Estilos de aprendizagem dos estudantes da disciplina de endodontia de uma universidade privada no sul do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v25i2.14698

Palavras-chave:

Aprendizagem , Endodontia , Ensino

Resumo

Foram avaliados os estilos de aprendizagem dos estudantes de Endodontia de um curso de graduação em Odontologia, por meio do Índice de Estilos de Aprendizagem de Felder-Soloman. Participaram 144 estudantes, dos turnos matutino e noturno, entre maio e junho de 2016. Destes, 80,6% eram do gênero feminino e 68,5% do turno da manhã. A média de idade foi de 22,94 anos e a mediana de notas na disciplina foi de 6,52. Os estilos predominantes foram sensorial, visual, ativo e sequencial, respectivamente. A correlação entre idade e turno, e a intensidade de cada estilo de aprendizado não tiveram diferença estatisticamente significativa (p ˃ 0,05). As mulheres foram mais sensoriais e os homens mais visuais (p = 0,010). Na correlação entre média anual e estilos, houve diferença significativa para o sensorial e o intuitivo (p < 0,001). A maioria teve preferência mista entre os estilos de aprendizagem, independentemente do turno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Prescila Mota de Oliveira Kublitski, Universidade Positivo (UP), Curitiba – PR

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Odontologia.

Paulo Henrique Tomazinho, Meta Aprendizagem Treinamento e Editora Ltda., Curitiba – PR

Fundador da Meta Aprendizagem. Membro do Grupo Técnico de Inovação do Ensino Superior do SEMESP e Grupo de Inovação do SINEPE. Doutorado em Odontologia (UP).

Flávia Sens, Universidade Positivo (UP), Curitiba – PR

Professora no Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Doutorado em Odontologia (UNAERP).

João Armando Brancher, Universidade Positivo (UP), Curitiba – PR

Professor no Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Doutorado em Ciências da Saúde (PUCPR).

Denise Piotto Leonardi, Universidade Positivo (UP), Curitiba – PR

Especialização em Especialização em Ortodontia (UP). Doutorado em Endodontia (UNESP).

Marilisa Carneiro Leão Gabardo, Universidade Positivo (UP), Curitiba – PR

Professora no Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Doutorado em Odontologia (PUCPR).

Referências

ALMEIDA, K. R. Descrição e análise de diferentes estilos de aprendizagem. Revista Interlocução, Belo Horizonte (MG), v. 3, n. 3, p. 38-49, 2010.

ALONSO, C.; GALLEGO, D.; HONEY, P. Los estilos de aprendizage: procedimientos de diagnóstico y mejora. 4. ed. Bilbao, Espanha: Ediciones Mensajero, 1999.

BECKER, P. Caracterização dos estilos e estratégias de aprendizagem dos estudantes do curso de farmácia da UFS. 2013. 116 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2013. Disponível em: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/3674. Acesso em: 20 maio 2020.

BIRRER, J. A.; MINELLO, I. F. Mapeamento dos estilos de aprendizagem de residentes de um programa multiprofissional da saúde. Imagens Da Educação, Maringá (PR), v. 6, n. 2, p. 19-28, 2016. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ImagensEduc/article/view/28186. Acesso em: 03 jun. 2020.

CARMO, B. B. T.; BARROSO, S. H. A.; ALBERTIN, M. R. Aprendizagem discente e estratégia docente: metodologias para maximizar o aprendizado no curso de engenharia de produção. Revista Produção Online, Piracicaba (SP), v. 10, n. 4, p. 779-817, 2010. Disponível em: https://producaoonline.org.br/rpo/article/view/474. Acesso em: 03 jun. 2020.

CARVALHO, L. M. C. et al. Estilos de aprendizagem de estudantes universitários portugueses: uma proposta para visualização dos estilos predominantes. Revista Pensamento & Realidade, São Paulo (SP), v. 34, n. 3, p. 3-20, 2019. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/pensamentorealidade/article/view/46140. Acesso em: 17 jun. 2020.

