Os poemas e os hinos escolares no ensino primário Paraense

Difundindo o sentimento republicano (1904-1905)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17i2.15824

Palavras-chave:

Poesias escolares, Hinos escolares, Ensino primário, República, Pará

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar os poemas e os hinos escolares que eram utilizados na educação escolar republicana paraense como difusores do pensamento republicano. Foram utilizadas como fontes os poemas “O credo”, “A casa” e “A Pátria” de Olavo Bilac (1904), “A Instrução” de Fernandes Bello (1904), “Anjo Enfermo” de Affonso Celso Junior (1905) e “Bons Conselhos” de Octaviano Mello (1905), além dos hinos escolares “A Marselheza do Estudo” de Raymundo Bertoldo Nunes (1904), “Hymno ao Estudo” de Guilherme de Miranda (1904), “Hymno do Grupo Escolar José Veríssimo” de Antonio Macedo (1905) e o “Hymno Escolar” de Theodoro Rodrigues (1905). O aporte teórico assenta-se em Souza, R. A. (2014), Mclaren (1991), Santos (2018) e Lopes (2018), autores que contribuíram para compreender a educação na Primeira República, bem como o sentimento de patriotismo em circulação à época. Verificou-se que as poesias e hinos escolares contribuíram para difundir entre as crianças o sentimento republicano de amor pela pátria e de luta pelo desenvolvimento intelectual. Portanto, considera-se assim que na primeira república foram utilizados diferentes artifícios para trilhar o caminho do alunado nos moldes da civilidade e do bom moralismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mário Allan da Silva Lopes, Universidade do Estado do Pará (UEPA), Belém – PA – Brasil

Doutorando em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação.

Socorro França, Universidade do Estado do Pará (UEPA), Belém – PA – Brasil

Professora do Programa de Pós-graduação em Educação da UEPA. Doutorado em Educação (UNICAMP).

Referências

A ESCOLA: revista oficial do ensino. Belém: Imprensa Official, n. 34, jan. 1903.

A ESCOLA: revista official de ensino. Belém: Imprensa Official, n. 47, v. VIII, fev. 1904.

ALVES, L. M. S. A. A política de caridade, assistência, e proteção à infância desvalida em Belém do Pará. Revista Arquivo Brasileiro de Educação, Belo Horizonte, v. 3, n. 6, p. 34-64, ago./dez., 2015. Disponível em: periodicos.pucminas.br/index.php/arquivobrasileiroeducacao/article/download/P.2318-7344.2015v3n6p34/10169. Acesso em: 01 jan. 2019.

BELLO, F. A Instrução. A Escola Revista Oficial de Ensino, Belém, v. 4, n. 48, p. 214, mar. 1904. Disponível em: http://www.fcp.pa.gov.br/obrasraras/a-escola-revista-oficial-de-ensino-v-4-n-48-1904/. Acesso em: 10 out. 2021.

BILAC, O. Poesias infantis. Rio de Janeiro: Livraria Clássica de Francisco Alves, 1904.

BOSI, A. O ser e o tempo na poesia. São Paulo: Cultrix LTDA, 1977.

CELSO JUNIOR, A. Anjo enfermo. A Escola Revista Oficial de Ensino, Belém, v. 5, n. 60, p. 360, jan. 1905. Disponível em:

http://www.fcp.pa.gov.br/obrasraras/a-escola-revista-oficial-de-ensino-v-5-n-60-1905/. Acesso em: 05 out. 2021.

COELHO, M. O. Livros escolares: portadores de formação do sentimento nacional. In: ARAÚJO, S. M. S.; FRANÇA, M. P. S. G. S. A.; ALVES, L. M. S. A. (org.). Educação e instrução pública no Pará imperial e republicano. Belém: EDUEPA, 2015. p. 195-216.

COSTA, M. B. C.; MENEZES NETO, G. M. Livros escolares e provas de “portuguez”: formação civilizadora na instrução pública do Pará (1898-1912). Revista Latino-Americana de História, v. 5, n. 15, p. 69-90, jul. 2016. Disponível em: http://projeto.unisinos.br/rla/index.php/rla/article/download/722/664. Acesso em: 3 set. 2020.

FEITOSA, J. A. A Educação no Pará: documentário. Belém, PA: Secretária de Estado e Educação, 1987.

