O arranjo espacial em escolas de educação infantil: reflexões sobre a Proposta Fazer em Cantos

Autores

  • Cristiane Magalhães Bissaco Doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem. PUC- Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação. UNESP – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus Rio Claro. Rio Claro – SP – Brasil. 19060-900
  • Ana Cláudia Bonachini-Mendes Mestre em Educação. UNOESTE - Universidade do Oeste Paulista. Professora Assistente II. UNITOLEDO - Centro Universitário Toledo. Araçatuba – SP – Brasil. 19030-430
  • Elieuza Aparecida de Lima Doutora em Educação. UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Marília. Docente do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação. UNESP – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Marília – SP – Brasil. 17525-900 - aelislima@ig.com.br

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v10i4.8077

Resumo

Com base em concepções de desenvolvimento que consideram as crianças nos seus contextos sociais, ambientais, culturais e, mais concretamente, nas interações e práticas sociais que lhes fornecem elementos relacionados às mais diversas linguagens e ao contato com os mais variados conhecimentos culturais para a formação de uma identidade autônoma, este artigo traz à tona uma discussão sobre o espaço como um elemento curricular que pode criar condições concretas e efetivas a atuação ativa da criança em situações de brincadeira e outras atividades na EI. Defendemos aqui a ideia de que no espaço escolar há a co-construção de saberes por meio de um aprender na brincadeira. Assim, ao apresentarmos uma proposta pautada nos cantos de aprendizagem oportunizamos às crianças o desenvolvimento do jogo simbólico e de outros aprendizados.

Biografia do Autor

Cristiane Magalhães Bissaco, Doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem. PUC- Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação. UNESP – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus Rio Claro. Rio Claro – SP – Brasil. 19060-900

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação na Unesp-Rio Claro (IB), sendo doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela PUC-SP (2010), Mestre pelo mesmo Programa e Instituição (2004), Especialista em Alfabetização e Letramento pelo Centro Universitário Toledo de Araçatuba (2012), Especialista em Língua Portuguesa pela UNESP-SJRP (2002), Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais (2009) e Graduada em Letras Português/Inglês pelo Centro Universitário Toledo de Araçatuba (1998).

Ana Cláudia Bonachini-Mendes, Mestre em Educação. UNOESTE - Universidade do Oeste Paulista. Professora Assistente II. UNITOLEDO - Centro Universitário Toledo. Araçatuba – SP – Brasil. 19030-430

A autora é mestre em Educação pela Universidade do Oeste Paulista (2013). Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005). Atualmente é Professor Assistente II no Centro Universitário Toledo onde leciona nos cursos de Pedagogia e Educação Física; Diretora de escola - Secretaria Municipal de Educação de Araçatuba.

Elieuza Aparecida de Lima, Doutora em Educação. UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Marília. Docente do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação. UNESP – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Marília – SP – Brasil. 17525-900 - aelislima@ig.com.br

A autora é Doutora em Educação (2005) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Marília, Mestre pelo mesmo Programa e Instituição (2001) e possui Graduação em Pedagogia pela mesma Instituição (1996). Atualmente, exerce atividades de docência, pesquisa, extensão e gestão na Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC) da Universidade Estadual Paulista - Campus de Marília (SP), junto ao Departamento de Didática. É docente do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação da FFC, Unesp, Marília, SP.

Downloads

Publicado

18/12/2015

Como Citar

BISSACO, C. M.; BONACHINI-MENDES, A. C.; LIMA, E. A. de. O arranjo espacial em escolas de educação infantil: reflexões sobre a Proposta Fazer em Cantos. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 10, n. 4, p. 1319–1338, 2015. DOI: 10.21723/riaee.v10i4.8077. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8077. Acesso em: 5 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos