Efeitos da legislação para a educação de dotados e talentosos: o que dizem os gestores escolares

Autores

  • Rosimeire dos Santos Unesp Araraquara
  • Zenita Cunha Guenther
  • Leandro Osni Zaniolo

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n3.9768

Palavras-chave:

Política educacional. Dotação e talento. Educação especial.

Resumo

O presente artigo é resultado da pesquisa de mestrado que buscou investigar os efeitos da legislação brasileira para a educação dos estudantes com Dotação e Talento retratou e interpretou aspectos da política educacional, no Brasil, para esse público alvo da Educação Especial. Teve como participantes gestores escolares da região do vale do Paranapanema que cursaram o Programa de Formação de Gestores e Educadores, Educação Inclusiva: Direito à Diversidade, promovido pelo MEC. Os resultados indicam que as orientações legais não têm auxiliado na identificação e na oferta de intervenção específica para esses estudantes, evidência a dificuldade na compreensão da terminologia adotada, revela que as ações de identificação se restringem a uma visão fragmentada do processo, aponta a necessidade de formação docente mais consistente para captar sinais de capacidade elevada reconhecendo os diferentes domínios de capacidade humana, bem como a importância de ampliar as recomendações oficiais nessa área, desvinculando, assim, de apenas uma corrente teórica. 

Biografia do Autor

Rosimeire dos Santos, Unesp Araraquara

Doutora em Educação Escolar pela Unesp campus de Araraquara na linha - Formação do Professor , trabalho docente e prática pedagógica. Mestre em Linguística pela Universidade de Perúgia, em processo de reconhecimento, possui graduação em Pedagogia pela Faculdade de Educação de Assis (1996) e graduação em letras pela Universidade de São Paulo (1992). Tem experiência na docência e gestão da Educação Básica e do Ensino Superior. Foi responsável pelo Departamento de Educação Especial da Secretaria Municipal da Educação de Assis no período de 2008 - 2025, atuou como Orientadora de Disciplina do Curso de Pedagogia UNESP/UNIVESP. Principais estudos nos temas: Dotação e Talento - Estudantes com Altas Capacidades - Educação Especial - Formação de Professores - Formação do Leitor - Educação a distancia - Educação Inclusiva.

Referências

AFONSO, N. Política de Governação e Liderança das Escolas. In. Coordenação, Supervisão e Liderança. Escolas, Projetos e Aprendizagens. Org. Machado, J. e Alves, J.M. Coleção e-book. Universidade Católica Editora – Porto, 2014.

ANTIPOFF, H. Educação do Bem-Dotado, Coletâneas das obras escritas por Helena Antipoff, Vo. V, CDPHA, Belo Horizonte, MG, 1992.

BARDIN, L. Análise de conteúdo/ Laurence Bardin; tradução Luís Antero Rego, augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70. 2008.

CORAZZA, S.M. Diferença pura de um pós-currículo. In. LOPES, A.C.;MACEDO, E. Currículo: debates contemporâneos. São Paulo. Cortez, p.103-114 (série cultura, memória e currículo, v.2), 2005.

DELOU, C. M. C. Educação do aluno com altas habilidades/superdotação: legislação e políticas educacionais para a inclusão. In. S. Fleith (Org.), A Construção de Práticas Educacionais para Alunos com Altas Habilidades /Superdotação: Orientação a professores, vol. 02 (pp.25-40). Brasília: Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial, 2007 b.

DUMAS, M. J., & ANDERSON, G. Qualitative research as policy knowledge: Framing policy problems and transforming education from the ground up. Education Policy Analysis Archives, 22(11), 1-24, 2014.

FLEITH, D. S. Colóquio. In Revista da Educação Especial/ Secretaria de Educação Especial. V.4, n.1. Janeiro/junho, 2008.

GUENTHER, Z. C., & FREEMAN, J. Educando os mais capazes: Ideias e ações comprovadas. São Paulo: EPU, 2000.