GOMES, A. C. República, educação cívica e história pátria: Brasil e Portugal. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 25., 2009, Fortaleza. Anais [...]. Fortaleza: UFC, 2009. 12p. Disponível em: https://anpuh.org.br/uploads/anais-simposios/pdf/2019-01/1548772007_7a9c0f9f89c6fd79a0accc00fe84ed64.pdf. Acesso em: 3 set. 2020.

HOBSBAWM, E.; RANGER, T. A invenção das tradições. Tradução: Celina Cardim Cavalcante. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997. Coleção Pensamento Crítico; v. 55.

LOPES, M. A. da S. Vitrine da república: a educação de crianças no 5º grupo escolar “Barão do Rio Branco” em Belém-PA (1900-1912). 2018. 120 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Estado do Pará, Belém, 2018.

MACEDO, A. Hymno do grupo Escolar José Verissimo. A Escola Revista Oficial de Ensino, Belém, v. 5, n. 58, p. 250, jan. 1905. Disponível em: http://www.fcp.pa.gov.br/obrasraras/a-escola-revista-oficial-de-ensino-v-5-n-58-1905/. Acesso em: 12 dez. 2018.

MCLAREN, P. Rituais na Escola: em direção a uma economia política de símbolos e gestos na educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 1991.

MELLO, O. Bons Conselhos. A Escola Revista Oficial de Ensino, Belém, v. 5, n. 58, p. 238-240, jan. 1905. Disponível em: http://www.fcp.pa.gov.br/obrasraras/a-escola-revista-oficial-de-ensino-v-5-n-58-1905/. Acesso em: 12 dez. 2018.

MIRANDA, G. Hymno ao Estudo. A Escola Revista Oficial de Ensino, Belém, v. 4, n. 56, p. 85, nov. 1904. Disponível em: http://www.fcp.pa.gov.br/obrasraras/a-escola-revista-oficial-de-ensino-v-4-n-56-1904/. Acesso em: 27 maio 2020

NUNES, R. B. A Marselheza do Estudo. A Escola Revista Oficial de Ensino, Belém, v. 4, n. 56, p. 54, nov. 1904. Disponível em: http://www.fcp.pa.gov.br/obrasraras/a-escola-revista-oficial-de-ensino-v-4-n-56-1904/. Acesso em: 27 maio 2020.

PARÁ. Diário oficial do Estado do Pará. Ano X – 12., n. 2669, Belém, 04 de julho de 1900.

PEIXOTO, S. A. O parnasianismo no Brasil: variações sobre um mesmo tema. O eixo e a roda: v. 19, n. 2, p. 107-117, 2010. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/o_eixo_ea_roda/article/viewFile/3355/3285. Acesso em: 19 dez. 2018.

RODRIGUES, T. Hymno Escolar. A Escola Revista Oficial de Ensino, Belém, v. 5, n. 60, p. 363, jan. 1905. Disponível em: http://www.fcp.pa.gov.br/obrasraras/a-escola-revista-oficial-de-ensino-v-5-n-60-1905/. Acesso em: 15 abr. 2021.

ROSSI, E. R. A educação escolar primária na Primeira República (1889-1929). Série-Estudos, Campo Grande, v. 22, n. 45, p. 159-171, maio/ago. 2017. Disponível em: www.serie-estudos.ucdb.br/index.php/serie-studos/article/download/1048/pdf. Acesso em: 12 dez. 2018.

SANTOS, D. S. M. A arte de civilizar: a educação cívico patriótica na revista A Escola e na Revista do Ensino no Pará republicano (1900-1912). 2018. 148 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado do Pará, Belém, 2018.

SOUZA, R. A. História da Literatura: trajetória, fundamentos, problemas. São Paulo: É Realizações Editora. 2014.

SOUZA, R. F. Lições da Escola Primária. In: SAVIANI, D. et al. O legado educacional do século XX no Brasil. 3 ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2014. p. 101-141.

Publicado

01/04/2022

Como Citar

LOPES, M. A. da S. .; AVELINO DE FRANÇA, M. do P. S. G. de S. Os poemas e os hinos escolares no ensino primário Paraense: Difundindo o sentimento republicano (1904-1905). Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. 2, p. 1402–1425, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17i2.15824. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/15824. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos