Educação Comparada: apontamentos sob a ótica de estudantes da pós-graduação em educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v25iesp.4.15947

Palavras-chave:

Educação comparada, Pesquisas em estudo comparativo, Pós-graduação Stricto Sensu

Resumo

Nesse estudo apresenta-se uma análise da Educação Comparada a partir do material básico apresentado na disciplina “Introdução aos Estudos de Educação Comparada e Internacional” do Programa de Pós-Graduação em Educação, da UNESP, campus de Marília/SP, voltado principalmente para a investigação e os procedimentos metodológicos. Em seguida apresenta-se uma síntese das pesquisas selecionadas sobre a temática expostas pelos estudantes da pós-graduação. Por meio da análise de conteúdo o estudo revelou que a Educação Comparada, como viés de pesquisa interdisciplinar, requer esquemas que estejam amparados em estudos que contemplem aspectos sociais, políticos e culturais, passando pela crítica reflexiva, pela compreensão das especificidades da educação, bem como pelas tendências, influências internas e externas, e os desafios da Educação Comparada na conjectura educacional do Brasil e do mundo. A análise permite inferir que os estudos voltados para essa metodologia não buscam tão somente encontrar semelhanças ou diferenças, mas promover discussões aprofundadas acerca do papel da Educação Comparada para o desenvolvimento educacional e sua influência na história da educação, permeando desafios, possibilidades e contribuições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Chelsea Maria de Campos Martins, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Marília

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação. Membro do Grupo de Pesquisa COPPE – Coletivo de Pesquisadores em Políticas Educacionais. Supervisora de Ensino na Diretoria de Ensino – Região de Taquaritinga/Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEDUC/SP).

Gabriel Pereira do Amaral, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Marília

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Educação. Professor de Língua Portuguesa e Inglesa da Rede Estadual Paulista de Ensino. Membro do Grupo de Pesquisa COPPE – Coletivo de Pesquisadores em Políticas Educacionais. Pesquisador bolsista  CAPES.

Rosimeire dos Santos, Secretaria Municipal da Educação de Assis

Diretora Técnica da ASPAT/CEDET. Membro do Grupo de Pesquisa REINEVA – Rede Internacional de Investigação em Altas Capacidades. Membro do Grupo de Pesquisa COPPE. Doutora em Educação Escolar - UNESP/FCLAR. 

Referências

ADAMSON, B.; MORRIS, P. Comparações entre currículos. (p.345-368). In: BEREDAY, G. Z. F. Método comparado em educação. São Paulo: Companhia Editora Nacional, Editora da Universidade de São Paulo, 1973.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2008.

BRAY, M.; ADAMSONS, B.; MASON, M. Educación comparada: enfoques y métodos. Buenos Aires, Argentina: Granica, 2010.

BRAY, M.; ADAMSON, B.; MASON, M. (org.). Pesquisa em educação comparada: abordagens e métodos. Brasília, DF: Liber Livro, 2015.

CARVALHO, E. J. G. Gestão da Educação: em perspectiva comparada Brasil-Portugal. 2011. Disponível em: http://www.saece.com.ar/docs/congreso4/trab38.pdf. Acesso em: 10 jun. 2021.

CARVALHO, E. J. G. Reflexões sobre a importância dos estudos de educação comparada na atualidade. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n. 52, p. 416-435, set. 2013.

CARVALHO, E. J. G. Reformas na administração educacional: uma análise comparada entre Brasil e Portugal. Revista portuguesa de Educação, CIEd - Universidade do Minho, p. 29-54, 2014.

CONCEIÇÃO, J. H. Educação Especial no ensino superior: processos sociais comparados entre México e Brasil. 2017. 158f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Educação, 2017.

COSTA, M. L. F. História da formação de professores em cursos à distância: é possível uma comparação entre Brasil e Portugal? In: SOUZA, D. B.; MARTINEZ, S. A. (org.). Educação comparada: rotas de além-mar. São Paulo: Xamã, 2009. p. 391-406.

