Trabalho docente voluntário na educação superior: precarização das condições de trabalho na Argentina, Brasil e Chile

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp1.13787

Palavras-chave:

Trabalho Docente Voluntário, Precarização, Educação Superior, Argentina, Brasil e Chile

Resumo

O trabalho docente tem passado por profundas transformações resultantes de sucessivas e imbricadas reformas educativas promovidas na educação superior nas últimas décadas, que buscam atender requerimentos do capitalismo. Nesse processo tem-se verificado o surgimento e/ou crescimento do trabalho docente voluntário. Tal fato tem impulsionado estudos sobre essa temática. Esse artigo oferece uma contribuição nesse sentido, expondo a experiência desse tipo de trabalho em três países: Argentina, Brasil e Chile.  Partindo de revisão de literatura, o estudo de caráter exploratório que originou este artigo contou com entrevistas com professores desses países. O pressuposto orientador do estudo toma o trabalho docente voluntário como um contributo, dentre tantos, para a precarização e a intensificação do trabalho docente nas universidades. As entrevistas apontaram elementos que ratificam tal pressuposto e evidenciam a necessidade de ampliação e aprofundamento teórico de investigações sobre a temática e sua articulação às transformações do trabalho em geral, no capitalismo contemporâneo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Savana Diniz Gomes Melo, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Pós Doutora pela Universidade de La Coruña, Espanha e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mestre em Educação pela UFMG. Doutora em Educação pela UFMG e Universidade Generala San Martin (UNSAM), Argentina. Professora Associada vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação (FaE), da UFMG  Integra o Grupo de Pesquisa-ação sobre a Universidade (Universitátis/FaE/UFMG).

Suzana dos Santos Gomes, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Pós Doutora pela Universidade de Lisboa (UL) e Universidade de São Paulo - USP. Professora Associada da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutora e Mestre em Educação pela UFMG. Professora e Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação: Conhecimento e Inclusão Social. Integra o Grupo de Pesquisa-ação sobre a Universidade (Universitátis/FaE/UFMG).

Referências

BERNARDO, J. Economia dos conflitos sociais. São Paulo: Cortez, 1991.

BOSI, A. P. A precarização do trabalho docente nas instituições de ensino superior no Brasil nesses últimos 25 anos. Educ. Soc., Campinas, vol. 28, n. 101, p. 1503-1523, set./dez. 2007. Disponível em <https://www.scielo.br/pdf/es/v28n101/a1228101.pdf> . Acesso em: 05 abr. 2020.

CABRALES SALAZAR, O. Los nuevos modelos de gestión en las universidades y en el trabajo docente en Colombia. RPGE - Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 22, n. esp.1, p. 193-208, mar., 2018. Disponível em: <https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/10790/7198>. Acesso em: 10 fev. 2020.

CANTILLANA-BARAÑADOS, R.; PORTILLA-VÁSQUEZ, I. Por la senda de los ‘profesores taxis’: los efectos de la desprofesionalización académica en educación superior. Una aproximación cualitativa desde Chile. Cultura-hombre-sociedad, 29(1), 2019, 306-330.

FERRO, O. M. dos R.; SILVA, I. A. da. O trabalho docente no ensino superior: da base técnica manufatureira contida na didática comeniana à flexibilização, simplificação e precarização do trabalho na contemporaneidade. RPGE - Revista on line de Política e Gestão Educacional, [S.l.], n. 13, feb. 2017. Disponível em: <https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9335/6187>. Acesso em: 05 abr. 2020.

GUIMARAES, V. N.; SOARES, S. V.; CASAGRANDE, M. D. H. Trabalho docente voluntário em uma Universidade Federal: nova modalidade de trabalho precarizado? Educ. rev., Belo Horizonte , v. 28, n. 3, p. 77-101, set. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-46982012000300004&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 02 out. 2019.

KRAWULSKIL, E.; BOEHSLL, S. T. M; CRUZLLL, K. O.; MEDINA, P. F. Docência voluntária na aposentadoria: transição entre o trabalho e o não trabalho. Psicol. teor. prat. São Paulo, v. 19, n. 1, p. 55-66, abr. 2017 . Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-36872017000100004&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 29 mai. 2019.

KRAWULSKI, E., RIBEIRO, A. C. A. Aposentadoria, docência e trabalho voluntário: tecendo aproximações. In: QUIROGA, V. F.; CATTANEO, M. R. (Orgs.). Transformaciones en las organizaciones del trabajo: salud y ampliación de ciudadanía. 1. ed. Rosario, Argentina. Editora da Universidad Nacional de Rosario. I, 2013, p. 239-245.

MOREIRA, F. A.; SILVA, M. V. Trabalho docente na esfera pública: controvérsias e vicissitudes sob a ótica dos sujeitos da educação. RPGE - Revista on line de Política e Gestão Educacional, [S.l.], n. 10, jan. 2017. Disponível em: <https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9300/6164>. Acesso em 02 jan. 2020.

RIVIERA, F. Construir la Patria Nueva. Los trabajos voluntarios en la Universidad Técnica del Estado (Chile, 1964-1973). Revista La Cañada: pensamiento filosófico chileno, 3, 2012, 201-225.

RHODEN, J.L.M.; BOLZAN, D.P.V. “LONGEDOCÊNCIA” NO ENSINO SUPERIOR: o (re) investimento de professores voluntários após a aposentadoria. Cad. Pesq., v. 26, n. 3, jul. /set. 2019. 164-186. Disponível em: <http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/12757/6906>. Acesso em 12 jan. 2020.

RIBEIRO, L. J. B.; SMEHA, L. N. O que me leva a continuar? A permanência do professor universitário aposentado no exercício de sua profissão. Disciplinar um Scientia Série Ciências Humanas, 10(1),179-194, 2009.

Disponível em: http://sites.unifra.br/Portals/36/Artigos%202009%20CH/13.pdf.

Acesso em 18 set. 2019.

SGUISSARDI, V.; SILVA JÚNIOR, J. R. Trabalho intensificado nas federais: pós-graduação e produtivismo acadêmico. São Paulo: Xamã, 2009.

SILVA JÚNIOR, J. dos R. The New Brazilian University - A busca por resultados comercializáveis: para quem? Marília: Projeto Editorial Práxis, Rede de Estudos sobre o Trabalho, 2017.

Publicado

06/07/2020

Como Citar

GOMES MELO, S. D.; GOMES, S. dos S. Trabalho docente voluntário na educação superior: precarização das condições de trabalho na Argentina, Brasil e Chile. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 24, n. esp1, p. 909–937, 2020. DOI: 10.22633/rpge.v24iesp1.13787. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/13787. Acesso em: 28 set. 2021.