Metodologia estatística aplicada na análise da violência escolar: apuração e interpretação de dados na rede pública do estado de Goiás

Paola Marcelino da Silva

Resumo


As Políticas Públicas Nacionais (PPNs)  encontram-se desafiadas ao elaborar novas estratégias de combate à violência. Globalmente, os aspectos da violência no ambiente escolar se agravam e as definições que envolvem o termo tornam-se volúveis. O presente artigo relaciona os métodos estatísticos descritivos e inferenciais, bem como, aplicações gerais da estatística em interface da análise contextual realizada na rede pública de ensino localizada em cidades periféricas do estado de Goiás. A correlação da estatística com a violência escolar resultou na identificação das variáveis, seleção da amostra, obtenção e apuração dos dados. Objetivou-se a contribuição de novos estudos com a finalidade de dinamizar a tarefa dos professores no combate à violência. O estudo aponta que 32% dos sujeitos da amostra vivenciaram o “bullying”, termo atualmente mais utilizado para retratar a violência escolar. 


Palavras-chave


Violência Escolar; Princípios da estatística; Método estatístico descritivo e inferencial.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n2.9478



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.