Entre a psicologia e a pedagogia: reflexões sobre o desenvolvimento infantil e o conhecimento escolar à luz da teoria histórico-cultural

Eliza Maria Barbosa, Janaina Cassiano Silva

Resumo


Analisamos neste trabalho, os aspectos que marcam a relação da Pedagogia com a Psicologia da Educação, sobretudo a relação entre desenvolvimento e aprendizagem humana explicitada pela teoria Psicogenética. Realizamos uma análise crítica dessa relação à luz das contribuições da Teoria Histórico-Cultural. Demonstramos que a partir da alguns preceitos, a teoria psicogenética estabelece um modelo de educação que toma o desenvolvimento dos processos cognitivos como conteúdo básico para as ações educativas, considerando-se que o êxito na transmissão de conhecimentos às crianças depende prioritariamente da existência de esquemas de assimilação inerentes à atividade do sujeito. Entretanto, pautados na Teoria Histórico-Cultural, reafirmamos uma compreensão da criança como sujeito que tem necessidade de aprender e crescer em um mundo de objetos, pessoas e lugares portadores de saberes. Assim deve ser pensada a ampliação do conhecimento cultural e humano produzido na escola engendrada pelas ações pedagógicas. Quanto mais conhecimento as crianças dominam, maior o seu poder sobre os processos que determinam suas vidas e suas condições de existência na realidade social. Ou seja, é através da apropriação dos processos engendrados culturalmente (pela educação) que, no decurso da vida as crianças adquirem as propriedades e faculdades verdadeiramente humanas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v10i4.6308



Direitos autorais 2015 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.