Contribuições para a prática da psicologia escolar e educacional em situações de luto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30715/doxa.v24i00.17209

Palavras-chave:

Luto, Educação em relação à morte, Psicologia escolar

Resumo

Apesar de situações de luto não serem raras em escolas e de impactarem o desempenho acadêmico dos estudantes, sabe-se da dificuldade em abordar a educação sobre a morte nessas instituições. No intuito de contribuir para a prática de psicólogas escolares e educacionais no manejo de situações de luto, este estudo objetivou revisar o respectivo estado da arte disponível nas bases de dados PePSIC, SciELO Brasil e Catálogo de Teses e Dissertações CAPES, sem restrição de data de publicação. Procedeu-se também a uma análise textual qualitativa de estudos selecionados, por meio de uma Classificação Hierárquica Descendente no software Iramuteq. Os resultados foram categorizados em categorias de análise que indicam, por um lado, o reconhecimento da necessidade de ações de educação sobre a morte e o luto e, por outro lado, as dificuldades de implementá-las no contexto escolar. Assim, propõem-se orientações complementares e específicas para a atuação de psicólogas nesse contexto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raul Bruno Tibaldi Nascimento, Universidade Federal de Mato Grosso

Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia.

Referências

ALVES, E. G. R.; KOVÁCS, M. J. Morte de aluno: luto na escola. Psicologia Escolar e Educacional, v. 20, n. 2, p. 403–406, 2016.

ASPINALL, S. Y. Educating children to cope with death: A preventive model. Psychology in the Schools, v. 33, n. 4, p. 341–349, 1996.

AYYASH-ABDO, H. Childhood Bereavement. School Psychology International, v. 22, n. 4, p. 417–433, 2001.

BRASIL, Ministério da Saúde. Banco de dados do Sistema Único de Saúde - DATASUS. Informações de Saúde, Sistema de Informações sobre Mortalidade. Brasília, DF: MS, 2022. Disponível em: https://datasus.saude.gov.br/mortalidade-desde-1996-pela-cid-10. Acesso em: 25 ago. 2022.

BROWN, J. A.; JIMERSON, S. R.; COMERCHERO, V. A. Cognitive Development Considerations to Support Bereaved Students: Practical Applications for School Psychologists. Contemporary School Psychology, v. 19, n. 3, p. 103–111, 2015.

CAMARGO, B. V.; JUSTO, A. M. IRAMUTEQ: Um software gratuito para análise de dados textuais. Temas em Psicologia, v. 21, n. 2, p. 513–518, 2013.

CARVALHO, E. C.; CARVALHO, L. V. Infância, perda e educação. Revista Psicologia em Pesquisa, v. 13, n. 3, p. 73–92, 2020.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA (CFP). Atribuições Profissionais do Psicólogo no Brasil. Brasília, DF:CFP, 2008. Disponível em: https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2008/08/atr_prof_psicologo.pdf. Acesso em: 25 ago. 2022.

CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA (CFP). Psicólogas(os) e assistentes sociais na rede pública de educação básica: orientações para regulamentação da Lei no 13.935, de 2019. Brasília, DF: CFP, 2021. 50 p.

COSTELLOE, A.; MINTZ, J.; LEE, F. Bereavement support provision in primary schools: an exploratory study. Educational Psychology in Practice, v. 36, n. 3, p. 281–296, 2020.

DANTAS, J. B.; BORGE, J. E. R.; DUTRA, A. B. Entre a morte e a experiência da finitude: histórias e diálogos com o contemporâneo. Rev. NUFEN, Belém, v. 13, n. 1, p. 41–55, 2021.

DOMINGOS, B.; MALUF, M. R. Experiências de perda e de luto em escolares de 13 a 18 anos. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 16, n. 3, p. 577–589, 2003.

DYREGROV, A. et al. Teachers’ perception of bereaved children’s academic performance. Advances in School Mental Health Promotion, v. 8, n. 3, p. 187–198, 2015.

ELSNER, T. L.; KRYSINSKA, K.; ANDRIESSEN, K. Bereavement and educational outcomes in children and young people: A systematic review. School Psychology International, v. 43, n. 1, p. 55–70, 2022.

GIARETTON, D. W. L. et al. A escola ante a morte e a infância: (des)construção dos muros do silêncio. Revista Brasileira de Educação, v. 25, e250035, 2020.

GOROSABEL-ODRIOZOLA, M.; LEÓN-MEJÍA, A. La muerte en educación infantil: algunas líneas básicas de actuación para centros escolares. Psicología Educativa, v. 22, n. 2, p. 103–111, 2016.

JEROME, A. Comforting children and families who grieve: Incorporating spiritual support. School Psychology International, v. 32, n. 2, p. 194–209, 2011.

KOVÁCS, M. J. Educação para a morte. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 25, n. 3, p. 484–497, 2005.

KOVÁCS, M. J. Educadores e a morte. Psicologia Escolar e Educacional, v. 16, n. 1, p. 71–81, 2012.

LANE, N.; ROWLAND, A.; BEINART, H. “No Rights or Wrongs, No Magic Solutions”: Teachers’ Responses to Bereaved Adolescent Students. Death Studies, v. 38, n. 10, p. 654–661, 2014.

MAEDA, T. S. Cemitério é lugar de criança? A visita guiada ao Cemitério Consolação como recurso para abordar a educação sobre a morte nas escolas. 2017. 139 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.

MELES, M. C. O adolescente vivenciando o luto pela morte de um dos genitores: repercussões na esfera escolar. 2014. 105 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, SP, 2014.

MELLO, G. R. E.; LIMA, L. P.; MOTA, D. C. B. Percepções e vivências do luto infantil: uma revisão narrativa da literatura brasileira. Revista Saber Digital, v. 14, n. 1, p. 70, 2021.

OPENSHAW, L. L. School-based support groups for traumatized students. School Psychology International, v. 32, n. 2, p. 163–178, 2011.

PAGE, M. J. et al. The PRISMA 2020 statement: an updated guideline for reporting systematic reviews. BMJ, v. 372, n. 71, 2021.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educ., Curitiba, v. 6, n. 19, p. 37–50, 2006.

SANDOVAL, J.; SCOTT, A. N.; PADILLA, I. Crisis counseling: An overview. Psychology in the Schools, v. 46, n. 3, p. 246–256, 2009.

SERVATY-SEIB, H. L.; PETERSON, J.; SPANG, D. Notifying individual students of a death loss: practical recommendations for schools and school counselors. Death Studies, v. 27, n. 2, p. 167–186, 2003.

TABACZINSKI, C.; FRIGHETTO, J. Educação emocional em processos de luto na creche. Aletheia, v. 50, n. 1–2, p. 154–160, 2017.

Publicado

25/05/2023

Como Citar

NASCIMENTO, R. B. T. Contribuições para a prática da psicologia escolar e educacional em situações de luto. DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação, Araraquara, v. 24, n. 00, p. e023003, 2023. DOI: 10.30715/doxa.v24i00.17209. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/17209. Acesso em: 25 fev. 2024.