Colaboração do gênero textual história em quadrinhos no desenvolvimento da leitura e escrita

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30715/rbpe.v20.n1.2018.10886

Palavras-chave:

Histórias em quadrinhos, Escrita, Educar pela pesquisa.

Resumo

O presente trabalho traz como tema o uso de histórias em quadrinhos nas atividades com alunos que apresentam alguma dificuldade na aprendizagem. Tivemos como objetivo a elucidação dos fatores presentes na produção dos quadrinhos e que contribuem com o processo de desenvolvimento da leitura e da escrita. O trabalho foi realizado com um grupo de quatro alunos de anos iniciais do ensino fundamental. Foram oito encontros, duas vezes na semana. A partir da construção das histórias obteve-se a análise de conteúdo de cada produção. Através dos quadrinhos os alunos desenvolveram uma narrativa gráfica, despertando os pressupostos da escrita de uma maneira mais dinâmica. Verificou-se a presença da escrita e do desenho integrados, fazendo com que a construção de uma história e sua comunicação ficasse mais fluente. O diálogo entre os personagens favoreceu a escrita na construção. Pode-se constatar que essas atividades valorizaram a capacidade de cada aluno, buscando o conhecimento através do processo de ensino-aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josué Michels, Instituto Federal Sul-Riograndense IFSUL

Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Luterana do Brasil - ULBRA; Mestre em Biologia Vegetal pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC; Doutorando em Ensino de Ciências pela Universidade Luterana do Brasil ULBRA; Professor do Ensino Básico e Tecnológico do Instituto Federal Sul Rio-Grandense IFSUL.

Referências

ARAÚJO, G. C.; COSTA, M. A.; COSTA, E. B. As histórias em quadrinhos na educação: possibilidades de um recurso DidáticoPedagógico. Revista Eletrônica de Ciências Humanas, Letras e Artes, Uberlândia, n. 2, p. 26-27, jul./dez., 2008.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

DEMO, P. Educar pela pesquisa. 9 ed. Campinas/SP: Autores Associados, 2011.

GÓMEZ, A. M.; TÉRAN, N. Dificuldades de aprendizagem: detecção e estratégias de ajuda. Editora Grupo Cultural, 2008.

FARRELL, M. O aluno com necessidades Especiais na Escola Regular. Revista Pedagógica: Pátio , Porto alegre, a. XII, n. 48, p. 12-15, 2008/2009.

MELCHIOR, M. C. Da avaliação dos saberes à construção de competências. Novo Hamburgo/RS: Editora Premier, 2008.

PERRENOUD, Ph. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre/RS:Artmed, 1999.

RAMOS, P. A leitura dos quadrinhos. São Paulo: Contexto, 2009.

SOLÉ, I. Estratégias de leitura. 6 ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

MANTOAN, M. T. A escola flexível e a pedagogia das diferenças. Revista Pedagógica: Pátio, Porto alegre, a. XII, n. 48, p. 16-18, 2008/2009.

VERGUEIRO, W. Uso das HQ no ensino. In: VERGUEIRO, W (Org). Como usar as histórias em quadrinhos na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2004.

Downloads

Publicado

16/01/2018

Como Citar

KRÜGER, C. H.; MICHELS, J. Colaboração do gênero textual história em quadrinhos no desenvolvimento da leitura e escrita. DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação, Araraquara, v. 20, n. 1, p. 20–31, 2018. DOI: 10.30715/rbpe.v20.n1.2018.10886. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/10886. Acesso em: 17 maio. 2024.