CURY, H. N. Estilos de aprendizagem de alunos de engenharia. Páginas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO DE ENGENHARIA, 27., 2000, Ouro Preto. Anais [...]. Ouro Preto, MG, 2000. Disponível em: https://faculdadebarretos.com.br/wp-content/uploads/2015/11/ESTILOS-DE-APRENDIZAGEM-ALUNOS-ENG.pdf. Acesso em: 20 jun. 2020.

DA SILVA, D. M. O impacto dos estilos de aprendizagem no ensino de contabilidade da FEA-RP/ USP. 2006. 169 f. Dissertação (Mestrado em Controladoria e Contabilidade) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/96/96133/tde-24012007-152550/pt-br.php. Acesso em: 15 jun. 2020.

DE JESUS, E. M. S. et al. Metodologias de ensino e os estilos de aprendizagem na graduação em farmácia: um estudo piloto. Revista on Line de Política e Gestão Educacional, Araraquara (SP), v. 21, n. esp. 1, p. 621-639, 2017. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9921. Acesso em: 20 maio 2020.

DE SOUZA L. M.; AVELINO, B. C.; TAKAMATSU, R. T. Estilos de aprendizagem e influência no processo de ensino-aprendizagem: análise empírica na visão de estudantes de Contabilidade. Revista Ambiente Contábil, Natal (PA), v. 9. n. 2, p. 379-400, 2017. Disponível em: https://ojs.ccsa.ufrn.br/index.php/contabil/article/view/829. Acesso em: 25 fev. 2020.

FELDER, R. M.; FELDER, G. N.; DIETZ, E. J. The effects of personality type on engineering student performance and attitudes. Journal of Engeneering Education, v. 91, n. 1, p. 3-17, 2002. Disponível em: https://www.engr.ncsu.edu/wp-content/uploads/drive/1QuEhY83i7u_3nZQmXOh3lBoXOHnjLFa0/2002-longmbti.pdf. Acesso em: 30 maio 2020.

FELDER, R. M.; SILVERMAN, L. K. Learning and teaching styles in engineering education. Engineering Education, v. 78, n. 7, p. 674-681, 1988. Disponível em: https://www.engr.ncsu.edu/wp-content/uploads/drive/1QP6kBI1iQmpQbTXL-08HSl0PwJ5BYnZW/1988-LS-plus-note.pdf. Acesso em: 05 dez. 2019.

FELDER, R. M.; SOLOMAN, B. A. Index of Learning Styles (ILS). 1991. Disponível em: http://www.ncsu.edu/felder-public/ILSpage.html. Acesso em: 30 maio 2020.

FELDER, R. M.; SPURLIN, J. Applications, reliability and validity of the index of learning styles. International Journal of Engineering Education, v. 21, n. 1, p. 103-112, 2005. Disponível em: https://www.engr.ncsu.edu/wp-content/uploads/drive/1ZbL_vMB7JmHGABSgr-xCCP2z-xiS_bBp/2005-ILS_Validation(IJEE).pdf. Acesso em: 25 fev. 2020.

FRITSCH, E. F.; FLORES, C.; GIRAFFA, L. M. M. Estratégias de ensino. 2008. Disponível em: http://penta.ufrgs.br/~julio/tutores/estrateg.htm. Acesso em: 19 maio 2019.

GUIMARÃES, S. E. R.; BORUCHOVITCH, E. O estilo motivacional do professor e a motivação intrínseca dos estudantes: uma perspectiva da teoria da autodeterminação. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre (RS), v. 17, n. 2, p. 143-150, 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/j/prc/a/DwSBb6xK4RknMzkf5qqpZ6Q/?lang=pt. Acesso em: 12 jul. 2019.

HISFORD, C. C.; SIDERS, W. A. Felder-Soloman's index of learning styles: internal consistency, temporal stability, and factor structure. Teaching and Learning in Medicine, v. 22, n. 4, p. 298-303, 2010. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20936578/. Acesso em: 12 jul. 2019.

HUGHES, J. M. et al. Learning styles of orthodontic residents. Journal of Dental Education, v. 73, n. 3, p. 319-327, 2009.

