As questões etnico-raciais em escolas estaduais na região do brejo paraibano

Ana Cristina Silva Daxenberger

Resumo


Educar para as relações étnico-raciais é romper com o posicionamento tácito da escola sobre as questões de discriminação racial e valorização da diversidade presente no Brasil. Sendo assim, nossa pequisa objetivou avaliar como está se constituindo a educação para as relações étnico-raciais em escolas estaduais do ensino médio, em três munícipios: Areia, Alagoa Grande e Remígio/PB. Utilizamos um questionário semi-estruturado, respondido por 622 estudantes; 4 gestores e 12 professores. Podemos afirmar que ainda precisa de debates sobre as questões étnico-raciais dentro da escola, sobretudo, para a superação da discriminação e o preconceito racial; oferecer fomação docente e melhorar a qualificação os materiais a serem utilizados. 


Palavras-chave


Etnicidade. Lei 10.639/03. Currículo escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMO, L. Desigualdades de gênero e raça no mercado de trabalho brasileiro. Cienc. Cult. vol.58, no.4, São Paulo, out./dez. 2006.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Senado Brasileiro. 1996.

______. Lei 10.639. Senado Brasileiro. Brasília, 2003.

______. 11.645. Senado Brasileiro. Brasília. 2008.

______. Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 1, 2004. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações etnico-raciais e para o ensino de História e Cultura afro-brasileira e Africana. Brasília. 2004.

CAVALLEIRO, E. A educação anti-racista: compromisso indispensável para um mundo melhor. CAVALLEIRO, Eliane. (Org.). Racismo e anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Summus/Selo Negro, 2003, p. 141-160.

DAXENBERGER, A. C. S. Possibilidades metodológicas para o ensino da educação para as relações étnico-raciais na educação básica: relatos de formação de adultos nos cursos de graduação da UFPB/CCA. Anais do III CNEPRE: Campina Grande, 2016.

FERNANDES, J. R. O. Ensino de História e Diversidade cultural: desafios e possibilidades. Cad. Cedes, vol. 25, n. 67, set./dez. Campinas, 2005, p. 378-388. Disponível em: . Acesso em: 02 abr. 2013.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra,. 1987.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. Paz e Terra: São Paulo, 1997.

GONÇALVES, L. R. D. Educação para as relações etnico-raciais e o combate ao racismo: imagens de livros didáticos. João Pessoa: UFPB. Revista Política e Trabalho, n° 44, 2016. Disponível em: . Acesso 30 jan. 2017.

GUALBERTO, M. A. M. Mapa da intolerância religiosa. 2011. Disponível em:. Acesso em: 28 jun. 2016.

GUEDES, E, NUNES, P, ANDRADE, T. O uso da lei 10.639/03 em sala de aula. Revista Latino-Americana de História, Vol. 2, nº. 6, ago. 2013.

IBGE. Pnad. São Paulo, 2014.

IPEA. Situação da população negra por estado. Brasilia: IPEA, 2014.

MOURA, G. Ilhas negras num mar mestiço. In: Carta falas, reflexões, memórias. RIBEIRO, D. Brasília 4, n.13, 1994.

MORIN. Edgar. Os setes saberes necessários à educação do Futuro. Cortez: São paulo, 2001.

LIMA, M. B.; TRINDADE, A. L. da. Africanidades, currículo e formação docente: desafios e possibilidades. In: MELO, M. R. de.; LIMA, M. B.; LOPES, E. T. (Orgs.). Identidades e alteridades: debates e práticas a partir do cotidiano escolar. São Cristóvão: Editora UFS, 2009.

OLIVA, A. R. A História da África nos bancos escolares. Representações e imprecisões na literatura didática. Estudos Afro-Asiáticos, ano 25, n. 3, 200. PIBID BIOLOGIA /UFPB-CCA.

PRADO, E. Políticas Públicas educacionais e comunidades quilombolas: relações indissociáveis. In DAXENBERGER, A. C. S.; SÁ SOBRINHO, R. G. Comunidade Quilombolas: das reflexões às práticas de inclusão social. Editora UFPB:João Pessoa. 2013.

PIMENTEL, J. J. C.; SILVA, J. L.; SANTOS, N. A. M. S. Racismo na escola: um desafio a ser superado. 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2016.

SÁ, C. S.; AMARAL, S.T. As com unidades quilombolas no Brasil. In: ETIC- Encontro de iniciação Científica, 3, 2007. São Paulo. Vol. 3. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2016.

SANTOS, K. O.; PRADO, E. C.. O livro ddático da educação de jovens e adultos e os múltiplos olhares sobre a diversidade étnico-racial brasileira. In DAXENBERGER, A. C. S.; SÁ SOBRINHO, R. G. Comuniddades quilombolas e diversidade étnico-racial: diferentes olhares e perspectivas. Editora UFPB:João Pessoa. 2014.

SILVA, T. F. de O.. A dimensão étnico-racial na formação de professores/as: reflexões a partir da licenciatura em Letras da UNEB./ Tássia Fernanda de Oliveira Silva –Alagoinhas, 2013.118f.; Il. Dissertação (Mestrado em Crítica Cultural)–Universidade do Estado da Bahia. Departamento de Educação. Colegiado de Letras. Campus II.

SOUZA, E. G. R. da S.; FERRAZ, M. R.; CHAVES, W. M. História e Cultura Afrobrasileira (lei nº 10.639/2003): Um desafio para a educação física escolar. In: RIBEIRO, T. L. (Org.). XI Encontro Fluminense de Educação Física Escolar, Niterói, RJ, 2006. Anais. Niterói: Universidade Federal Fluminense, Departamento de Educação Física e Desportos, p.435-443, 2007.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n2.2017.9982



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.