Ensino remoto e qualidade de vida docente em cenário de pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26673/tes.v18i00.15883

Palavras-chave:

Ensino, COVID-19, Docente, Qualidade de vida

Resumo

Esse trabalho objetiva descrever a percepção de docentes universitários sobre qualidade de vida (QV) a partir de domínios físicos, psicológicos, sociais e ambientais em cenário pandêmico. O estudo se caracterizou como descritivo e transversal, no qual se avaliou a amostra composta por professores universitários dos cursos de licenciatura no município de Teixeira de Freitas (BA). Justifica-se essa pesquisa por compreender que, ao considerar as percepções dos docentes em isolamento social, contribuirá para intervenção na promoção da saúde destes profissionais, oferecendo também subsídios para pesquisas futuras. A análise das respostas ocorreu a partir da aplicação do questionário WHOQOL-bref. Os resultados mostraram que, de maneira geral, os professores referiram como positiva a percepção de sua QV (63,3%). No entanto, alguns questionamentos merecem uma atenção maior, como o psicológico, que apresentou que 90% dos professores demonstrou, em algum momento, um estado emocional negativo, como ansiedade e depressão durante o isolamento social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Benincá Cuquetto , Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Teixeira de Freitas – BA – Brasil

Departamento de Educação. Graduando em Ciências Biológicas.

Ellen Maria Santos Portela, Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Teixeira de Freitas – BA – Brasil

Departamento de Educação. Graduada em Ciências Biológicas.

Yolanda Aparecida de Castro Almeida Vieira, Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Teixeira de Freitas – BA – Brasil

Professora adjunta. Departamento de Educação. Doutora em Tratamento da Informação Espacial (PUCMinas).

Referências

ALVARENGA, R. et al. Percepção da qualidade de vida de professores das redes públicas e privadas frente à pandemia do covid-19. Revista CPAQV–Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida, v. 12, n. 3, p. 1-8, 2020. Disponível em: http://www.cpaqv.org/revista/CPAQV/ojs-2.3.7/index.php?journal=CPAQV&page=article&op=view&path%5B%5D=538. Acesso em: 10 mar. 2021.

BRASIL. Portaria n. 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus-Covid-19. Brasília, DF: MEC, 2020. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Portaria/PRT/Portaria%20n%C2%BA%20343-20-mec.htm. Acesso em: 12 out. 2021.

COSTA, D. C. A. R. et al. Oferta pública e privada de leitos e acesso aos cuidados à saúde na pandemia de Covid-19 no Brasil. Saúde em Debate, v. 44, n. esp. 4, p. 232-247, dez. 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sdeb/a/39jsyjTLxGZHFQXrs4VVMRS/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 10 fev. 2021.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GUINANCIO, J. C. et al. COVID – 19: Desafios do cotidiano e abordagem de enfrentamento frente ao isolamento social. Research, Society and Development, v. 9, n. 8, e259985474, 2020. Disponível em:

MATOS, Rafael Christian. Fake news frente a pandemia de COVID-19. Vigilância Sanitária em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia, v. 8, n. 3, p. 78-85, 2020. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/download/5474/4789/26501. Acesso em: 10 ago. 2021.

MIRANDA NETO, M. H. M. Reflexões sobre a importância do sono e dos sonhos para a aprendizagem. Arquivos Apadec, v. 5, n. 2, p. 7-11, 2001. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ArqMudi/article/view/17438/9289. Acesso em: 7 jul. 2021.

OLIVEIRA, M. N.; CAMPOS, M. A. S.; SIQUEIRA, T. D. A. Coronavírus: globalização e seus reflexos no meio ambiente. BIUS-Boletim Informativo Unimotrisaúde em Sociogerontologia, v. 20, n. 14, p. 1-12, jul. 2020. Disponível em: https://www.periodicos.ufam.edu.br/index.php/BIUS/article/view/7859. Acesso em: 10 maio 2021.

CASTELO-BRANCO, M. C. A. S. H.; PEREIRA, A. M. S. A auto‑estima, a satisfação com a imagem corporal e o bem‑estar docente. Psicologia Cognitiva, v. 5, n. 2, p. 335-346, 2001. Disponível em: http://pec.ispgaya.pt/edicoes/2001/PEC2001N2/index.html. Acesso em: 27 set. 2021.

SANTOS, G. M. R. F.; SILVA, M. E.; BELMONTE, B. R. COVID-19: ensino remoto emergencial e saúde mental de docentes universitários. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, v. 21, supl. 1, p. S245-S251, fev. 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbsmi/a/b3TVbVHcCZRxkVZPFPK6PHF/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 21 ago. 2021.

TORALES, J. et al. O surto do coronavírus COVID-19 e seu impacto na saúde mental global. Jornal Internacional de Psiquiatria Social, v. 66, n. 4, p. 317-320, 2020. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32233719/. Acesso em: 25 mar. 2021.

VERSIANI, I. V. L. Lazer e pandemia: desafios e perspectivas a partir do desenvolvimento social. LICERE-Revista do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Estudos do Lazer, v. 23, n. 4, p. 554-588, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/licere/article/view/26879. Acesso em: 07 jul. 2021.

WHOQOL GROUP. The World Health Organization quality of life assessment (WHOQOL): position paper from the World Health Organization. Social science & medicine, v. 41, n. 10, p. 1403-1409, 1995. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/027795369500112K#!. Acesso em: 20 abr. 2021.

Publicado

30/06/2022

Como Citar

CUQUETTO , E. B.; PORTELA, E. M. S.; VIEIRA, Y. A. de C. A. Ensino remoto e qualidade de vida docente em cenário de pandemia. Temas em Educação e Saúde , Araraquara, v. 18, n. 00, p. e022003, 2022. DOI: 10.26673/tes.v18i00.15883. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/tes/article/view/15883. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos - Área da Educação