KU, D. T.; SHEN, C. Y. Reliability, validity, and investigation of the index of learning styles in a Chinese language version for late adolescents of Taiwanese. Adolescence, v. 44, n. 176, p. 827-850, 2009.

KURI, N. P. Tipos de personalidade e estilos de aprendizagem: proposições para o ensino de engenharia. 2004. 337 f. Tese (Doutorado em Ciências Exatas e da Terra) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2004. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3332?show=full. Acesso em: 20 abr. 2019.

LIMA, A. I. A. O. Estilos de aprendizagem segundo os postulados de David Kolb: uma experiência no curso de odontologia da Unoeste. 2007. 91 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) – Umiversidade do Oeste Paulista, Presidente Prudente, 2007. Disponível em: http://bdtd.unoeste.br:8080/jspui/handle/tede/845. Acesso em: 27 set. 2019.

LOPES, W. M. G. ILS: Inventário de estilos de aprendizagem de Felder-Soloman: identificação de sua validade em estudantes universitários de Belo Horizonte. 2002. 85 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Florianópolis, 2002. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/82278. Acesso em: 20 maio 2019.

MENDES DA SILVA, D.; DUTRA DE OLIVEIRA NETO, J. O impacto dos estilos de aprendizagem no ensino de contabilidade. Contabilidade Vista & Revista, Belo Horizonte (MG), v. 21, n. 4, p. 123-156, 2010. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/810. Acesso em: 20 mai. 2019.

MURTA, S. G. Aplicações do treinamento em habilidades sociais: análise da produção nacional. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre (RS), v. 18, n. 2, p. 283-291, 2005. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=18818217. Acesso em: 03 jul. 2019.

OMAR, E. Perceptions of teaching methods for preclinical oral surgery: a comparison with learning styles. The Open Dentistry Journal, v. 11, p. 109-119, 2017. Disponível em: https://opendentistryjournal.com/VOLUME/11/PAGE/109/. Acesso em: 03 jul. 2019.

SADLER-SMITH, E. Learning styles: framework and instruments. Educational Psychology, v. 17, p. 51-63, 1997.

SCHMITT, C. S.; DOMINGUES, M. J. C. S. Estilos de aprendizagem: um estudo comparativo. Avaliação, Campinas (SP), v. 21, n. 2, p. 361-386, 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/aval/a/CgyjHL3TRXbgwRdWphLbcks/?lang=pt. Acesso em: 30 maio 2020.

SILVA, A. B. et al. Dimensões de um sistema de aprendizagem em ação para o ensino em Gestão. Administração: Ensino e Pesquisa, Rio de Janeiro (RJ), v. 13, n. 1, p. 11-46, 2012. Disponível em: https://raep.emnuvens.com.br/raep/article/view/97. Acesso em: 07 jul. 2019.

VIOLA, S. et al. Analysis of felder-silverman index of learning styles by a data-driven statistical approach. In: IEEE INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON MULTIMEDIA (ISM'06), 8., 2006, San Diego. Proceedings […]. San Diego, Estados Unidos da América, 2006. p. 959-964. Disponível em: https://ieeexplore.ieee.org/document/4061286. Acesso em: 15 jun. 2020.

WOOD, J. T. Gendered lives: communication, gender, and culture. 1995. Disponível em: http://www.gbv.de/dms/ilmenau/toc/346407346.PDF. Acesso em: 15 jun. 2020.

Downloads

Publicado

01/08/2021

Como Citar

KUBLITSKI, P. M. de O.; TOMAZINHO, P. H.; TOMAZINHO, F. S. F.; BRANCHER, J. A.; LEONARDI, D. P. .; GABARDO, M. C. L. Estilos de aprendizagem dos estudantes da disciplina de endodontia de uma universidade privada no sul do Brasil. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 25, n. 2, p. 1544–1557, 2021. DOI: 10.22633/rpge.v25i2.14698. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/14698. Acesso em: 25 out. 2021.