GUENTHER, Z. C. Capacidade e talento: um programa para a escola. São Paulo: E.P.U. 2006

GUENTHER, Z. C. Caminhos para desenvolver potencial e talento. Lavras: Ed. UFLA, 2011.

GUENTHER, Z. C., & RONDINI, C. A. Capacidade, Dotação, Talento, Habilidades - Uma sondagem da conceituação pelo ideário dos educadores. Educação em Revista (UFMG. Impresso), 28, (01), 237-266, 2012.

GUENTHER, Z. C. O CEDET – 20 anos de vida e experiência educativa. Livro de Registro IX Encontro Internacional de Educadores do CEDET/ASPAT, Lavras, MG, p.20 -27 2013.

GUENTHER, Z. C (2011) Altasabilidades- barra- superdotação... Isso é a sério?... IV CBEE – Congresso Brasileiro de Educação Especial – CBEE: São Carlos, Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial – ABPEE; Programa de Pósgraduação em Educação Especial – PPGEEs/UFSCar – São Carlos: Santa Terezinha, 2014.

GUENTHER, Z. C. Identificação de Alunos Dotados e Talentosos: Metodologia do CEDET versão 2012. CEDET – ASPAT, Lavras, MG. 2013.

SANTOS, R; RONDINI, C.A. Educação para Dotados e Talentosos: O Projeto CEDET Assis/SP. Disponível em: http://www.assis.unesp.br/#!/departamentos/psicologia--experimental-e-do-trabalho/da-margem-ao-rio/

SANTOS, R.; ZANIOLO, L. O. O Atendimento às crianças e jovens com Dotação e Talento: a experiência do CEDET de Assis. Faculdade de Ciências e Letras - UNESP - Campus Araraquara. 2014.

SANTOS, R. LAHAM, S.A.D E SANTOS, D.N. Pedagogia UNESP/UNIVESP – Educação Inclusiva e Especial: O “Olhar” dos alunos. In Anais do II Congresso Nacional de Formação de Professores e XII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores – Por uma revolução no campo da formação de professores. Águas de Lindóia-SP, 2014

SAVIANI, D. Escola e democracia. São Paulo: Cortez, 1987.

LEGISLAÇÃO CONSULTADA

BRASIL. Lei nº 4014/61, de 20 de dezembro de 1961. Diretrizes e Bases para a Educação Nacional. Disponível em: http://wwwp.fc.unesp.br/~lizanata/LDB%204024-61.pdf

BRASIL. Lei n°5692/71, de 11 de agosto de 1971. Diretrizes e bases para a educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 12 ago. 1971. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/leis/L5692.htm

BRASIL. Constituição Federal, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm

BRASIL. Lei n°9394, de 20 de dezembro de 1996. Diretrizes e bases para a educação nacional. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 23 dez.1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/leis/L9394.htm

BRASIL. CNE/CEB. Resolução nº 2/2001, de 11 de setembro de 2001. Institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica. Brasília, Conselho Nacional de Educação, 2001.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Diretrizes Nacionais para educação especial na educação básica. MEC; SEESP, 2001. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/diretrizes.pdf

BRASIL. Ministério da Educação. Política Nacional da Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC/SECADI, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=16690-politica-nacional-de-educacao-especial-na-perspectiva-da-educacao-inclusiva-05122014&Itemid=30192

BRASIL. Ministério da Educação. Decreto nº 7611, de 17 de novembro de 2011. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/decreto/d7611.htm

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Número de matrículas educação especial, por nível de ensino e tipo de necessidade especial, Brasília. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/resumos_tecnicos/resumo_tecnico_censo_educacao_basica

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 12.796, de 04 de abril de 2013. Brasília: MEC, 2013. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12796.htm

BRASIL. Ministério da Educação. LEI Nº 13.234, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2015. Brasília: MEC, 2015. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13234.htm

Downloads

Publicado

25/12/2016

Como Citar

Santos, R. dos, Guenther, Z. C., & Zaniolo, L. O. (2016). Efeitos da legislação para a educação de dotados e talentosos: o que dizem os gestores escolares. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 643–667. https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n3.9768

Edição

Seção

Artigos