Cultura clássica, ópera e literatura na produção juvenil contemporânea: análise da obra La Traviata, por Lee Gyeong Hye, com ilustrações de Aurelia Fronty

Autores

  • Eliane Aparecida Galvão Ribeiro Ferreira Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Câmpus de Assis-SP
  • Claudia Valéria Penavel Binato

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n3.9759

Palavras-chave:

Ópera. Estética da recepção. Cultura clássica.

Resumo

Este texto tem por objetivo apresentar uma análise da obra La Traviata, adaptada por Lee Gyeong Hye (2012) e ilustrada por Aurelia Fronty, a partir da ópera clássica homônima de Giuseppe Verdi. Para a consecução do objetivo, busca-se apresentar uma reflexão fundamentada pela Estética da Recepção acerca do que propicia o prazer na leitura e quais elementos determinam o papel do leitor implícito. Constrói-se a hipótese de que a estratégia de Hye de resgatar uma ópera clássica e adaptá-la sob a forma de narrativa ilustrada para o jovem leitor, tanto lhe faculta contato com um texto atraente, lúdico e crítico que o conduzirá à reflexão, quanto amplia seus conhecimentos, por meio do resgate da memória cultural. 

Biografia do Autor

Eliane Aparecida Galvão Ribeiro Ferreira, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Câmpus de Assis-SP

Graduada em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP (1988), mestrada, com linha de pesquisa em Literatura e Ensino, e doutorada,
com linha de pesquisa em Literatura e Vida Social, ambos na área de Literaturas de Língua Portuguesa, pela UNESP, câmpus de Assis-São Paulo. Experiência nas áreas de
Literatura, Leitura e Ensino, com ênfase em Formação do Leitor. Temas de pesquisa mais recorrentes: leitura, literatura infantil e juvenil, e formação de leitores. Professora assistente doutora na graduação da Faculdade de Ciências e Letras – FCL da UNESP e no Programa de Mestrado Profissional em Letras (Profletras), câmpus de Assis. Membro dos Grupos de Pesquisa Leitura e Literatura na Escola (UNESP Assis-SP) e Discursos sobre Trabalho, Tecnologia e Identidades (UTFPRCuritibaPR).
E Membro do Grupo de Trabalho “Leitura e Literatura Infantil e Juvenil”, junto a ANPOLL. Contato: eliane@assis.unesp.br.

Referências

ARISTÓTELES. Arte poética. Trad. Pietro Nassetti. São Paulo: Martin Claret, 2006.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do Método Sociológico na Ciência da Linguagem. Trad. Michel Lahud; Yara F. Vieira. 7.ed. São Paulo: Hucitec, 1995.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Trad. Maria Ermantina Galvão. 3.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

BARROS, Diana Pessoa de. Dialogismo, polifonia e enunciação. In: BARROS, Diana Pessoa de; FIORIN, José Luiz (orgs.). Dialogismo, polifonia, intertextualidade: em torno de Bakhtin. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1999, p.1-9.

BOURNE, Joyce. Ópera: os grandes compositores e as suas obras-primas. Prólogo de Lord Harewood e Bryn Terfel. Lisboa: Editorial Estampa Ltda., 2008.

CAPITU.GLOBO.COM, 2016. Disponível em: <http://capitu.globo.com/ /Capitu/0,16142,00.html>. Acesso em: 10 nov. 2016.

COCA, Adriana Pierre. A intermidialidade na ficção televisual contemporânea: os diálogos possíveis na microssérie Capitu. In: Revista Curitiba, v. 16, n. 2, p.102-115, jul./dez. 2013. Disponível em: <http://interin.utp.br/index.php/vol11/article/view/293>. Acesso em: 10/nov/2016.

DUMAS FILHO, Alexandre. A dama das camélias. Trad. Renata Cordeiro. Apres. Nanami Sato. São Paulo: Nova Alexandria, 1996.

ECO, Umberto. Sobre literatura. Rio de Janeiro: Record, 2003.

FTD EDUCAÇÃO. Disponível em: <http://www.ftd.com.br/detalhes/?id=5317>. Acesso em: 10/nov/2016.

GOMES, Carlos Magno. Deslocamento sociais na ópera e na literatura. In: Revista Fórum Identidades. Itabaiana: Gepiadde, ano 6, vol. 11, jan.-jun. 2012, p.171-184.

ISER, Wolfgang. O ato da leitura: uma teoria do efeito estético. Trad. Johannes Kretschmer. São Paulo: Ed. 34, 1999. vol.2.

HYE, Lee Gyeong. La Traviata: Giuseppe Verdi. Adapt. Han Mi-Ho. Ilustr. Aurelia Fronty. Trad. Heloisa Prieto. São Paulo: FTD, 2012.

MACHADO, Irene A. Conteúdo e metodologia da Língua Portuguesa: Literatura e redação. São Paulo: Scipione, 1994.

MARCUSCHI, Luis Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MARCUSCHI, Luis Antônio. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONISIO, Anna Rachel Machado; BEZERRA, Maria Auxiliadora (orgs.). Gêneros textuais e ensino. São Paulo: Parábola Editorial, 2010, p.19-38.

NITRINI, Sandra. Literatura Comparada: história, teoria e crítica. 3. ed. São Paulo: EdUSP, 2010.

RODRIGUES, Nelson Antônio Dutra. Os estilos literários e letras de música popular brasileira. São Paulo: Arte & Ciência, 2003.

SLADE, Peter. O jogo dramático infantil. São Paulo: Summus, 1978.

Downloads

Publicado

25/12/2016

Como Citar

Ferreira, E. A. G. R., & Binato, C. V. P. (2016). Cultura clássica, ópera e literatura na produção juvenil contemporânea: análise da obra La Traviata, por Lee Gyeong Hye, com ilustrações de Aurelia Fronty. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 563–578. https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n3.9759

Edição

Seção

Artigos