A expansão mercantil da educação superior como tema da produção do conhecimento nos periódicos no Brasil (2008-2018)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17i2.14730

Palavras-chave:

Educação superior, Reforma, Expansão privado/mercantil, Estado da arte, Produção do conhecimento

Resumo

A referida pesquisa busca empreender um estado da arte sobre o tema da expansão privada/mercantil da educação superior nos últimos dez anos em periódicos de circulação nacional. O trato metodológico parte da análise dos achados no desenvolvimento do estado da arte; é possível expandir o universo bibliográfico com um maior rigor metodológico acerca da problemática destacada na presente pesquisa. Com isso, os achados validados pela pesquisa compreendem que o movimento de reforma da educação superior decorreu na colossal expansão privada/mercantil deste nível de ensino no que tange às matrículas e aos cursos em instituições privadas, além de apontar para elementos que viabilizem privatizar o setor público compreendendo a educação superior como nicho de mercado essencial para extração de lucros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alisson Slider do Nascimento de Paula, Centro Universitário Inta (UNINTA), Sobral – CE – Brasil

Professor do Departamento de Ciências da Educação. Coordenador do Grupo de Pesquisa em Trabalho e Política Educacional (GPTPOED). Pós-Doutorado em Educação (UECE).

Referências

BECHI, D. A formação de cidadãos reflexivos frente ao atual processo de mercantilização da educação superior. Revista Espaço Acadêmico, v. 16, n. 182, p. 88-104, jul. 2016. Disponível em: http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/EspacoAcademico/article/view/31127/16952. Acesso em: 20 abr. 2019.

BERTOLIN, J. C. G. Avaliação da educação superior brasileira: relevância, diversidade, equidade e eficácia dos sistema em tempos de mercantilização. Avaliação, Campinas, v. 14, n. 2, p. 351-383, jul. 2009a. Disponível em: https://www.scielo.br/j/aval/a/qPZq73t5thwsjSHRRWcwNKb/?lang=pt. Acesso em: 18 abr. 2019.

BERTOLIN, J. C. G. A mercantilização da educação superior: uma trajetória do bem público ao serviço comercial. Educ. & Real., v. 34, n. 3, p. 191-211, set./dez. 2009b. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/9367/6718. Acesso em: 23 abr. 2019.

BERTOLIN, J. C. G. O (des)governo na expansão da educação superior brasileira: da inoperância do Estado à supremacia da lógica do mercado. Perspectiva, Florianópolis, v. 31, n. 3, p. 1043-1063, set./dez. 2013. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2013v31n3p1043/27734. Acesso em: 04 maio 2019.

CARVALHO, C. H. A. A mercantilização da educação superior brasileira e as estratégias de mercado das instituições lucrativas. Rev. Bras. Educ., v. 18, n. 54, p. 761-801, jul./set. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782013000300013&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 02 fev. 2019.

FÁVERO, A. A.; BECHI, D. O financiamento da educação superior no limiar do século XXI: o caminho da mercantilização da educação. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, v. 3, n. 1, p. 90-113, jan./abr. 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8650577/16790. Acesso em: 21 abr. 2019.

FERREIRA, D. S. M. M. A política social de educação superior ante a proposta de reforma do Estado brasileiro de Bresser Pereira. Rev. Pol. Públ, São Luís, v. 14, n. 1, p. 173-181, jan./jun. 2010. Disponível em: http://periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rppublica/article/view/369. Acesso em: 24 abr. 2019.

GAMBOA, S. S. Epistemologia da pesquisa em educação. Campinas: Práxis, 1998.

GASPAR, R. F.; FERNANDES, T. C. Mercantilização e oligopolização no ensino superior privado. Educ. & Real., v. 39, n. 3, p. 945-966, jul./set. 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edreal/a/cVyNVJwsbNsP4KkQ38ZgXCq/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 23 abr. 2019.

GREGÓRIO, J. R. B.; RODRIGUES, V. S.; MANCEBO, D. Quando o REUNI aderiu à Universidade. Perspectiva, Florianópolis, v. 30, n. 3, p. 7-1009, set./dez. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2012v30n3p987/24401. Acesso em: 23 abr. 2019.

LIMA, K. R. S. A educação superior no Plano nacional de educação 2011-2020. Perspectiva, Florianópolis, v. 30, n. 2, p. 625-656, maio/ago. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2012v30n2p625. Acesso em: 04 maio 2019.

MANCEBO, D. Trabalho docente na educação superior brasileira: mercantilização das relações e heteronomia acadêmica. Rev. Port. de Educação, v. 23, n. 2, p. 73-91, 2010. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0871-91872010000200004&lng=pt&nrm=i. Acesso em: 22 abr. 2019.

MARQUES, W. Expansão e oligopolização da educação superior no Brasil. Avaliação, Campinas, v. 18, n. 1, 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-40772013000100005. Acesso em: 24 abr. 2019.

NETTO, J. P. Introdução do estudo do método em Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

NEVES, C. E. B. Reforma e desafios da educação superior: o processo de Bolonha dez anos depois. Sociologia & antropologia, v. 1, n. 1, p. 181-207, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sant/v1n1/2238-3875-sant-01-01-0181.pdf. Acesso em: 21 abr. 2019.

NUNES, I. C. V.; BRAGA, L. S. A reforma da educação superior no Brasil: da herança neoliberal de FHC ao legado de Lula. Revista Desafios, v. 3, n. 1, p. 68-79, 2016. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/desafios/article/view/2084. Acesso em: 24 abr. 2019.

RODRIGUES, J. Os empresários e a educação superior. Campinas: Autores Associados, 2007.

SEGENREICH, S. C. D.; CASTANHEIRA, A. M. Expansão, privatização e diferenciação da educação superior no Brasil pós-LDBEN/96: evidências e tendências. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 17, n. 62, p. 55-86, jan./mar. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ensaio/v17n62/a04v1762.pdf. Acesso em: 15 jan. 2019.

SERAFIM, M. P. O processo de mercantilização das instituições de educação superior: um panorama do debate nos EUA, na Europa e na América Latina. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, v. 16, n. 2, p. 241-265, jul. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/aval/a/N6LMKPhnS96Ls3YDxy4Xxtt/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 21 abr. 2019.

SILVA, J. J. R.; LUCENA, C.; FERREIRA, L. R. As relações entre o ensino médio e a educação superior no Brasil: profissionalização e privatização. Educ. Soc., Campinas, v. 32, n. 116, p. 839-856, jul./set. 2011. Disponível: https://www.scielo.br/j/es/a/WX9NF4kcZFp7WXPvbMBkMkS/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 23 abr. 2019.

SOUZA, R.; SILVA, M. Reestruturação na administração pública brasileira e os desdobramentos na educação superior. Linhas críticas, Brasília, v. 14, n. 27, p. 263-82, 2008. Disponível em: http://periodicos.unb.br/index.php/linhascriticas/article/view/3490. Acesso em: 23 abr. 2019.

Publicado

01/04/2022

Como Citar

DE PAULA, A. S. do N. A expansão mercantil da educação superior como tema da produção do conhecimento nos periódicos no Brasil (2008-2018). Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. 2, p. 1231–1245, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17i2.14730. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/14730. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos