Problemas de aprendizagem on-line nas universidades da Rússia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v25iesp.1.14988

Palavras-chave:

Aprendizagem on-line, Educação online, Engajamento, Feedback, Educação autodidata, Avaliação, Principais competências do professor, Estudante

Resumo

Existe uma incerteza considerável quanto ao modo como conduzimos nossas vidas. Enfrentamos mudanças globais relativas a cada aspecto de nossas vidas: economia, tecnologias digitais, culturas, línguas e até mesmo nossa saúde e hoje sem mencionar todas as conseqüências catastróficas da pandemia e da desaceleração econômica. As instituições estão respondendo às circunstâncias atuais com uma mudança para o aprendizado online. Embora a maioria das universidades tenha mudado urgentemente para o aprendizado online e se beneficiado do uso de plataformas educacionais e de videoconferência, as questões causadas pela educação online sob estas circunstâncias ainda estão para ser estudadas e cuidadosamente analisadas. Este artigo problematiza a influência do aprendizado online e revela uma série de armadilhas que surgem no processo de educação online, assim como uma análise detalhada destas questões. Descobriu-se que o processo de aprendizagem on-line é afetado por uma gama mais ampla de razões do que esperávamos. O método interrogativo foi usado como a principal ferramenta de medição. Os estudos de avaliação foram realizados na universidade sobre seu uso de um sistema de educação online como uma resposta forçada à atual pandemia mundial. Entre as questões reveladas, estabelecemos o seguinte: a capacidade dos alunos de aprender de forma autodirigida, ferramentas de avaliação utilizadas pelos professores para avaliar o conhecimento, feedback oportuno dos professores, competências essenciais e qualidades pessoais dos professores, questões técnicas, de saúde, e algumas outras. Os eventos globais causaram uma situação em que as universidades tiveram que reconsiderar a maneira como elas oferecem educação às pessoas. O objetivo é torná-la mais expedita, acessível e personalizada. As informações contidas no documento podem contribuir para a melhoria da qualidade da educação on-line e para o sucesso do aprendizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gulnara Minshakirovna Gulnara Minshakirovna , Kazan Federal University (KPFU), Kazan

Associate Professor of the Department of Foreign Languages and Professional Communication, Institute of Management, Economics and Finance.

Nataliya Vladimirovna Tikhonova, Kazan Federal University (KPFU), Kazan

Head Professor of the Department of European Languages and Cultures, Institute of International Relations.

Ruzilia Irekovna Ruzilia Irekovna, Kazan Federal University (KPFU), Kazan

Head Professor of the Department of Foreign Languages and Professional Communication, Institute of Management, Economics and Finance.

Referências

BROADBENT, J.; POON, W. L. Self-regulated learning strategies & academic achievement in online higher education learning environments: A systematic review. The Internet and Higher Education, v. 27, p. 1-13, 2015.

ĆUKUŠIĆ, M.; GARAČA, Ž.; JADRIĆ, M. Online self-assessment and students' success in higher education institutions. Computers & Education, v. 72, p. 100-109, 2014.

GIKANDI, J. W.; Morrow, D.; Davis, N. E. Online formative assessment in higher education: A review of the literature. Computers & education, v. 57, n. 4, p. 2333-2351, 2011.

GLUKHOV, A. P. Features of culture of virtual communications of generation z: management of communication regimes. Znak: Problemnoye pole mediaobrazovaniya, v. 4, n. 30, p. 157-166, 2018.

HEW, K. F.; Cheung, W. S. Students’ and instructors’ use of massive open online courses (MOOCs): Motivations and challenges. Educational research review, v. 12, p. 45-58, 2014.

KUO, Y. C. et al. Interaction, Internet self-efficacy, and self-regulated learning as predictors of student satisfaction in online education courses. The internet and higher education, v. 20, p. 35-50, 2014.

LEE, K. Rethinking the accessibility of online higher education: A historical review. The Internet and Higher Education, v. 33, p.15-23, 2017.

MAKAROVA, L. N.; SARTSEV, M. V. Problem zones of teachers and students’ interaction. Social-economic phenomena and processes, v. 12, n. 5, p. 210-216, 2017.

NICOL, D. J.; MACFARLANE‐DICK, D. Formative assessment and self‐regulated learning: A model and seven principles of good feedback practice. Studies in higher education, v. 31, n. 2, p. 199-218, 2006.

RAZDORSKAYA, I. M. et al. Ethic aspects of the teachers and students interaction in the process of education. Karelian Scientific Journal, v. 7, n. 1(22), p. 53-56, 2018.

SHIN, T. S.; RANELLUCCI, J.; ROSETH, C. J. Effects of peer and instructor rationales on online students’ motivation and achievement. International Journal of Educational Research, v. 82, p. 184-199, 2017.

TIKHONOVA, N. V.; ILDUGANOVA, G. M.; LUKINA, M. S. Implemented teaching methods based on interactive learning process in order to increase the ability of learning foreign language. The Journal of Social Sciences Research, p. 473-478, 2018.

TIKHONOVA, N. V.; ILDUGANOVA, G. M.; LUKINA, M. S. Research projects as an effective practice of teaching ecological thinking through second language. Turkish Online Journal of Design Art and Communication, v. 7, p. 809-815, 2017.

WANG, J. et al. Meaningful engagement in Facebook learning environments: merging social and academic lives. Turkish Online Journal of Distance Education, v. 14, n. 1, p. 302-322, 2013.

WASCHULL, S. B. The online delivery of psychology courses: attrition, performance, and evaluation. Teaching of Psychology, v. 28, n. 2, p. 143-147, 2001.

Publicado

01/03/2021

Como Citar

GULNARA MINSHAKIROVNA , G. M.; TIKHONOVA, N. V.; RUZILIA IREKOVNA, R. I. Problemas de aprendizagem on-line nas universidades da Rússia. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 25, n. esp.1, p. 516–527, 2021. DOI: 10.22633/rpge.v25iesp.1.14988. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/14988. Acesso em: 6 maio. 2021.