A desigualdade sentida na migração de estudantes universitários provenientes do continente africano

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30715/doxa.v22i00.15364

Palavras-chave:

Migração, Estudantes africanos, Psicologia, Desigualdade, Universidade

Resumo

Os fluxos migratórios estão presentes há muitas décadas e possuem relação com processos sociais, culturais e territoriais. O presente artigo analisou, a partir do discurso de estudantes provenientes do continente africano matriculados em instituições de Ensino Superior, as desigualdades sentidas durante o processo deslocamento, ampliando o olhar frente ao fenômeno da migração internacional temporária e elaborando os significados atribuídos as experiências desses indivíduos. O conteúdo dos discursos foi dividido em três temas: a experiência no Brasil, o preconceito vivido e as marcas da migração. Ao longo do estudo ficou claro que esses fatores atravessaram a vida desses jovens e permearam suas permanências dentro das universidades Brasileiras, sendo eles indicadores de como a diversidade vêm sendo tratada por nossa sociedade atualmente. Ficou evidente a necessidade de as Universidades possuírem melhor preparo na recepção e ambientação desses alunos, afim de minimizar as desigualdades de oportunidades, aumentando as possibilidades de um diálogo intercultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise Miranda de Figueiredo, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo – SP

Membro do grupo de Estudo e Pesquisa Família e Comunidade (GEPFAC) da Escola Paulista de Enfermagem.

Ana Lucia de Moraes Horta, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo – SP

Chefe do Departamento de Saúde Coletiva da UNIFESP/EPE. Doutorado em Enfermagem (USP).

Rosa Maria Stefanini de Macedo, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), São Paulo – SP

Coordenadora do Núcleo de Família e Comunidade do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica. Doutorado em Psicologia Clínica (PUC).

Referências

AMARAL, J. B. Atravessando o Atlântico: o Programa Estudante Convênio de Graduação e a cooperação educacional brasileira. Brasília-DF. 2013. 145 p. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação) – Centro de Estudos Avançados (CEAM), Universidade de Brasília (UnB), Brasília, DF, 2013.

BARRETO, L.; COUTINHO, M.; RIBEIRO, C. Qualidade de vida no contexto migratório: um estudo com imigrantes africanos residentes em João Pessoa-PB, Brasil. Mudanças-Psicologia da Saúde, São Bernardo do Campo, v. 17, n. 2, p. 116-122, jul./dez. 2009.

BROOKS, R.; WATERS, J. Student mobilities, migration and the internationalization of higher education. London: Palgrave Macmillan, 2011.

FIGUEIREDO, D. M. Diálogos interculturais dentro de uma universidade brasileira. 2013. 166 f. Dissertação (Doutorado em Psicologia) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.

FIGUEIREDO, J. M. Fluxos migratórios e cooperação para o desenvolvimento: realidades compatíveis no contexto europeu? Lisboa: Observatório da Imigração, ACIME, 2005. v. 3.

GUSMÃO, N. M. “Na Terra do Outro”: a presença de invisibilidade de estudantes africanos no Brasil, hoje. Dimensões, Vitória, v. 26, n. 1, p. 191-204, 2011.

GUSMÃO, N. M. África, Portugal e Brasil: um novo Triângulo das Bermudas? Cadernos CERU, Campinas, v. 23, n. 2, p. 51-62, dez. 2012. DOI: doi.org/10.11606/issn.2595-2536.v23i2p51-62

KALY, A. P. O Ser Preto africano no "paraíso terrestre" brasileiro: Um sociólogo senegalês no Brasil. Lusotopie, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1, p. 105-121, out. 2001.

LANGA, E. N. B. Diáspora Africana no Ceará - Representações sobre as festas e as interações afetivo-sexuais de estudantes africano(a)s em Fortaleza. Revista Lusófona de Estudos Culturais, Porto, v. 2, n. 1, p. 102-122, jun. 2014.

LIMA, L. S; FEITOSA, G. G. Sair da áfrica para estudar no Brasil: fluxos em discussão. Psicol. Soc., Belo Horizonte, v. 29, e162231, ago. 2017.

LIMA, M.; VALA, J. As Novas Formas de Expressão do Preconceito e do Racismo. Estudos de Psicologia, Natal, v. 9, n. 3, p. 401-411, dez. 2004.

MALOMANO, B.; FONSECA, D. J.; BADI, M. K. Diáspora africana e migração na era da globalização: experiências de refúgio, estudo, trabalho. Curitiba, PR: CRV, 2015.

MENDES, C. F. Uma vitrine do Brasil: telenovelas brasileiras entre estudantes africanos. 2012. 190 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2012.

MÜLLER, M. et al. Educação e diferenças: os desafios da Lei 10.639/03. Cuiabá, MG: Ed. UFMT, 2009.

NHAGA, B. Fluxos migratórios dos estudantes africanos para o Brasil: sistema de integração de estudantes africanos nas universidades públicas do Nordeste (UFCG, UFPB e UFPE). 2013. 156 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, PB, 2013.

OLWIG, K. F.; VALENTIM, K. Mobility, Education and Life Trajectories: New and Old Migratory Pathways. Identities: Global Studies in Culture and Power, v 22. n. 3, p. 247-257, 2015.

PEC-G. Programa de Estudantes-Convênio de Graduação. Divisões de temas educacionais e língua portuguesa (DELP). Disponível em: http://www.dce.mre.gov.br/PEC/PECG.php. Acesso em: 22 maio 2020.

SARLO, B. Tempo passado: cultura da memória e guinada subjetiva. São Paulo, SP: Companhia das Letras, 2007.

SAWAIA, B. As artimanhas da exclusão. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

SILVA, M. M. Contribuições metodológicas para análise das migrações. In: DEMARTINE, Z. B. F.; TRUZZI, O. (org.). Estudos migratórios, perspectivas metodológicas. São Carlos, SP, 2005.

SILVA, P.; ROSEMBERG, F. Brasil: lugares de negros e brancos na mídia. In: DIJK, T. A. V. (org.). Racismo e Discurso na América Latina. São Paulo, SP: Contexto, 2008. p. 74-117.

SUBUHANA, C. A experiência sociocultural de universitários da África Lusófona no Brasil: entremeando histórias. Pro-Posições, Campinas, v. 20, n. 1, p. 103-126, abr. 2009.

SUBUHANA, C. Estudar no Brasil: imigração temporária de estudantes moçambicanos do Rio de Janeiro. 2005. 156 f. Dissertação (Doutorado em Serviço Social) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2005.

TAJFEL, H. Grupos humanos e categorias sociais. Lisboa, Portugal: Livros Horizonte, 1982.

TCHAM, I. A África fora de casa: sociabilidade, trânsito e conexões entre os estudantes africanos no Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Antropologia) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE. 2012.

TEIXEIRA, M. Relações raciais na sociedade brasileira. 2. ed. Cuiabá, MG: UAB/EdUFMT, 2010.

Publicado

01/10/2021

Como Citar

FIGUEIREDO, D. M. de; HORTA, A. L. de M. .; MACEDO, R. M. S. de . A desigualdade sentida na migração de estudantes universitários provenientes do continente africano. DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação, Araraquara, v. 22, n. 00, p. e021014, 2021. DOI: 10.30715/doxa.v22i00.15364. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/15364. Acesso em: 27 nov. 2021.