Trabalho docente voluntário na educação superior: precarização das condições de trabalho na Argentina, Brasil e Chile

Savana Diniz Gomes Melo, Suzana Gomes dos Santos

Resumo


O trabalho docente tem passado por profundas transformações resultantes de sucessivas e imbricadas reformas educativas promovidas na educação superior nas últimas décadas, que buscam atender requerimentos do capitalismo. Nesse processo tem-se verificado o surgimento e/ou crescimento do trabalho docente voluntário. Tal fato tem impulsionado estudos sobre essa temática. Esse artigo oferece uma contribuição nesse sentido, expondo a experiência desse tipo de trabalho em três países: Argentina, Brasil e Chile.  Partindo de revisão de literatura, o estudo de caráter exploratório que originou este artigo contou com entrevistas com professores desses países. O pressuposto orientador do estudo toma o trabalho docente voluntário como um contributo, dentre tantos, para a precarização e a intensificação do trabalho docente nas universidades. As entrevistas apontaram elementos que ratificam tal pressuposto e evidenciam a necessidade de ampliação e aprofundamento teórico de investigações sobre a temática e sua articulação às transformações do trabalho em geral, no capitalismo contemporâneo.

Palavras-chave


Trabalho Docente Voluntário; Precarização; Educação Superior; Argentina, Brasil e Chile

Texto completo:

PDF/A PDF/A (English)

Referências


BERNARDO, J. Economia dos conflitos sociais. São Paulo: Cortez, 1991.

BOSI, A. P. A precarização do trabalho docente nas instituições de ensino superior no Brasil nesses últimos 25 anos. Educ. Soc., Campinas, vol. 28, n. 101, p. 1503-1523, set./dez. 2007. Disponível em . Acesso em: 05 abr. 2020.

CABRALES SALAZAR, O. Los nuevos modelos de gestión en las universidades y en el trabajo docente en Colombia. RPGE - Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 22, n. esp.1, p. 193-208, mar., 2018. Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2020.

CANTILLANA-BARAÑADOS, R.; PORTILLA-VÁSQUEZ, I. Por la senda de los ‘profesores taxis’: los efectos de la desprofesionalización académica en educación superior. Una aproximación cualitativa desde Chile. Cultura-hombre-sociedad, 29(1), 2019, 306-330.

FERRO, O. M. dos R.; SILVA, I. A. da. O trabalho docente no ensino superior: da base técnica manufatureira contida na didática comeniana à flexibilização, simplificação e precarização do trabalho na contemporaneidade. RPGE - Revista on line de Política e Gestão Educacional, [S.l.], n. 13, feb. 2017. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2020.

GUIMARAES, V. N.; SOARES, S. V.; CASAGRANDE, M. D. H. Trabalho docente voluntário em uma Universidade Federal: nova modalidade de trabalho precarizado? Educ. rev., Belo Horizonte , v. 28, n. 3, p. 77-101, set. 2012. Disponível em: . Acesso em: 02 out. 2019.

KRAWULSKIL, E.; BOEHSLL, S. T. M; CRUZLLL, K. O.; MEDINA, P. F. Docência voluntária na aposentadoria: transição entre o trabalho e o não trabalho. Psicol. teor. prat. São Paulo, v. 19, n. 1, p. 55-66, abr. 2017 . Disponível em . Acesso em 29 mai. 2019.

KRAWULSKI, E., RIBEIRO, A. C. A. Aposentadoria, docência e trabalho voluntário: tecendo aproximações. In: QUIROGA, V. F.; CATTANEO, M. R. (Orgs.). Transformaciones en las organizaciones del trabajo: salud y ampliación de ciudadanía. 1. ed. Rosario, Argentina. Editora da Universidad Nacional de Rosario. I, 2013, p. 239-245.

MOREIRA, F. A.; SILVA, M. V. Trabalho docente na esfera pública: controvérsias e vicissitudes sob a ótica dos sujeitos da educação. RPGE - Revista on line de Política e Gestão Educacional, [S.l.], n. 10, jan. 2017. Disponível em: . Acesso em 02 jan. 2020.

RIVIERA, F. Construir la Patria Nueva. Los trabajos voluntarios en la Universidad Técnica del Estado (Chile, 1964-1973). Revista La Cañada: pensamiento filosófico chileno, 3, 2012, 201-225.

RHODEN, J.L.M.; BOLZAN, D.P.V. “LONGEDOCÊNCIA” NO ENSINO SUPERIOR: o (re) investimento de professores voluntários após a aposentadoria. Cad. Pesq., v. 26, n. 3, jul. /set. 2019. 164-186. Disponível em: . Acesso em 12 jan. 2020.

RIBEIRO, L. J. B.; SMEHA, L. N. O que me leva a continuar? A permanência do professor universitário aposentado no exercício de sua profissão. Disciplinar um Scientia Série Ciências Humanas, 10(1),179-194, 2009.

Disponível em: http://sites.unifra.br/Portals/36/Artigos%202009%20CH/13.pdf.

Acesso em 18 set. 2019.

SGUISSARDI, V.; SILVA JÚNIOR, J. R. Trabalho intensificado nas federais: pós-graduação e produtivismo acadêmico. São Paulo: Xamã, 2009.

SILVA JÚNIOR, J. dos R. The New Brazilian University - A busca por resultados comercializáveis: para quem? Marília: Projeto Editorial Práxis, Rede de Estudos sobre o Trabalho, 2017.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp1.13787



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.