Implementação do ensino remoto

Percepções dos professores e das famílias na Educação Infantil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17iesp.3.16723

Palavras-chave:

Implementação de políticas educacionais, Burocrata de nível de rua, Educação Infantil, Desigualdades Educacionais, Pandemia

Resumo

O objetivo geral do artigo é investigar a implementação de atividades remotas na educação infantil, na rede pública municipal de Sobral durante a pandemia da Covid-19. Como objetivos específicos, investiga a percepção dos professores sobre as diretrizes para o ensino remoto, as ações discricionárias destes burocratas de nível de rua e analisa a percepção das famílias sobre a capacidade de o ensino remoto alcançar suas necessidades. O estudo contou com dados coletados a partir de um survey, aplicado ao universo de professores que atuavam na pré-escola, e entrevistas semiestruturadas com 16 professores e 16 responsáveis de crianças matriculadas na pré-escola. As análises revelam que, embora os professores caracterizem os processos de implementação do ensino remoto a partir do fluxo de informações e treinamento satisfatórios e por decisões descentralizadas apoiadas pela gestão das escolas, na percepção das famílias, as atividades remotas não foram capazes de suprir suas demandas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariane Campelo Koslinski, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro – RJ – Brasil

Professora Associada da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Sociologia (UFRJ).

Rosa Seleta de Souza Ferreira Xavier , Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro – RJ – Brasil

Doutoranda em Educação.

Tiago Lisboa Bartholo, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro – RJ – Brasil

Professor Associado do Colégio de Aplicação e do Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Educação (UFRJ). ORCID

Referências

ABUHAMMAD, S. Barriers to distance learning during the covid-19 outbreak: A qualitative review from parents’ perspective. Heliyon, Cambridge, v. 6, n. 11, p. 1-5, 2020. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2405844020323252. Acesso em: 20 maio 2021.

APRENDIZAGEM na Educação Infantil e Pandemia: Um estudo em Sobral/CE. Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, 2022. Disponível em: https://www.fmcsv.org.br/pt-BR/biblioteca/impacto-aprendizadem-covid-sobral/?s=aprendizagem,educação. Acesso em: 15 jun. 2022.

BARBERIA, L. G.; CANTARELLI, L. G.; SCHMALZ, P. H. S. Uma avaliação dos programas de educação pública dos estados e capitais brasileiras durante a pandemia do Covid-19. Rede, Políticas Públicas e Sociedade. São Paulo: FGV/EESP; CLEAR, 2021. Disponível em: http://fgvclear.org/site/wp-content/uploads/remote-learning-in-the-covid-19-pandemic-v-1-0-portuguese-diagramado-1.pdf. Acesso em: 05 maio. 2021.

BARTHOLO, T. L. et al. Learning loss and learning inequality during the Covid-19 pandemic. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, p. 1-24, set. 2022. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ensaio/a/8sNJkg9syT5dXMp9wrBtbDc/?format=pdf&lang=en. Acesso em: 30 mar. 2022.

CAMPOS, M. M.; VIERA, L. F. Covid-19 and early childhood in Brazil: Impacts on children’s well-being, education and care. European Early Childhood Education Research Journal, Londres, v. 29, n. 1, p. 125-140, 2021. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/1350293X.2021.1872671?scroll=top&needAccess=true. Acesso em: 23 mar. 2022.

CAVALCANTI, S. et al. Contribuições dos estudos sobre burocracia de nível de rua. In: PIRES, R.; LOTTA, G.; OLIVEIRA, V. E. (org.). Burocracia e Políticas Públicas no Brasil: Interseções Analíticas. 1. ed. Brasilia, DF: IPEA; ENAP, 2018. v. 1.

DONG, C.; CAO, S.; LI, H. Young children’s online learning during covid-19 pandemic: Chinese parents’ beliefs and attitudes. Children and Youth Services Review, Amsterdã, v. 118, p. 1-9, 2020. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S019074092031224X?via%3Dihub. Acesso em: 02 mar. 2022.

