O corpo como mercadoria nos anúncios/perfis de homens gays no Lampião da Esquina e no Grindr

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30715/doxa.v22i2.14395

Palavras-chave:

Corpo, Lgbtqia , Mercadoria, Mídias sociais

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar os anúncios de homens gays no jornal Lampião da Esquina e no aplicativo Grindr, com o intuito de compreender os sentidos atribuídos por estes sujeitos à midiatização do corpo na busca por parceiros em contextos históricos diferentes. Assim como de identificar os aspectos comuns no processo de busca por parceiros nestes meios de socialização e descrever quais parâmetros são utilizados com maior frequência na busca por parceiros nestes instrumentos. Para alcançar os objetivos propostos nos apropriamos dos pressupostos teórico-metodológicos da netnografia. Foram analisados três perfis no Lampião da Esquina e três no Grindr. Para a produção dos dados, utilizamos os dados arquivais contidos nos anúncios do jornal Lampião da Esquina e no aplicativo Grindr. Os resultados da pesquisa evidenciam semelhanças na forma de apresentação dos usuários do Lampião da esquina, com os do Grindr. Assim como encontramos conexões com relação aos aspectos e parâmetros utilizados na busca por parceiros como porte físico, gostos semelhantes, padrões de vida, raça, entre outros. Inferimos, que as práticas utilizadas se assemelham no destaque atribuído ao corpo e ao fator mercantil de tal, portanto, sendo basicamente o corpo enquanto físico e esteticamente agradável o mais atrativo na escolha deles.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mesaque Silva Correia, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina – PIR

Professor no Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino (DMTE). Doutorado em Educação Física (USJT).

Marcos Antônio Ângelo da Silva, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina – PI

Mestrando no Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais.

Jamil Oliveira Leite, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina – PI

Licenciado e Bacharel em Educação Física

Thayna Larissa Soares de Oliveira, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina – PI

Graduada em Comunicação Social - Jornalismo e Educação Física. Membro do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação e Educação Física Escolar GEPEEFE/UFPI

Weslley da Silva Rodrigues, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina – PI

Graduado em Educação Física. Membro do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação e Educação Física Escolar GEPEEFE/UFPI

Referências

AHLM, J. Respectable promiscuity: digital cruising in an era of queer liberalism. Sexualities, v. 20, n. 3, p. 364-379, 2017.

ALMEIDA, D. M. Vi. Sou gay, porém totalmente discreto: os estereótipos e a criação do ethos em um site de relacionamento gay. ReVeLe, v. 6, n. 3, p. 34-46, 2011.

ANDRADE, E. R; SILVA, T. T. Excesso e positividade na constituição do sujeito: uma reflexão sobre aplicativos de relacionamento. Revista Mídia e Cotidiano, Artigo Seção Livre, v. 13, n. 3, p. 23-31, 2019.

BANDEIRA, M. L. G. Será que ele é? Sobre quando Lampião da Esquina. colocou as Cartas na Mesa. 2006. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.

BARROS, P. E; BARRETO, R. M. Corpo negro e pornografa a fantasia do negro pauzudo. Bagoas - Estudos gays: gêneros e sexualidades. v. 19, n. 3, p. 301-315, 2018.

BOURDIEU, P. O senso prático. Petrópolis: Vozes, 2009.

DUTRA, J. L. Onde você comprou esta roupa tinha para homem? A construção de masculinidades nos mercados alternativas de moda, In: GOLDENBERR, M. (Org.). Nu e vestido: dez antropólogos revelam a cultura do corpo carioca. Rio de Janeiro: Record, 2007. p. 19-40.

ECCEL, C. S.; SARAIVA, L. A. S. Masculinidade, auto-imagem e preconceito: um estudo das representações sociais de homossexuais. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 33., 2009, São Paulo. Anais [...] São Paulo: ANPAD, 2009.

GASKINS, S. M, P. J; CORSARO, W. A. Theoretical and methodological perspectives. New directions for child development. San Francisco, CA: Jossey-Bass, 1992. v. 58.

JUNIOR, A. B. Corpo, masculinidade e efeminização: uma análise da produção dos sujeitos homossexuais on-line. Letras, Santa Maria, v. 24, n. 48, p. 303-322, 2014.

