento de sujeitos e instituições públicas e privadas e suas intencionalidades de educar para a nova sociabilidade capitalista, pautada na necessidade de formação de consensos em torno da ideia de um projeto social coletivo da política pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabíola da Silva Ferreira, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Corumbá - MS

Professora da Rede Municipal de Corumbá. Mestre em Educação (UFMS).

Fabiano Antonio dos Santos, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Corumbá - MS

Professor do Curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Educação (UFSC).

Referências

ADRIÃO, Thereza, PERONI, Vera Maria Vidal. A educação pública e sua relação com o setor privado: implicações para a democracia educacional. Retratos da Educação, v. 03, n. 04, 2009.

ANDRADE, Maria Carolina Pires de; NEVES, Rosa Maria Corrêa das.; PICCININI, Cláudia Lino. Base nacional comum curricular: disputas ideológicas na educação nacional. Colemarx, 2017. Disponível em: http://www.niepmarx.blog.br/MM2017/anais2017/MC37/mc373.pdf. Acesso em: 15 jun. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Terceira versão homologada. Brasília: MEC, 2017a. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/a-base/. Acesso em: 15 abr. 2018.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil (1988). Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em: 11 mar. 2019.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional 9.394/96. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/l9394.htm. Acesso em: 05 ago. 2020.

BRESSER-PEREIRA, Luis Carlos. Do Estado patrimonial ao gerencial. In: PINHEIRO, Paulo Sérgio; SACHS, Ignacy; WILHEIM, Jorge (Orgs.). Brasil: um século de transformações. São Paulo: Cia. Das Letras, 2001.

BUFFA, Ester; ARROYO, Miguel; NOSELLA, Paolo. Educação e cidadania: quem educa o cidadão? Volume 19. 5. ed. São Paulo: Cortez, Coleção Questões da Nossa Época, 1995.

CAMPOS, Roselane de Fátima; DURLI, Zenilde; CAMPOS, Rosânia. BNCC e Privatização da Educação Infantil: impactos na formação de professores. Revista Retratos da Escola, v. 13, n. 25, 2019.

CÁSSIO, Fernando. Participação e participacionismo na construção da Base Nacional Comum Curricular. NEXO, São Paulo, 2 dez. 2017. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/ensaio/2017/Participa%C3%A7%C3%A3o-e-participacionismo-na-constru%C3%A7%C3%A3o-da-Base-Nacional-Comum-Curricular. Acesso em: 13 ago. 2019.

COSTA, Marilda de Oliveira; SILVA, Leonardo Almeida da. Educação e democracia: Base Nacional Comum Curricular e novo ensino médio sob a ótica de entidades acadêmicas da área educacional. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 24, e240047, 2019.

COUTINHO, Carlos Nelson. A hegemonia da pequena política. In: OLIVEIRA, Francisco de; BRAGA, Ruy; RIZEK, Cibele Saliba (Org.). Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira. São Paulo: Boitempo, 2010

FREITAS, Luiz Carlos de. Reformadores e base nacional: personagens – I. Blog do Freitas, 2015c. Disponível em: https://avaliacaoeducacional.com/2015/07/26/reformadores-e-base-nacional-personagens-i/. Acesso em: 28 fev. 2019.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere: os intelectuais. O princípio educativo. Jornalismo. 5. ed. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Volume 2. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

GRAMSCI, Antonio. Concepção dialética da história. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1981.

neve Educ. Soc., Campinas, v. 32, n. 115, p. 437-452, abr./jun. 2011.

MARTINS, André Silva. A direita para o social: a educação da sociabilidade no Brasil contemporâneo. Minas Gerais: UFJF, 2009.

MOVIMENTO PELA BASE. Quem Somos. 2017a. Disponível em: http://movimentopelabase.org.br/quem-somos/. Acesso em: 24 mar. 2019.

MOVIMENTO PELA BASE. Primeiros Passos Para a Implementação da Base Nacional Comum Curricular. 2017b. Disponível em: http://movimentopelabase.org.br/wp-content/uploads/2017/04/BaseGuia.pdf. Acesso em: 04 jul. 2020.

MOVIMENTO PELA BASE. Nossa Missão. 2020. Disponível em http://movimentopelabase.org.br/quem-somos/#:~:text=A%20BNCC%20determina%20os%20direitos,e%20escolas%20p%C3%BAblicas%20do%20pa%C3%ADs. Acesso em: 02 ago. 2020.

NEVES, Lúcia Maria Wanderley (Org.). A nova pedagogia da hegemonia: estratégias do capital para educar o consenso. São Paulo: Xamã, 2005.

OLIVEIRA, Francisco de. Hegemonia às avessas. In: OLIVEIRA, Francisco de.; BRAGA, Ruy; RIZEK, Cibele. (Orgs). Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira. São Paulo: Boitempo, 2010.

PERONI, Vera Maria Vidal; CAETANO, Maria Raquel. O público e o privado na educação Projetos em disputa. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 9, n. 17, p. 337-352, jul./dez. 2015.

SANTOS, Fabiano Antonio dos. Do global ao local: a implantação das políticas de responsabilização docente, gestão gerencial e avaliação por resultados. Acta Scientiarum. Education, v. 38, n. 3, p. 293-302, 2016.

SAVIANI, Dermeval. Educação Escolar, Currículo e Sociedade: o problema da Base Nacional Comum Curricular. movimento-revista de educação, Submissões, v. 1, n. 4, 2016.

SHIROMA, Eneida Oto. Redes, experts e a internacionalização de políticas educacionais. Revista de estudios teóricos y epistemológicos en políticas educativas, Ponta Grossa, v. 5, 2020.

Publicado

05/08/2020

Como Citar

FERREIRA, F. da S.; SANTOS, F. A. dos. As estratégias do “Movimento Pela Base” na construção da BNCC: consenso e privatização. DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação, Araraquara, v. 22, n. 1, p. 189–208, 2020. DOI: 10.30715/doxa.v22i1.14031. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/14031. Acesso em: 27 set. 2021.