ENGZELL, P., FREY, A.; VERHAGEN, M. D. Learning Inequality During the Covid-19 Pandemic. SocArXiv, Ithaca, n. 29, out. 2020. Disponível em: https://osf.io/preprints/socarxiv/ve4z7/. Acesso em: 13 fev. 2022.

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS et al. Retratos da educação no contexto da pandemia do coronavírus: Perspectivas em diálogo. São Paulo: FCC; Fundação Lemann; Fundação Roberto Marinho; Instituto Península, Itaú Social, ago. 2020. Disponível em: https://educacaointegral.org.br/wp-content/uploads/2021/01/Retratos-da-educacao-no-contexto-da-pandemia.pdf. Acesso em: 01 fev. 2021.

KOSLINSKI, M. C.; BARTHOLO, T. Desigualdades de Oportunidades Educacionais no Início da Trajetória Escolar no Contexto Brasileiro. Lua Nova, São Paulo, n. 110, p. 215-245, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ln/a/kCGVCBfRzvz5wjKvWcxsntv/?lang=pt. Acesso em: 22 fev. 2022.

LIPSKY, M. Burocracia no nível de rua: Dilemas do indivíduo nos serviços públicos. Brasília, DF: Enap, 2019.

LOTTA, G. A política pública como ela é: Contribuições dos estudos sobre implementação para a análise de políticas públicas. In: LOTTA, G. (org.). Teorias e Análises sobre Implementação de Políticas Públicas no Brasil. Brasília, DF: Enap, 2019.

LOTTA, G. et al. O impacto da pandemia de Covid-19 na atuação da burocracia de nível de rua no Brasil. Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, n. 35, p. 1-38, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbcpol/a/KrdfpSLymvsqWZkJhC6MPXp/abstract/?lang=pt. Acesso em: 04 fev. 2022.

MATLAND, R. E. Synthesizing the implementation literature: the ambiguity-conflict model of policy implementation. Journal of Public administration Research and Theory, Oxford, v. 5, n.2, p. 145-174, 1995. Disponível em: https://doi.org/10.1093/oxfordjournals.jpart.a037242. Acesso em: 03 fev. 2022.

MUYLAERT, N. C. Diretores escolares: Burocratas de nível de rua ou médio escalão? Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 31, p. 84-103, 2019. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rce/article/view/25954/pdf. Acesso em: 10 fev. 2022.

OLIVEIRA, B. R. et al. Implementação da educação remota em tempos de pandemia: Análise da experiência do Estado de Minas Gerais. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 1, p. 84-106, 2021. e-ISSN: 1982-5587. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/13928/10307. Acesso em: 22 mar. 2022.

STRINGER, N., KEYS, E. Learning during the pandemic: Review of international research Report 5 of 5 on learning during the 2020 coronavirus (COVID-19) pandemic. 2020. Disponível em: https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/1000352/6803-5_Learning_during_the_pandemic-_review_of_international_research.pdf. Acesso em: 10 jan. 2022.

UNESCO. Dados da UNESCO mostram que, em média, dois terços de um ano acadêmico foram perdidos em todo o mundo devido ao fechamento das escolas devido à Covid-19. Paris: UNESCO, 2021a. Disponível em: https://pt.unesco.org/news/dados-da-unesco-mostram-que-em-media-dois-tercos-um-ano-academico-foram-perdidos-em-todo-o. Acesso em: 29 mar. 2022.

UNESCO. Perdas de aprendizagem pelo fechamento de escolas devido à Covid-19 pode empobrecer uma geração inteira. Paris: UNESCO, 2021b. Disponível em: https://pt.unesco.org/news/perdas-na-aprendizagem-pelo-fechamento-escolas-devido-covid-19-pode-empobrecer-uma-geracao. Acesso em: 29 mar. 2022.

Publicado

30/11/2022

Como Citar

KOSLINSKI, M. C.; XAVIER , R. S. de S. F.; BARTHOLO, T. L. Implementação do ensino remoto: Percepções dos professores e das famílias na Educação Infantil. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. n. esp. 3, p. 2365–2385, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17iesp.3.16723. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16723. Acesso em: 4 out. 2023.