KOZINETS, R. V. Netnografia: realizando pesquisa etnográfica online. Porto Alegre: Penso, 2014.

LANDOVITZ, R. J; TSENG, C. H; WEISSMAN, M; HAYMER, M; MENDENHALL, B; ROGERS, K; SHOPTAW, S. Epidemiology, sexual risk behavior, anda HIV prevetion practices of men who have sex with men using Grindr in Los Angeles, California. Journal of Urban Health, v. 90, n. 4, p. 729-739, 2012.

LAU, H. D; FERREIRA, W. J. Estereótipos da comunidade gay enquanto ser virtual. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM COMUNICAÇÃO, 7., 2015, Salvador. Anais [...]. Salvador, BA: Universidade Estadual da Bahia, 2015.

MOTTA, F. “À luz do Lampião”. Revista Júnior, v. 12, n. 2, p. 40-43, 2009.

OLIVEIRA, T. L. S. Um sorriso para foto: narrativas de uma ex-chacrete sobre a construção do hipercorpo pelo discurso. 2019. Monografia (Trabalho de Conclusão do Curso de Educação Física) – Universidade Federal do Piauí, 2019.

PELÚCIO, L. Afetos, mercado e masculinidades contemporâneas: notas iniciais de uma pesquisa em aplicativos móveis para relacionamentos afetivos/sexuais. Contemporânea, v. 6, n. 2 p. 309-333, 2016.

PEREIRA, S. J. N; AYROSA, E. A. T. Corpos consumidos: cultura de consumo gay carioca. Organ. Soc., v. 19, n. 1, p. 45-67, 2012.

RICE, E; HOLLOWAY, I. W; WINETROBE, H; RHOADES, H; BARMAN-ADHIKARI, A; GIBBS, J; DUNLAP, S. Sex risk among young men who have sex with men who use Grindr, a smartphone geosocial networking application. Journal of AIDS and Clinical Research, v. 4, n. 2, p. 1-8, 2012.

SILVA, F. C. L. Rebolando para entender os memes: performatividade masculina e disputas identitárias em festas gays e linguagem da internet. Revista Habitus, v. 16, n. 1, p. 65-78, 2018.

SILVA, W. C; CORREIA, M. S. Racismo, preconceito e discriminação no futsal profissional piauiense. FIEP BULLETIN, v. 90, n. 1, p. 23-29, 2020.

SOARES, M. D; BARBOSA, J. F. O corpo ideal: representação de corpo na subjetividade e contemporaneidade. Doxa: Rev. Bras. Psico. e Educ., Araraquara, v. 22, n. esp. 1, p. 238-254, 2020.

THOMPSON, C; HIRSCHMAN, E. C. Understanding the Socialized Body: A poststructuralist analysis of consumers. Journal of Consumer Research, v. 22, n. 1, p. 45-58, 1995a.

THOMPSON, C; HIRSCHMAN, E. C. Compreendendo o corpo socializado: uma análise pós-estruturalista das autoconcepções, imagens corporais e práticas de autocuidado dos consumidores. Journal of consumer Research, v. 22, n. 3, p. 89-107, 1995b.

ZAGO, L. F; SANTOS, L. H. S. Corpo, gênero e sexualidades gays na corda bamba ético-metodológica: um percurso possível de pesquisa na internet. Cronos: R. Pós-Grad. Ci. Soc., Natal, v. 12, n. 2, p. 39-56, 2011.

ZAGO, L. F. “Caça aos homens disponíveis”: corpo, gênero e sexualidade na biossociabilidade gay online. Sexualidad, Salud y Sociedad - Revista Latinoamericana, v. 13, n. 2, p. 12-23, 2013.

Publicado

31/08/2020

Como Citar

CORREIA, M. S.; SILVA, M. A. Ângelo da; LEITE, J. O.; OLIVEIRA, T. L. S. de; RODRIGUES, W. da S. O corpo como mercadoria nos anúncios/perfis de homens gays no Lampião da Esquina e no Grindr. DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação, Araraquara, v. 22, n. 2, p. 471–491, 2020. DOI: 10.30715/doxa.v22i2.14395. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/14395. Acesso em: 13 abr. 2021.