FERREIRA, A. G. O sentido da Educação Comparada: uma compreensão sobre a construção de uma identidade. Educação, Porto Alegre, v. 31, n. 2, p.124-138, maio/ago. 2008.

FRANCO, M. C. Quando nós somos o outro: questões teórico-metodológicas sobre os estudos comparados. Educação & Sociedade, ano XXI, n. 72, p. 197-230, 2000.

FREITAS, G. M. Os cursos de formação/Especialização de Professores de Deficientes Auditivos no Brasil em Portugal (1950-1980). Revista Brasileira de Educação Especial, Bauru, v. 25, n. 2, p. 267-282, abr./jun. 2019.

HALLS, W. D. (Dir.). L’éducation comparée: questions et tendances contemporaines. Paris: UNESCO, 1990.

HANS, N. Definição e objetivo da Educação Comparada. In: HANS, N. Educação comparada. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1971. p. 03-23.

KALOYIANNAKI, P.; KAZAMIAS, A. M. Os primórdios modernistas da Educação Comparada: o tema protocientífico e administrativo reformista-meliorista. In: COWEN, R.; KAZAMIAS, A. M.; ULTERHALTER, E. Educação comparada: panorama internacional e perspectivas. Brasília, DF: UNESCO/CAPES, 2012. v. 1.

LOURENÇO FILHO, M. B. Educação Comparada. 3. ed. Brasília, DF: MEC/Inep, 2004.

MITTER, W. Educação comparada na Europa. In: COWEN, R.; KAZAMIAS, A. M.; ULTERHALTER, E. Educação comparada: panorama internacional e perspectivas. Brasília, DF: UNESCO/CAPES, 2012. v. 1.

NÓVOA, A.; POPKEWITZ T. S. (Ed.). Reformas educativas e formação de professores. Lisboa: Educa 1992.

NÓVOA, A. Histoire & Comparaison. Essais sur L’éducation. Lisbonne: Educa 1998.

NÓVOA, A. Modelos de análise em educação comparada: o campo e o mapa. In: MARTINEZ, S. A.; SOUZA, D. B. (org.). Educação comparada: rotas de além-mar. São Paulo: Xamã, 2009. p. 23-62.

PALOMBA, D. Gli studi comparativi in educazione. Un introduzione storico-critica. Journal of Educational, Cultural an Psychological Studies (ECPS), 2011. Disponível em: https://www.ledonline.it/index.php/ECPS-Journal/article/view/484. Acesso em: 10 jun. 2021

SHNEIDER, S.; SCHIMITT, C. J. O uso do método comparativo nas Ciências Sociais. Cadernos de Sociologia, Porto Alegre, v. 9, p. 49-87, 1998.

SOBRINHO, R. C.; SÁ, M. G. C. S.; PANTALEÃO, E.; JESUS, D. M. Estudo Comparado Internacional: contribuições para o campo da Educação Especial. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 21, n. 4, p. 335-348, out./dez. 2015.

SOUZA, D. B.; BATISTA, N. C. Educação Comparada Brasil- Espanha: estado da arte 1990-2014. Ensaio Aval. Pol. Educ., Rio de Janeiro, v. 26, n. 100, p. 723-758, jul./set. 2018.

SOUZA, D. B.; CASTRO, D. F. Gestão Democrática da educação sob- perspectiva comparada Brasil-Portugal: entre a exigência legal e a exequibilidade real. Educação e Sociedade, Campinas, v. 33, n. 121, p. 1195-1213, out./dez. 2012.

Publicado

08/12/2021

Como Citar

MARTINS, C. M. de C. .; AMARAL, G. P. do .; SANTOS, R. dos . Educação Comparada: apontamentos sob a ótica de estudantes da pós-graduação em educação. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 25, n. esp.4, p. 1899–1915, 2021. DOI: 10.22633/rpge.v25iesp.4.15947. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/15947. Acesso em: 26 maio. 2022.